Fernando Machado

Blog

Tag vivo

Anotações do Cotidiano

Hoje, às 21h, Nena Queiroga se apresenta no restaurante Boi & Brasa, em Boa Viagem, com o show Cantando Esperança. Ao seu lado estarão Júnior Chumbago, Gerlane Lopes, Gustavo Travassos e Toni Veras. A renda será para a Creche Manuel Quintão, em Olinda. Outro objetivo chamar mais voluntários como médicos, dentistas e psicólogos para a Manuel Quintão.

Nena Queiroga, Braulio, Junior Chumbago (Foto: Divulgação)

Luciano Magno, André Rio e Roberto Menescal (Foto: Jamerson Ferreira)

Pelo projeto MPBossa, André Rio, Roberto Menescal e Luciano Magno sobem ao palco do Teatro RioMar, hoje, 26, às 20h. Na ocasião, o trio lança o novo álbum intitulado MPBossa. O trabalho é o registro em gravação, ao vivo, feito no Recife, em 2016, de um grande espetáculo musical, que uniu três grandes expoentes da música brasileira, fazendo releituras de clássicos da Bossa Nova e MPB.

Anotações do Cotidiano

Montado em seu papagaio do futuro, Alceu Valença repisa as ruas do presente e do passado em seu novo CD / DVD Vivo! Revivo! (Deck) nas plataformas digitais a partir de hoje. Os lançamentos físicos acontecem no dia 20 de novembro. Gravado no Teatro de Santa Isabel, o DVD apresenta o artista no auge de sua maturidade criativa. O show reúne clássicos da trilogia essencial do cantor na década de 70.

O cientista político Antonio Lavareda participa de uma mesa de avaliação das eleições municipais na próxima quinta-feira, às 14h30, no auditório da Biblioteca Central, da UFPE. Farão parte do grupo os professores Paulo Peres (UFRGS) e Humberto Dantas (INSPER). A professora Gabriela Tarouco (UFPE) será a mediadora. Na coordenação o pró-reitor Ernani Carvalho.

Anotações do Cotidiano

Entre os 14 e 18 de outubro estará atracado no Porto do Recife, o Navio Escola da Marinha de Guerra do Chile Esmeralda, cuja tripulação é 341 militares. O Esmeralda é comandado pelo capitão de mar-e-guerra Carlos Fiedler. Deverão vir para recepcionar o navio, o embaixador do Chile no Brasil Jaime Gazmuri Mujica e o comandante do III Distrito Naval, almirante Afrânio de Paiva Moreira Jr. No dia 15 terá um almoço a bordo somente para autoridades. O cônsul do Chile no Recife é Gilson Cedrim.

Entre os dias 6 e 8 de novembro de 2015, na Praça de Casa Forte, será realizada a 37ª Festa Vitória Régia, coordenado pelo Padre Edvaldo. A renda será destinada para as obras sociais da Paróquia de Casa Forte, principalmente a Creche Beneficente Menino Jesus e a Casa da Criança Marcelo Asfora que acolhem 300 crianças de zero a 14 anos. A festa é um evento de rua com shows musicais, barracas de artesanato e comidas típicas, parque de diversão e uma exposição destacando o lado religioso do ex-governador Eduardo Campos, que é o homenageado da Vitória Régia.

Montado no indicativo de seu papagaio do futuro, Alceu Valença repisa as ruas do passado com o show Vivo! Revivo! no dia 9 de outubro, às 21h, no Teatro de Santa Isabel. O espetáculo será filmado com a presença do público e lançado em DVD no próximo ano, com roteiro de Alceu Valença e direção de Lula Queiroga. O show é integrada por Paulo Rafael (guitarra), Nando Barreto (baixo), Cássio Cunha (bateria), Jean Dumas (percussão), César Michiles (flauta) e Leo Stegman (viola).

Patrimônio Vivo de Pernambuco

Esta coluna aplaude a escolha do Maestro Ademir Araújo como Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco. Quem informou foi José Fernando de Souza, que o define como “uma criatura excepcional, daquelas cuja definição pode ser reduzida a poucas palavras: ele é um homem bom.” Compositor, instrumentista, arranjador, regente e, acima de tudo, mestre. Este é o folclorista Ademir Souza Araújo, Maestro Formiga, como também é conhecido. E como dizia o famoso pernambucano Chacrinha “ele merece”, ou então “Ele vai para o trono não vai?”

ademir-araujo-fernando-machado

Maestro Formiga (Foto: Fernando Machado)

Ademir Araújo que nasceu no Recife, em 15 de outubro de 1942, é um dos nomes mais respeitados do frevo, pela sua geração e por nomes da atual cena musical pernambucana. Músico autodidata, começou ainda muito jovem, vindo das bandas de música do Recife. Aos 19 anos, compôs o frevo No ano 2000, já demonstrando que sua mente irrequieta sempre mirou à frente do seu tempo. À frente da Orquestra Popular do Recife, Maestro Formiga tem feito trabalhos memoráveis, a partir da reinvenção do frevo, colocando-o em contato com o que há de mais contemporâneo na música.

  • 1 2