Fernando Machado

Blog

Tag vem

Um sucesso o Vem pra Rua

O urologista Aderson Sérgio de Carvalho, ao lado da esposa Silvana, da filha Mirna e da amiga Márcia Ataíde (Foto: Instagram)

A Avenida Boa Viagem virou, ontem, à tarde, um mar de verde e amarelo, fazendo um duelo entre o verde do Atlântico e multidão que pensa num Brasil sério no futuro, graças ao Vem Pra Rua. Cerca de 40 mil pessoas saiu em defesa do ministro da Justiça Sergio Moro. O ato, convocado por grupos de direita e movimentos anticorrupção, critica os vazamentos de mensagens de procuradores da Operação Lava Jato.

Edda Lück e o ator investido de Lula (Fotos: Instagram)

É bonito quando um brasileiro mostra seu amor ao país. Enquanto esse Congresso e o Supremo Tribunal Justiça existirem como atual elenco o nosso grande presidente Jair Bolsonaro não poderá tirar o Brasil da Lama. A Reforma da Previdência somente será aprovada se deputados e senadores conseguirem a Aposentadoria Especial, ou seja, vão levar para casa o mesmo salário da ativa. Não esquecer os planos de saúde, para eles e para a família.

Tania Spinelli e Eliete Conte (Foto: Instagram)

Muitos jovens, mulheres e homens fizeram parte da passeata. Com mensagens criativas, podia-se ver um boneco gigante de Sérgio Moro e um ator vestido de Lula na cadeia. Depois das manifestações de ontem, Sérgio Moro, deve ter ficado mais orgulhoso ainda. As passeatas de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília resultaram num sucesso estrondoso. A da Avenida Paulista, um coral de um milhão vozes cantou a musica de Roberto Carlos, Como É Grande seu Amor por Você, tocado pelo pianista Eduardo Lages.

Fátima Machado e Isis Santini (Foto: Instagram)

Fatos Diversos

Um lembrete, hoje, às 19h, para o vernissage Adriana Varejão – Por uma retórica canibal, no Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães. A mostra tem curadoria de Luisa Duarte e reúne 25 obras dos mais de 30 anos de trajetória de Adriana Varejão carioca. A mostra ficará aberta ao publico até o dia 8 de setembro.

A artista visual Adriana Varejão (Foto: Vicente de Melo)

No próximo domingo, vai acontecer novamente Vem Pra Rua, desta vez em defesa da Lava Jato, do Pacote Anticrime e da Reforma da Previdência. Vamos mostrar aos parlamentares o que o povo brasileiro quer. No Recife a ação acontecerá, às 14h, em frente à Padaria Boa Viagem.

Esquinas do Mundo

Hoje, a partir das 15h, o movimento Vem Pra Rua realiza o ato Tchau, Queridos, na esquina da Avenida Paulista com a Rua Pamplona, em São Paulo. Trata-se de uma manifestação democrática a uma semana de uma das eleições mais importantes da história do Brasil. É mais uma oportunidade para relembrar que no dia 7 de outubro os mais de 140 milhões de eleitoras e eleitores terão o protagonismo e o poder para dar um “adeus” aos parlamentares que tanto prejudicaram o dia a dia da população nos últimos anos e utilizam a política apenas como projeto de poder e enriquecimento.

O Museu do Amanhã conquistou, sexta-feira, em Londres, o Leading Culture Destinations Awards 2018, prêmio britânico considerado o Oscar dos Museus. Desta vez, o museu carioca, que virou ícone cultural do Brasil no exterior, foi o destaque da categoria Melhor Organização Cultural do Ano para promoção de ‘Soft Power’. Em 2016, o Museu do Amanhã já havia sido reconhecido como o Melhor Novo Museu do Ano das Américas e Caribe. Mas desta vez figurou em categoria ainda mais ampla, superando concorrentes de peso como o Louvre de Abu Dhabi e o Museu de Vancouver.

O Dia D da democracia

Ontem, à noite eu vivi um dos momentos mais importantes de cidadania. Assisti ao lado dos participantes do Vem Pra Rua no II Jardim, em Boa Viagem, a votação do impeachment. Quando foi dado o voto para que nossa bandeira continuasse verde-amarela, todos se abraçaram, mesmo aqueles que não se conheciam. Era tanta alegria que parecia a comemoração do fim da II Guerra Mundial. Foi emocionante demais.

Outro fato que me chamou atenção: muitos jovens vestidos de verde e amarelo, ou carregando a bandeira do Brasil ou de Pernambuco. Ali ninguém tinha ganhado mortadela ou 30 reais. Era o sentido patriótico dos pernambucanos. O grito de guerra Nossa Bandeira jamais será Vermelha. E coube a Bruno Araújo o voto decisivo. Os parlamentares petistas desesperados falavam a mesma mantra.

  • 1 2