Fernando Machado

Blog

Tag pernambucana

João Alberto e a Sociedade Pernambucana

Robson Chagas, João Alberto e José Ubiracy Silva (Foto: Fernando Machado)

Sheila Wanderley e Roberta Jungmann (Foto: Fernando Machado)

O lançamento do livro Sociedade Pernambucana, do arco do nosso high João Alberto, terça-feira, na Arcádia de Boa Viagem, foi um grande acontecimento. O colunista social do Diário de Pernambuco autografou a sua bíblia num mini palco forrado com jacá preta diante de uma jardineira de paudanos. E sobre a mesa sarin repousava arranjos de flores tropicais rodeada de velas brancas e bolas.

Alessandra Arantes, Christiana Rocha, Ubiracy Silva e Daniella Gusmão (Foto: Fernando Machado)

Ana Laura e Guido Stütz (Foto: Fernando Machado)

No palco ainda um totem da Icone de Álvaro Dantas. Nos seus arredores um vaso entupidos de beijos de Dona Norma. João Alberto by Fidelle, da Monserraz à côté Sheila Wanderley num modelo dos anos 30 sairam do local mais de uma hora da manhã. Cansados mais felizes da vida. A festa da bíblia da nossa sociedade foi notável. Parece até as festas do Recife glamoroso somente de gentes conhecidas. C’est La vie.

Carlos Eduardo Santos e Ennio Benning (Foto: Fernando Machado)

Celinha Batista e a filha Patricia (Foto: Fernando Machado)

Adorei a decoração, de dourado ao preto, by Robson Chagas. Na entrada uma jardineira paudanos. Do teto caiam oito esferas de micro luzes e sob elas uma mesa de ferro dourada e vidro, onde estavam os doces. No dancing caiam do teto 90 luminárias douradas. Detalhe toda a casa estava forrada de tecido cor de ébano. Sobre as mesas vasos de vidros com dois tipos de arranjos. Um de Jamaica, açafrão e espada de São Jorge.

Clovis Wanderley Vinhosa, Amanda Barcala, João Vinhosa e Linda Wanderley (Foto: Fernando Machado)

A primeira dama do Recife, Cristina Quirino de Mello e Angela Mota Pragana (Foto: Fernando Machado)

E o outro de dracenas douradas, cristais douradas e folhas de Jamaica. Estavam lindos os arranjos com abacaxis coloridos. Já ia esquecendo das 42 cúpulas de bronze caindo alto. Enquanto João Alberto autografava os livros o DJ Magal arrasava nas picapes com musicas lounges, pernambucanas e samba-rock. Depois entrou a banda Amigos Sertanejos, que colocou muita gente no dancing para balançar o esqueleto ao som de musica sertaneja universitária, forró e batida de funk.

Gabriel Perez e Fátima Bezerra (Foto: Fernando Machado)

O cônsul geral da Argentina Jaime Beserman e Patricia com o vice cônsul de Portugal Marco Ferreira de Melo  (Foto: Fernando Machado)

E bufê foi de era de se comer rezando, para Nossa Senhora da Conceição, no cardápio risoto de pato, salada Waldorf (uma maravilha), canelone de Brie, camarão natural, flor de filo, tortinha de frango ao curry e pastel de festa. A mesa de doces era de a gente comer de joelhos. Somente a doceira Fátima Wanderley me fazia provar aquelas delicias. A barriguinha de freira, enroladinho de pistache, florzinha de coco, hóstia de gemas e flor de damasco. Estava muito bonito o bolo do Chef Thiago Freitas.

Moisés Wolfenson e Zenaide Barbosa (Foto: Fernando Machado)

Mateus Paulinelli ao lado pai Renato Paulinelli (Foto: Fernando Machado)

Às 21h João Alberto fez um hiato nos autógrafos para subir ao palco e comandar os sorteios. Entre eles uma passagem da Air Europa Recife-Madrid-Recife. Quem circulasse poderia encontrar um carrinho dos brownies de Ana Luiza Wanderley, estandes de pipocas gourmet Blend e da Flutê Drinks. O cerimonial foi maravilhoso e tinha a assinatura de Tatiana Marques.

Rodolfo Loepert, Cecilia Ramos e Carlos Eduardo Santos (Foto: Fernando Machado)

A deputada Terezinha Nunes e Joseli Lacerda (Foto: Fernando Machado)

Penelope é a Miss Mundo de 1958

Há 59 anos, acontecia no Lyceum Ballroom, em Londres, na Inglaterra, a escolha da Miss Mundo de 1958. Participaram do evento 22 candidatas. No top 6 ficaram Sonia Maria Campos (Brasil), Eileen Elizabeth Sheridan (Inglaterra), Lucienne Struve (Holanda), Gunilla Harriet Margareta Wågström (Suécia), Vinnie Ingemann (Dinamarca), Claudine Ogger (França) e Penelope Coelen (África do Sul).

Penelope Coelen no trono e com traje típico (Fotos: Divulgação)

Top 12:  Penelope Coelen (África do Sul), Dagmar Herner (Alemanha), Sonia Maria Campos (Brasil), Marilyn Anne Keddie (Canadá), Vinnie Ingemann (Dinamarca), Nancy Anne Corcoran (Estados Unidos), Claudine Oger (França), Lucienne Struve (Holanda), Eileen Elizabeth Sheridan (Inglaterra), Elisabetta Velinsky (Itália), Ase Qjeldvik (Noruega), Gunilla Harriet Margareta Wågström (Suécia).

Sônia Maria Campos as misses Nancy Anne Cocoran dos Estados Unidos e Hisako Okuse do Japão (Fotos: UPI/O Cruzeiro)

Participaram do Miss Mundo de 1958 as jovens Penelope Coelen (África do Sul), Dagmar Herner (Alemanha), Michele Gouthals (Bélgica), Sonia Maria Campos (Brasil), Marilyn Anne Keddie (Canadá), Vinnie Ingemann (Dinamarca), Nancy Anne Corcoran (Estados Unidos), Claudine Oger (França), Mary Panaoutsopoulou (Grécia), Lucienne Struve (Holanda), Eileen Elizabeth Sheridan (Inglaterra), Susan Riddell (Irlanda), Hjordis Sigurvinsdóttir (Islandia).

Gunilla Wågström, Claudine Oger, Penelepe Coelen, Vinnie Ingemann e  Lucienne Struve (Foto: Divulgação)

Ainda desfilaram no Lyceum Ballroom  Rachel Shafrir (Israel), Elisabetta Velinsky (Itália), Hisako Okuse (Japão), Jocelyne Lambin (Marrocos), Ase Qjeldvik (Noruega), Gunilla Harriet Margareta Wågström (Suécia), Denise Orlando (Tunísia), Sunay Uslu (Turquia) e Ida Margarita Pieri (Venezuela). O Brasil, com a pernambucana Sônia Maria Campos participava pela primeira vez do concurso. A Miss França, Claudine Oger, virou atriz de cinema, com o nome de Claudine Auger. Inclusive atuou em James Bond.

Quem quiser assistir ao concurso temos este link, pena que Sonia Maria Campos não aparece. Mas vale a pena:https://www.youtube.com/watch?v=pLf8wB0Vw0A.

 

Anotações do Cotidiano

Amanhã teremos uma peregrinação para a Arcádia de Boa Viagem, tudo por conta da noite de autógrafos do papa da coluna social do Recife, João Alberto para seu livro Sociedade Pernambucana. A decoração será grifada por Robson Chagas e a atração será o show da Banda Fulô de Mandacaru. Quem nos convida é João Alberto Martins Sobral e José Ubiracy Silva, leia-se EBEGE.

joao-alberto2

João Alberto em noite de autógrafos (Foto: Fernando Machado)

A Santa Casa de Misericórdia do Recife realizará de amanhã até quarta, às 19h, no convento de Santa Tereza, em Olinda, o II Natal Coros do Recife. Participam os corais da Misericórdia Coro Polifônico Ângelus, Magnificat (Moreno), Capela Dourada, CHESF, Caixa Econômica, Carmo do Recife, Arcodis, Revivere, Athus Vocal, ALEPE, de Câmara do Conservatório de Música, Nossa Música e o Via Voz. A coordenação é de Edson Barros.

A chacrete pernambucana Chininha

Ainda sobre o comentário do blog sobre Chacrinha – o Musical , recebo um e-mail de um leitor do Rio de Janeiro que faço questão de transcrever na íntegra: “Fernando, o jornalista Mucíolo Ferreira esqueceu de citar entre as chacretes  a Chininha, única pernambucana a integrar o time de dançarinas. Chininha chegou ao programa na volta do Chacrinha para a TV Globo no final dos anos 70 e ficou até se casar com um sueco e ir morar em Estocolmo.

chininha6

A chacrete pernambucana Chininha (Fotos: Divulgação)

O apelido foi dado por Leleco Barbosa devido aos traços orientais. As outras chacretes dos tempos da pernambucana que ficaram com o Velho Guerreiro até sua morte foram Fátima Boa Viagem, Sueli Pingo de Ouro e Gracinha Copacabana, esta atuava como uma espécie de assistente de palco. Vez por outra, o canal de tv a cabo Viva reprisa os últimos programas de Chacrinha na sua segunda volta a Globo e destaca Chininha“.

  • 1 2