Fernando Machado

Blog

Tag palio

A Hupá de Cláudia e André

Pela primeira assisti a uma benção de casamento e sai do local maravilhado com tudo que vi. É uma cerimônia cheia de símbolos, muita musica e recheada de tradição. Estou me referindo ao Hupá de André Occentein e Claudia Cavalcanti, que aconteceu quinta-feira na Arcádia da Domingos Ferreira. O casamento é inspirado no primeiro mandamento descrito na Torá, a Bíblia judaica. Deus abençoou primeiro o homem e lhes disse: “Frutificai e multiplicai…” (Gênesis 1:28).

b-andre-claudia-david-eisencraft

André e Claudia e o Chazan David Eisencraft (Foto: Fernando Machado)

Na entrada todos os homens recebem a Kipá, uma tradição judaica onde os homens cobrem a cabeça com um solidéu, ou seja para lembra-lo que existe um Deus acima dele, e que o acompanha em todos os lugares. O fundo musical foi com Lucio Azevedo e sua banda. A primeira música a ser executada foi Boi Beshalom, para entrada pela nave central do Chazan David Léo Eisencraft, que veio de São Paulo, especialmente para a cerimônia.

b-carlos-gizelda-lopes-viana

Carlos e Gizelda Lopes Viana (Foto: Fernando Machado)

Informação Importante o sacerdote interpretava a musica, O noivo, André Occenstein, muito elegante by Harry’s e envolto em um talit (xale de orações) entrou pela nave central ao lado da mãe, Genilda em grande noite by Francisca Ateliê, e até chegar ao Hupá ouvia-se a música de Bach, Arioso. E no Hupá ele aguardou a noiva, lembrando quando Deus esperou o povo de Israel no Monte Sinai para o grande casamento.

b-fabio-fabiola-occenstein

Fábio e Fabiola Occenstein (Foto: Fernando Machado)

E para quem não sabe, Hupá é uma espécie de pálio nupcial, onde ocorre o casamento. É aberta por todos os lados, assim como era a tenda de Abraão e Sara, para acolher a família e os amigos com incondicional hospitalidade. Cláudia Cavalcanti, by Bianca Gomes lembrava uma princesa e lindamente ao lado do pai, Carlos Frederico Lopes Viana, caminhava ao som de O Cisne de Saint-Saens, até a Hupá.

b-tamara-bruno-occenstein

Tamara e Bruno Occenstein (Foto: Fernando Machado)

Ao se aproximar o Chazan David Léo Eisencraft, para nós católicos, soltou a voz e cantou Boi Be’Shalom, o sacerdote, cuja letra belissima diz, mais ou menos, assim: “Venha em paz, coroa do seu marido, também com prazer e alegria, vem para o meio do seu povo. Vem ó noiva! Vem ó noiva! Vem para o meio do seu povo. Vem ó noiva, rainha do Shabat“.

b-kipa

Todos os homens colocaram seu Kipá na cerimônia (Foto: Fernando Machado)

Antes da cerimônia, André cobriu o rosto de Cláudia com um véu. A origem desse ritual remonta à história Jacó, que esperava casar-se com Raquel, mas a quem foi dada como noiva foi a sua irmã, Léa. Para ter certeza de que é a noiva certa que está debaixo do véu, é o noivo que o coloca. Depois tivemos a benção do vinho que é o símbolo da alegria. E não é qualquer um vinho não, é um especial chamado Kosher. O cerimonial foi de André Wanderley.

Momento de Reflexão

No próximo dia 25, o Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Antônio Fernando Saburido, estará seguindo até Roma, na Italia. No dia 29, no Vaticano, participará da Missa do Palio presidida pelo Papa Bento XVI. Do Nordeste dois arcebispos vão receber o Palio: Dom Jaime Vieira Rocha de Natal e Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho, de Terezina.

No décimo segundo dia da Trezena de Santo Antonio, no Convento de Santo Antonio, na Rua do Imperador, temos hoje como pregador Frei Altamiro Tenório da Paz. Ele vai falar sobre Com Jesus restituímos a saúde dos olhos e do olhar…”O Espirito do Senhor está sobre mim…para anunciar aos cegos a recuperação da vista…(Lc 4,16).

Dom Fernando recebe o Pálio

Numa cerimônia com muita pompa e circunstância, terça-feira, na Basílica de São Pdero, no Vaticano, o Papa Bento XVI fez a imposição do pálio para 38 arcebispos. Entre eles estavam dois brasileiros: o de Olinda e Recife, Dom Antônio Fernando Saburido e o de Belém do Pará, Dom Alberto Taveira Corrêa.

palio-paula-dizaro-cn-roma
Dom Antônio Fernando e Dom Alberto Taveira quando o Papa Bento XVI fazia a imposição do Palio (Foto: Paula Dizaró / Canção Nova)

Dom Antônio Fernando visivelmente emocionado por receber o símbolo do pastoreio e estar perto do Santo Padre confessou que a alegria não era maior porque seu coração estava dividido, pela tragédia que aconteceu em Pernambuco.

“Quero dizer a todos os pernambucanos, especialmente os da Arquidiocese de Olinda e Recife, que estamos aqui unidos a todos vocês, rezando pela nossa arquidiocese para que possamos, cada vez mais, fazer a vontade de Deus, nos dedicando sempre mais a missão, a evangelização. Porque essa é a meta da Igreja, esse é o ofício de todos nós que somos comprometidos com a causa do Evangelho”, confessou Dom Antônio Fernando.

Momento de Reflexão

O primeiro Bispo de Salgueiro, Dom Magnus Henrique, está em Roma, onde participou da solenidade de entrega do Pálio, pelo Papa Bento XVI, ao Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Antônio Fernando Saburido.

Começa no próximo domingo, em Caruaru, o Capítulo dos Capuchinhos. Nesse retiro é escolhido o novo Provincial. Confirmando uma prévia realizada anteriormente Frei Franklin deverá ser reconduzido ao cargo de Provincial. Vamos esperar até o dia 8 de julho para saber o resultado final.

  • 1 2