Fernando Machado

Blog

A Missa na Igreja do Galo II

O comentarista da missa solene foi mais uma vez do Frei Abelardo. A primeira leitura foi lida pela sobrinha Ana Carolina Amorim Lopes, o salmo cantado por Lorena Oliveira e a segunda leitura coube a irmã Salete Lopes Ferreira. Antes do Ministro Provincial dos Capuchinhos, Frei Francisco de Assis Barreto, fazer a homilia, por sinal maravilhosa, Frei Magnus saudou os fiéis.

m-violeta-maia
Violeta Botelho Maia depois da missa na Igreja de Santo Antônio (Foto: Fernando Machado)

O retábulo do altar mor é todo em peroba e ricamente trabalhado. A imagem de Santo Antônio que está no altar é uma cópia, pois a original datada do século XVIII está sendo restaurada. Adorei os arranjos dos cânticos e da banda Shaddai coordenada por Glenda Lemos. E no final quando soltaram a voz entoando a Oração de São Francisco não teve ninguém que segurasse a emoção. “Pois, é dando que se recebe, / é perdoando que se é perdoado, / e é morrendo que se vive para a vida eterna.”

m-conjunto
O Grupo Shaddai deu aquele toque de beleza à cerimônia

Deixei a Igreja de Santo Antônio, meu padroeiro, pedindo “Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz” e com uma vontade de quero mais. E claro que terá, pois no dia 12 de outubro, em Salgueiro, acontecerá a cerimônia de posse de Dom Magnus Henrique Lopes.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.