Fernando Machado

Blog

Tag resultado

Mister National Universe 2018

Aconteceu sexta-feira, à noite, no Holliday Inn Resort Vana, na Tailândia, a eleição do Mister National Universe de 2018. O vencedor foi o candidato de Nepal Phanendra Prasai. , que recebeu a faixa do Mister National Universde de 2017, Panay Ahlawat, da India. O Mister Brasil, Marcos Vinicius Clarindo ficou no terceiro lugar. Participaram do concurso 18 candidatos. Depois de desfilarem de traje típicos, de sunga e de terno, foi escolhido o Top 10.

Marcos Vinicius, Phanendra e Natchanon (Foto: Concurso)

Os eleitos foram Marcos Vinicius Clarinda (Brasil), David Aporte (Estados Unidos), Kenley Filaca (Filipinas), Farhan Quereshii (Índia), Edy Ariawan (Indonésia), Leonard Dominic (Malásia), Phanendra Prasai (Nepal), Jael Calcano (Porto Rico), Lionel Luthi (Suíça) e Natchanon Singlum (Tailândia). Na seqüência foi chamado o Top 5 Marcos Vinicius Clarinda (Brasil), Farhan Quereshii (Índia), Leonard Dominic (Malásia), Phanendra Prasai (Nepal) e Natchanon Singlum (Tailândia).

Farhan, Marcos Vinicius, Phanendra, Natchanon e Leonard (Foto: Concurso)

O resultado final foi este: em 1º lugar Phanendra Prasai (Nepal), em 2º lugar Natchanon Singlum da Tailândia e em 3º lugar Marcos Vinicius Clarinda do Brasil. Também tivemos a escolha do Mister National Ambasador  que foi para Kenley Filaca das Filipinas, o Melhor traje típico foi de Natchanon Singlum da Tailândia, o Mister Fotogenia foi  Lionel Luthi da Suíça e o Mister Hospitalidade venceu David Aporte dos Estados Unidos.

O Mister National Universe, Pankay Ahlawat (Foto: Concurso)

Participaram do concurso Marcos Vinicius Clarinda (Brasil), Michael Aduskho (Cazaquistão), David Aporte (Estados Unidos), Kenley Filaca (Filipinas), Jay Dee Boy Abustan (Ilha de Boracay), Farhan Quereshii (Índia), Edy Ariawan (Indonésia), Yousef Montakhab (Irã), Arong Ananthvan Sihamonthey (Laos).

David Aporte, Marcos Vinicius, Phanendra, Natchanon, Lionel Luthi e Kenley Filaca (Foto: Concurso)

Ainda Leonard Dominic (Malásia), Myat Thiha (Mianmar), Phanendra Prasai (Nepal), Jael Calcano (Porto Rico), Alexander Yusyuk (Rússia), Lionel Luthi (Suíça), Natchanon Singlum (Tailândia), Hossein Geraminejad (Turquia) e Vitali Rudziak (Ucrania).

O mais bonito traje típico foi o de Natchanon Singlum (Fotos: Concurso)

 

Peruana vence o Miss Grand International

Nikola Uhlirova, Elizabeth Clenci, Maria José Lora, Tulia Ferrer e Brenda Hernandez (Foto: Concurso)

Quarta-feira, no Vinpearl Resort & Villas, em Phu Quoc Island, no Vietnã, tivemos a escolha da Miss Grand International de 2017. Com a aparticipação de 77 candidatas. A vencedora foi a peruana María Jose Lora, que recebeu a coroa da Miss Grand International de 2016, Ariska Putri Pertiwi da Indonésia. Os apresentadores foram a modelo Nicole Cordoves e do ator Xian Lim. O concurso pertence a Nawat Itsaragrisil.

Goesti Koswara e Eyga Mojus (Fotos: Concurso)

No Top 20 ficaram Kassandra Kashian (Austrália), Caroline Venturini (Brasil), Chen Xue-Jiao (China), Maria Amalia Matamaoros Solis (Costa Rica), Anukriti Gusain (Índia), Elizabeth Durado Clenci (Filipinas), Dea Goesti Rizkita Koswara (Indonésia), Chinnaly Norasing (Laos), Yoana Gutiérrez Vázquez (México), Kelly van den Dungen (Holanda).

Premika Pasinetti e Snizhana Tanchuk (Fotos: Concurso)

Ainda Lía Aymara Duarte Ashomore (Paraguai), María Jose Lora (Peru), Brenda Azaria Jiménez Hernández (Porto Rico), Nikola Ulirova (Republica Tcheca), Svetlana Khokhlova (Russia), Eyga Mojus (Sudão do Sul), Premika Pamela Pasinetti (Tailandia), Snizhana Tanchuk (Ucrânia), Tulia Rosa María Alemán Ferrer (Venezuela) e Nguyen Tran Huyen My (Vietnã).

Nguyen My e Caroline Venturini (Fotos: Concurso)

No Top 10 ficaram Elizabeth Durado Clenci (Filipinas), Dea Goesti Rizkita Koswara (Indonésia), María Jose Lora (Peru), Brenda Azaria Jiménez Hernández (Porto Rico), Nikola Ulirova (Republica Tcheca), Eyga Mojus (Sudão do Sul), Premika Pamela Pasinetti (Tailandia), Snizhana Tanchuk (Ucrânia), Tulia Rosa María Alemán Ferrer (Venezuela) e Nguyen Tran Huyen My (Vietnã).

Anea Garcia (Miss GI 2015), Ariska Pertiwi (Miss GI 2016, Maria José Lora, Lees Rivera (Miss GI 2014) e Janelee Chaparro (Miss 2013)

Finalmente o resultado final foi este: em 5º lugar ficou Nikola Ulirova da República Tcheca, em 4º lugar Brenda Azaria Jiménez Hernández de Porto Rico, em 3º lugar ficou Elizabeth Durado Clenci das Filipinas, em 2º lugar ficou Tulia Rosa María Alemán Ferrer da Venezuela e a vitoriosa foi María Jose Lora do Peru) Traje típico ficou com Dea Goesti Rizkita Koswara (Indonésia), traje de noite Chen Xue-Jiao (China), e traje de banho Maria Amalia Matamaoros Solis (Costa Rica).

Marlene Schmidt: Miss Universo de 1961

Há 56 anos, acontecia no Miami Beach Auditorium, em Miami, na Flórida, o Miss Universo de 1961, que foi apresentado por Johnny Carlson e contou com a participação de 48 candidatas. Marlene Schmidt, era uma refugiada depois de fugir da Alemanha Oriental, loira, de olhos negros, 1m73 de altura e 24 anos de idade, era engenheira elétrica que trabalhava numa fábrica de rádios por US$54 dólares semanais.

Foto oficial das candidatas dos Estados Unidos e do Universo (Foto: O Cruzeiro)

Foto oficial das demais candidatas dos Estados Unidos e do Universo (Foto: O Cruzeiro)

No Top 15 ficaram Marlene Schmidt (Alemanha), Adriana Gardiazábal (Argentina), María Gloria Silva (Chile), Seo Yang-hee (Coreia do Sul), Susan Jones (Escócia), Sharon Brown (Estados Unidos), Simone Darot (França), Arlette Dobson (Inglaterra), Kristjana Magnusdóttir (Islandia), Atida Pisanti (Israel), Rosemarie Frankland (Pais de Gales), Carmela Bedoya (Peru), Wang Li-Ling (Taiwan), Gunilla Knutsson (Suécia) e Liliane Burnier (Suíça).

A Top 15 (Foto: Fatos & Fotos)

Sharon, Adriana, Marlene, Rosemarie e Arlette (Foto: Divulgação)

Eleftheria Deloutsida da Grécia foi eleita Miss Simpatia e Sharon Brown dos Estados Unidos Miss Fotogenia. Rosemarie Frankland (1943/2000), Miss País de Gales, segunda colocada Miss U-61, foi eleita em novembro Miss Mundo de 1961, como Miss Reino Unido. Pela primeira vez desde 1954, uma brasileira não passou para às semifinais. Estamos nos referido a Miss Brasil de 1961, Stäel Abelha.

O host Johnny Carlson observa Linda Bement coroar Marlene Schmidt (Foto: O Cruzeiro)

Stäel Abelha de maiô e com a baiana criada pelo figurinista Marcílio Campos (Fotos: O Cruzeiro)

E o resultado final foi esse: No quinto lugar Sharon Brown (Estados Unidos), no quarto lugar Arlette Dobson (Inglaterra), no terceiro lugar Adriana Gardiazábal (Argentina), no segundo lugar Rosemarie Frankland (Pais de Gales), e em primeiro lugar Marlene Schmidt da Alemanha, que foi coroada pela norte-americana Linda Bement, Miss Universo de 1960.

Armi Kuusela: Miss Universo 52

A foto oficial das candidatas ao Miss Universo (Foto: Universal Filmes)

O concurso Miss Universo de 1952 aconteceu no Long Beach Auditorium, em Los Angeles, na California, e teve como apresentador Bob Russel. A Miss Simpatia foi Myram Lynn da Bélgica e a Garota Popular Esther Yoacham (Chile). Depois do desfile de traje típicos, vestido e maô Catalina, Bob Russell anunciou as 10 semifinalistas. Este foi o primeiro concurso de Miss Universo em nova etapa, após a depressão.

Todas misses no palco do Long Beach Auditorium (Foto: Divulgação)

No Top 10 ficaram Renate Hoy (Alemanha), Catherine Higgins (União Sul-Africana), Jackie Loughery (Estados Unidos), Armi Kuusela (Finlandia), Ntaizy (Daisy) Mavraki (Grécia), Elza Kananionapua (Havai), Judy Dan (Hong Kong), Olga Perez-Castillo (México), Anne Marie Thistler (Suécia), Gladys Fajardo (Uruguai).

O Top 10: Armi, Renate, Daisy, Elza, Judy, Olga, Catherine, Anne, Jackie e Gladys (Foto: Divulgação)

O resultado final foi esse: 5º lugar Renate Hoy (Alemanha), em 4º lugar ficou Judy Dan (Hong Kong), em 3º lugar ficou Ntaizy (Daisy) Mavraki (Grécia), em 2º lugar ficou Elza Kananionapua (Havai) e a vencedora foi Armi Kuusela (Finlandia), que foi coroada pela atriz Piper Laurie. Armi tinha 17 anos e era ginasta que renunciou ao titulo para se casar com um empresário filipino.

As cinco finalistas: Judy, Elze, Armi, Renate e Daisy (Foto: Divulgação)

As candidatas: Shirley Burnett (Alasca), Renate Hoy (Alemanha), Leah MacCartney (Australia), Myram Lynn (Belgica), Ruth Carrier (Canadá), Esther Yoacham (Chile), Gladys López (Cuba), Hanne Sorensen (Dinamarca), Jackie Loughery (Estados Unidos), Teresita Sanchez (Filipinas), Armi Kuusela (Finlandia), Claude Goddart (França), Aileen Chase (Grã-Bretanha), Ntaizy (Daisy) Mavraki (Grécia), Elza Kananionapua (Havai).

Piper Laurie coroando Armi Kuusela (Foto: Life)

Ainda Judy Dan (Hong Kong), Indrani Rahman (India), Ora Vered (Israel), Giovanna Mazzotti (Itália), Himeko Kojima (Japão), Olga Perez-Castillo  (México), Eva Roine (Noruega), Elzibir Malek (Panamá), Ada Bueno (Peru), Marilia Bernal (Porto Rico), Anne Marie Thistler (Suécia), Gelengui Tayforoglu (Turquia), Catherine Higgins (União Sul-Africana), Gladys Fajardo (Uruguai) e Sofia Inserri (Venezuela).

Armi Kuusela coroada como Miss Universo de 1952 (Foto: Life)

As candidatas: Shirley Burnett (Alasca), Renate Hoy (Alemanha), Leah MacCartney (Australia), Myram Lynn (Belgica), Ruth Carrier (Canadá), Esther Yoacham (Chile), Gladys López (Cuba), Hanne Sorensen (Dinamarca), Jackie Loughery (Estados Unidos), Teresita Sanchez (Filipinas), Armi Kuusela (Finlandia), Claude Goddart (França), Aileen Chase (Grã-Bretanha), Ntaizy (Daisy) Mavraki (Grécia), Elza Kananionapua (Havai).