Fernando Machado

Blog

Tag municipal

Fatos Diversos

O compositor Carlos Fernando será o homenageado do Baile Municipal de Caruaru, que acontecerá no dia 15 de fevereiro, às 20h, na Arena Caruaru. As atrações são Bel Marques e Benil. Para as danças tocarão as orquestras Nova Euterpe e Fernando Borges. Informações no www.bilheteriadigital.com.

O Sheraton Reserva do Paiva leia-se o dinâmico Guido Stütz, já tem sua programação infantil para o Carnaval. No domingo, de carnaval, as crianças não ficarão de fora da animação, pois terão oficinas de carnaval, bloquinho, recreação e shows com Ilana Ventura e Banda.

Noticias do Rio Grande do Norte

O Rio Grande do Norte recebeu excelente avaliação dos turistas que passearam pela terra potiguar durante o verão deste ano. Quase 100% dos entrevistados apontou a experiência no estado como satisfatória ou muito satisfatória e cerca de 90% deles alegaram que têm intenções de voltar. Este resultado positivo representa o retorno dos investimentos que o Governo do Estado tem realizado para alavancar o turismo local, reconhecendo a importância do setor para a economia estadual.

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer está com inscrições abertas para a Copa das Seleções dos Bairros de 2018. As inscrições vão até hoje. Cada equipe poderá inscrever no máximo 25 atletas em sua ficha de inscrição coletiva, dentro do prazo determinado pela SEL. No ato da inscrição a equipe obrigatoriamente deverá ter no mínimo 15 atletas com toda documentação completa, podendo complementar os 25 até o congresso técnico da competição, não podendo substituir os inscritos anteriormente.

Baile Municipal de 1963

Há 55 anos, acontecia no Clube Português, o III Baile Municipal do Recife em 1963, no Clube Português. A decoração teve o tema Maracatu Elefante, de Dona Santa e foi grifada pelos artistas plásticos Abelardo da Hora e Guida Charifker. No concurso de Fantasia mais rica foi a de Evandro de Castro Lima (Rei Salomão), em 2º Clovis Bornay (Boris Godonov, Czar da Rússia). Fantasia mais artística foi para Judite Bueno (Cataratas de Iguaçu) e em 2º Francis Marinho (Copa do Mundo). Em Originalidade venceu Paulo Varella (Feiticeira do Caribe), e em 2º Dulce Falcão (Feira de Caruaru).

 

Eutália Figueiredo com sua Siwa em dois looks (Foto: Acervo do Blog)

Na categoria Pernambucana venceu Eutalia Figueiredo (Siwa, da Dançarina Indu, de Marcelo Costa Caldas), em 2º Mariluce Ferraz (Mandarim). Masculina: venceu Dorgival Zelaquette (Sonhos das Muralhas da China) e em 2º Carlos Marques (Osaka, Imperador do Japão). O Premio Clube Internacional foi para Ana Maria Ramiro Costa Caldas (Avenida Guararapes, no Natal de 1962). O Premio Clube Português foi para Felix Paes Barreto (Pierrô). No júri estavam Madalena Arraes, Vilma Lima Cavalcanti, Gisela Machado, Ladjane Bandeira, Carlos Duarte, Liberato Costa Jr, Hersilio Canto, Antônio Botelho, Abelardo da Hora e Zacharias do Rego Monteiro.

 

Baile Municipal de 2018

Geraldo Julio de Mello Filho e Cristina (Foto: Fernando Machado)

Paulo Câmara e Ana Luiza (Foto: Fernando Machado)

A primeira dama do Recife Cristina Quirino de Mello, em grande noite num modelo da Sarça e pintado por Maria Xiló, e o prefeito Geraldo Julio de Mello Filho, devem ter dormido sono dos vitoriosos. E com muita razão o 54º Baile Municipal do Recife foi um sucesso de público, muita gente voltou porque o dancing estava entupido de foliões. Jota Michiles e Nena Queiroga os homenageados do Carnaval deram pinta por lá.

Wanessa Andrade e Jô Mazzarolo (Foto: Fernando Machado)

Ana Nery e Rômulo Meneses (Foto: Fernando Machado)

O Baile Municipal terá sua renda destinada para o Instituto do Fígado e Transplante de Pernambuco, Maracatu Nação Encanto do Pina, Orquestra Anjo Luz, Instituto Filadélfia, Associação Cristã Feminina e o Espaço Criança. A decoração remetia ao humor gráfico, leia-se cartuns, e foi grifada pelo arquiteto Carlos Augusto Lira. Os apresentadores do Baile Municipal de 2018 foram Ciro Guimarães (TV Clube) e Wanessa Andrade (Globo News).

Claudia e Mauro Alencar (Foto: Fernando Machado)

Stenio Neiva Coelho e Isabela (Foto: Fernando Machado)

Como cheguei muito cedo, tive o desprazer de ver a apresentação das alegorias vitoriosas. A vencedora em originalidade era um trambolho. O desfilante saia tirando peças e jogando-as no palco e depois do desfile começou apanhá-las. Ele pensava que era um concurso de perfomance. Depois desfilaram as alegorias vitoriosas de luxo. A marmota vencedora foi uma que não sei nem o nome. No salão tinha cerca de 20 pessoas.

Iuri Maia Leite e Claudia (Foto: Fernando Machado)

A executiva Vanja Campos, sogra do governador Paulo Câmara (Foto: Fernando Machado)

A primeira atração da noite a Frevália com Romero Ferro, Clarice Falcão, Priscila, Cannibal e Silvério Pessoa. Nunca tinha visto o projeto mas achei péssimo. Cada um gritava mais do que outro e o frevo passou ao largo. Depois veio Patusco e o salão estava começando a encher. Na sequencia veio Nena Queiroga, Ylana Queiroga, Cristina Amaral, Maestro Forró e Flor de Mandacaru. Ainda D’ Breck e a partir daí só deu Spok.

André Campos e Virginia (Foto: Fernando Machado)

Cristina Amaral e Cleodon Coelho (Foto: Fernando Machado)

O Maestro Spok começou o show a musica de Capiba (1904/1997) “Madeira do Rosarinho / Vem à cidade sua fama mostrar / E traz com seu pessoal / Seu estandarte tão original / Não vem pra fazer barulho / Vem pra dizer e com satisfação / Queiram ou não queiram os juízes / O nosso bloco é de fato campeão / E se aqui estamos, cantando essa canção / Viemos defender a nossa tradição / E dizer bem alto que a injustiça dói / Nós somos madeiras de lei que cupim não rói”.

Flávia Azevedo e Eduardo Salazar (Foto: Fernando Machado)

A vice-cônsul da França Natacha Boguchi e o marido Floriano Baeser (Foto: Fernando Machado)

Apesar de um publico que não vivenciou o verdadeiro Carnaval do Recife, repetia “E dizer bem alto que a injustiça dói / Nós somos madeiras de lei que cupim não rói”. Antigamente todo baile de carnaval começava com o nosso hino: Vassourinhas de Mathias da Rocha e Joana Batista Ramos, agora muitas vezes nem toca.  Maestro Spok tocou uma Vassourinhas contemporânea, que não arranca dos nossos corações as recordações dos carnavais maravilhosos, do frevo rasgado, de grandes orquestras (Duda, Menezes, Nelson Ferreira, Fernando Borges, Ademir Araujo etc). Mesmo sem graça incendiou os foliões do Classica Hall.

O índio Anderson Reis (Foto: Fernando Machado)

O pierrô Flaviano Mauricio e a columbina Cimberly Kassio (Foto: Fernando Machado)

Quando senti que não era a Vassourinhas de antigamente sai em retirada do Baile Municipal. Informação importante: O primeiro Baile Municipal do Recife aconteceu no dia 10 de fevereiro de 1961, no Clube Internacional do Recife, tendo a frente o vice-prefeito Arthur Lima Cavalcanti e a segunda dama Wilma Lima Cavalcanti. Este baile aconteceu graças ao então prefeito Miguel Arraes, que não pode comparecer porque sua esposa, dona Célia Souza Leão Arraes (1924/1961), estava muito doente, vindo falecer alguns dias depois.

Guilherme Dias, Maria Luiza e Simone Drummond (Foto: Fernando Machado)

José Barbosa e Victor Camarotti (Foto: Fernando Machado)

No Baile Municipal de 1961, na categoria luxo venceu Ana Maria Ramiro Costa Caldas (Rainha Elizabeth I criada pelo irmão Marcelo Costa Caldas), e em segundo lugar Mirna Botelho (Princesa de Bagdá). Em originalidade ficou o grupo Canibais Guerreiros. A decoração foi assinada pelo artista plástico Lula Cardoso Ayres e para as danças tocou a orquestra de Nelson Ferreira.

Marilia Andrade, Douglas Dantas e Izabelle Sales (Foto: Fernando Machado)

Matheus Lyra, Fabio Guimarães e Bruno Moura (Foto: Fernando Machado)

Uma presença linda foi a da Rainha do Carnaval de 1961, Zayra Pimentel de baiana. Vieram para o Baile Rubem Braga, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos, José Condé, Vinicius de Moraes, Nora Nei, Marlene, Jorge Goulart, Luiz Delfino, Lea Garcia, Zélia Hoffman, Lourdes de Oliveira e Tônia Carreiro. Quem viveu os glamorosos bailes municipais não acha nada de demais nos atuais.

Milena Bussany e Yuri Zaidan (Foto: Fernando Machado)

Estes dois folões desceram no Municipal, vindo da Guerra nas Estrelas (Foto: Fernando Machado)