Fernando Machado

Blog

Tag secretário

Então Vamos Ficar Combinados Assim

O secretário Milton Coelho manda um e-mail, via sua assessora de imprensa, a jornalista Roberta Francine, justificando sua falta de atenção com a viúva de Capiba, no almoço que eles teriam. Segundo ele, não podia faltar à reunião que o governador Paulo Câmara, marcou naquele sábado, às 8h. O almoço estava marcado para a partir das 13h. Então vamos ficar combinados assim, senhor secretário.

Caetano Veloso também está solidário com Zezita Barbosa (Foto: Divulgação)

Na desculpa esfarrapada diz que: “A equipe de engenheiros avaliadores já esteve no imóvel para as vistorias necessárias e o processo corre em seu rito dentro do que determina a lei”. É ai que mora o perigo, gente. O governo sempre avalia tudo muito por baixo do valor do mercado. Todavia Geraldo Freire já avisou, pelo seu programa, para Zezita Barbosa que tem um advogado sem ônus para ela, caso tenha prejuízo.

Zezita, Desespero & Casa

O secretário Milton Coelho ligou para a viúva de Capiba, Zezita Barbosa, comunicando que ela não ficasse preocupada por sua casa ter sido desapropriada. A senhora não terá prejuízo. Quando Zezita disse para ele que sábado passado estaria no Recife, Milton afirmou que ia procurá-la. Até hoje ela espera vê-lo. E por conta disso Zezita ficou mais tensa ainda. Quando Zezita recebeu a noticia pela televisão pensou que fosse morrer.

Capiba e sua Zezita pelos salões do Recife nos anos noventa (Foto: Acervo do blog)

Lembrou que em 20 anos ninguém do Governo do Estado a procurou, para ajudá-la. Quando, pois à venda a sua casa, em dois dias tombaram e desapropriaram a residência. Zezita está consciente de que o representante do Governador Paulo Câmara a procurou por conta da repercussão internacional do fato, levantado pelo radialista Geraldo Freire. Zezita vai procurar Geraldo para agradecer essa contribuição.

Brazilian Day: Lavagem da Rua 46

Há cinco anos, acontecia à lavagem da Rua 46, em Nova Iorque, como parte do Brazilian Day de 2012. Antes de seguirmos até o local tivemos um brunch no Saju Bistrot, na Rua 44, por sinal excelente. Depois puxado pelo Maestro Spok e sua orquestra, e pelos bonecos gigantes de Leandro, os jornalistas convidados pelo O secretário de Turismo, Alberto Feitosa, seguiram em arrastão até a Rua 46.

Alberto Feitosa no passo rasgado sendo observado por Luiz Lima e Carlos Braga (Foto: Fernando Machado)

Anthony Henry, Luana dos Santos, Brokkie Duddie e Isabela Marinho (Foto: Fernando Machado)

A 46 também conhecida como a Meca dos Brasileiros em Nova Iorque, fomos ouvindo os frevos. Foi indescritível a gente ouvir Cabelo de Fogo do Maestro Nunes, pois contagiou até os gringos. E quando o cortejo entrou na 5ª Avenida o Maestro Spok atacou de Vassourinhas, do esquecido compositor Mathias da Rocha, os brasileiros (cariocas, paulistas, mineiros entre outros), latinos, japoneses e os ianques traçaram um passo rasgado.

Maestro Spok, entre os cantores baianos Del Feliz e Edu Casanova (Foto: Fernando Machado)

Gabriel Ezon, Gabriela Sversut e Freddy Garcia (Foto: Fernando Machado)

É ou não para se tirar o chapéu para o secretário Alberto Feitosa pela ousadia de levar o frevo para a Big Apple? É de nos deixar orgulhosos de ser pernambucanos. No palco montado na Rua 46 havia um pequeno publico para aplaudir os cantores. Quando foi apresentado o Maestro Spok e atacou mais uma vez de Vassourinhas, o publico foi ao delírio e repente mais do que de repente o público dobrou.

Carlos Braga, Luciana Fernandes e Andre Correia (Foto: Fernando Machado)

Os transformistas Rosa Rosalina e Miss Serena não podiam deixar ir para a Rua 46 (Foto: Fernando Machado)

Era tão bom que Vassourinhas fosse mais tocado no Recife. O Maestro Spok convidou dois artistas baianos Del Feliz e Edu Casanova para cantarem Manga Rosa de Alceu Valença. Os bonecos gigantes de Pelé (o mais solicitado), Luiz Gonzaga, do Caboclo de Lança e Michael Jackson viraram também celebridades. Todo mundo queria posar ao lado deles.

E assim se passaram 45 anos

Ontem cinco jornalistas da turma de Jornalismo da Unicap de 1972 se reuniram no Entre Amigos para conversar sobre o caminho que eles percorreram nestes quase 45 anos. Essa turma começou com cerca de 50 alunos e terminou com 39. Deles lembramos Clea Krause, Sonia Gonçalves de Lima e Guilherme Eustáchio que abandonaram o curso. Participaram do encontro Vera Ferraz, Conceição Carvalho Campos, Rosineide Barbosa, José Almir Borges e este cronista.

José Almir Borges, Vera Ferraz, Conceição Campos, Fernando Machado e Rosineide Barbosa (Foto: Divulgação)

O próximo encontro foi marcado para novembro e esperamos outros compareçam ao meeting. A conversa foi muito agradável. Foi ventilado que José Almir publicasse um livro sobre os bastidores da política pernambucana, pois ele conviveu do governo de Eraldo Gueiros Leite até o do Roberto Magalhães onde foi Secretário de Imprensa. Queriam que eu escrevesse sobre os bastidores da nossa sociedade. Não tenho capacidade para isso.