Fernando Machado

Blog

Tag triste

Flashes

A diva da dermatologia Sarita Martins e Marcia Souto Carvalho presenças famosas na passeata prol Sergio Moro, na Avenida Boa Viagem.

As atrações do Réveillon do Sheraton Reserva do Paiva terão além do DJ Alexandre Carvalho, Bailinho Maravilha e Patusco.

Uma nota triste. Faleceu ontem, o oncologista Eriberto de Queiroz Marques. O velório será amanhã, às 9h e a cremação às 15h, no Morada da Paz.

Nasceu neste sábado, no Hospital e Maternidade São Luiz, em Itaim, Sampa, Lucca, filho da cantora Luiza Possi e do diretor Cris Gomes.

O endoscopista José Maurício Aragão, participa de Curso Internacional de Gastroenterologia e Endoscopia Digestivaem São Paulo.

Parabéns, Jornal do Commercio!

Fiquei muito triste que o Jornal do Commercio na sua edição comemorativa de 100 anos não fez uma referencia ao ícone do jornalismo pernambucano Alex. Começou sua vitoriosa carreira em 30 de julho de 1958, fazendo uma coluna social aos domingos e a partir do dia 14 de setembro de 1958 passou a escrever diariamente, substituindo Nelbe Souza. No dia 27 de fevereiro de 1997 Alex foi demitido.

Alex no inicio de sua carreira (Foto: Acervo do blog)

Alex brilhou no auge, na decadência e na retomada. A coluna social está dividida entre antes e depois de Alex. Dos anos 50 até 70, ele reinou como cronista social. Foi até imortal da Academia Pernambucana de Letras. Suas listas de mulheres elegantes mexiam com a sociedade. Não esquecer suas crônicas sobre cinema. Na época que o JC estava falido a sociedade pernambucana comprava o jornal por conta da sua coluna social.

Alex na noite de autógrafos do livro Cadeira Vazia em 1968 (Foto: Acervo do blog)

Alex era imagem do Jornal do Commercio e vice versa. Lembro que certa vez a direção da empresa comunicou que não tinha dinheiro para pagar os funcionários da oficina. Ele não teve dúvida conseguiu a importância. Alex, você foi um monstro sagrado no jornalismo pernambucano. E encerro plagiando a música Naquela Mesa de Sergio Bittencourt: naquela edição está faltando ele.

Fatos Diversos

Outra noticia triste. Faleceu no dia 14 de fevereiro, a senhora Maria da Penha Ribeiro Pessoa Jordão Emerenciano. Era viúva do advogado e acadêmico Severino Jordão Emerenciano que nasceu no dia 14 de fevereiro de 1919, e morreu no dia 17 de fevereiro de 1972. Penha que era uma figura sensacional nasceu na Paraíba.

A senhora Penha Emerenciano (Foto: Fernando Machado)

Amanhã, às 15h, no Clube Português acontece o 60º Bailinho Fantasia de Papel. O tema é Brincando como Antigamente. Teremos o Palhaço Chocolate e uma orquestra de frevo. A atração é o desfile de fantasia de papel. A viúva de Capiba, Zezita Barbosa, fazia parte do júri desde o inicio. Nesta atual diretoria ela foi esquecida.

Flashes

Hoje, às 18h, na Alepe, o procurador da Republica Antônio Edilio Magalhães Teixeira, recebe o titulo de Cidadão de Pernambuco.

O Clube Alemão vai promover, a partir de segunda-feira, uma colônia de férias especial, com jogos esportivos e oficinas de culinária.

Kátia McCarthy e Luciano Bemfica reuniram para jantar no seu apartamento de Boa Viagem, Patricia e Ney Rivera, para jantar dos mais categorizados.

O publicitário pernambucano radicado na Alemanha, Daniel Henrique, lembra que alemães estão triste, mas os estrangeiros estão em festa.

  • 1 2 4