Fernando Machado

Blog

Tag missa

Fatos Diversos

Hoje, às 8h30, no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, acontece a abertura do esforço concentrado para aperfeiçoar a realização de julgamentos relacionados a crimes dolosos contra a vida – homicídios. Até o momento, 685 sessões de tribunais do júri foram agendadas pelas unidades do TJPE no Estado. O coordenador é o desembargador Alexandre Assunção.

Anderson Santos e Jose Marlos Correia Ferro da Tricentenaria Venerável Irmandade do Senhor Bom Jesus dos Passos do Recife ficaram chateados porque não escrevi que a entidade tinha participado da Missa dos 15 anos de ordenamento do Frei Rinaldo Pereira, na Igreja da Madre Deus. Espero que fiquem satisfeitos agora.

Flashes

A jornalista e advogada Regina Xavier seu exemplo de amiga é impressionante. São pessoas como você que precisamos.

O prato A Cara de Recife do chef Saulo Barbosa, do Ramada, garantiu o Enchefs PE. O concurso será no dia 30 de novembro, em Fortaleza.

Não será surpresa para esta coluna se em janeiro que Frei Damião Bozzano, beatificado pelo Papa Francisco.

Felipe Lapa, instrutor em Mindfulness, divulgador da técnica de meditação milenar oriental no Brasil palestra quarta-feira no C.E.S.A.R.

O instrutor em Mindfulness Felipe Lapa  (Foto: Divulgação)

O chef Claudio Manoel deu uma paradinha na cozinha e está de férias em Buenos Aires. Está curtindo adoidado.

A Folha de Pernambuco comparou Diego Souza a Messi, por ele ter feito dois gols no Vitória. É muito exagero do repórter rubro negro.

Reitor do Santuário de Aparecida reclamou porque Temer não foi até lá. Quem deveria ter ido era o Papa Francisco.

Nazaré e Eduardo Araujo prestigiaram a missa de 15 de ordenação de Frei Rinaldo Pereira Santos na Igreja da Madre Deus.

Parabéns, Frei ou Padre Rinaldo!

Dom Antônio Tourinho, padre Rinaldo e dom Fernando Saburido (Foto: Fernando Machado)

O ex-governador João Lyra Filho e Leila Queiroz (Foto: Fernando Machado)

A Igreja da Madre Deus com seu estilo Maneirista datada 1720, cujo altar-mor é deslumbrante todo recheado de talhas barrocas do século XVIII, é a mais antiga do Recife. Quando a Igreja do Corpo Santo, a primeira instalada no Recife Antigo, foi demolida, em 1913, todo seu acervo de imagens foi transferido para a Madre Deus. O seu lavabo de mármore de Estremoz é considerado um dos mais bonitos do Brasil. No seu retabulo o destaque fica para a imagem de Nossa Senhora Mãe de Deus também século XVIII. Os fundos do templo ficam debruçados para o Rio Capibaribe.

A primeira dama de Pernambuco Ana Luisa Camara e Adriana Figueira (Foto: Fernando Machado)

Foi erguida na época em que a Congregação do Oratório de São Filipe Néri, uma ordem religiosa fundada em Pernambuco ainda no século XVII, tinha grande prestígio na sociedade. No século XIX a ordem foi extinta, deixando a Madre de Deus como uma herança ao Recife, assim como o Convento de São Felipe Néri, ou Convento dos Oratorianos; já sediou a Alfândega do Recife e atualmente é o Shopping Paço Alfândega. Em 1971, a Madre de Deus foi danificada por um incêndio, precisando passar por reformas nas décadas seguintes.

Geraldo Julio de Mello Filho, frei Rinaldo e Cristina Quirino de Mello (Foto: Divulgação)

Sua beleza, entretanto, permanece imaculada. No seu interior, é possível encontrar pinturas sacras, mobiliário em jacarandá e a imagem do Senhor do Bom Jesus dos Passos. Pois bem, foi nesse cenário hollywoodiano que aconteceu, ontem, às 11h, as comemorações da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, e dos 15 anos de ordenação do Frei ou Padre Rinaldo Pereira dos Santos, pároco daquele templo.

João Alberto, Sheila Wanderley e a desembargadora federal Margarida Cantarelli (Foto: Fernando Machado)

O ministério musical, por sinal esplendido, foi formado por Evandro Lopes (violão), Getúlio Lemos (teclado), Lito Pereira (contrabaixo) e Lilia Barreto (vocalista). Os sinos da Madre Deus começaram a tocar e ao som “De alegria vibrei no Senhor / Pois vestiu-me com sua justiça / Adornou-me com jóias bonitas / Como esposa do Rei me elevou”, ingressou pela nave central o cortejo formado por Dom Fernando Saburido, Dom Antônio Tourinho, padres, freis, diáconos, seminaristas e claro Frei Rinaldo.

Dom Tourinho, frei França e dom Fernando Saburido (Foto: Fernando Machado)

A primeira leitura foi proclamada pelo diácono Raul Mariz, o Salmo Responsorial foi cantado pelo seminarista Vinicius Costa, e a segunda leitura proclamada por Eveline Cross. A Proclamação do Evangelho coube ao diácono Antônio e a homilia a Dom Fernando Saburido, que presidiu a cerimônia religiosa e depois transferiu para o Padre Rinaldo. Tendo como trilha sonora “Viva a mãe de Deus e nossa / Sem pecado conceida! / Viva a Virgem Imaculada / A Senhora Aparecida!” entra pela nave central a imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Angela Mota e Eduardo Jorge Pragana (Foto: Fernando Machado)

Essa imagem faz parte do acervo de Padre Rinaldo. Foi um presente que recebeu há 15 anos, no dia de sua ordenação. A missa foi linda demais, e prestigiada, aliás não é nenhuma surpresa, Padre Rinaldo é muito competente e querido. O prefeito do Recife, Geraldo Julio de Melo Filho e a primeira dama Cristina, foram abraçá-lo, mas não ficaram para a missa. Não esquecer que os comentaristas foram os seminaristas Rodolfo e Vila Nova.

José dos Santos e Nadja (Foto: Fernando Machado)

Outra surpresa foi quando as crianças do Instituto de Música Dom da Paz apresentaram três números. Encerrada a missa solene Padre Rinaldo convidou os fiéis para o corte do bolo, por sinal muito gostoso feito pela paroquiana Izabete Amara. Depois Frei Rinaldo, ao lado dos pais Rozemiro e Risonete Pereira, recebeu um pequeno os sacerdotes para um almoço no salão paroquial. O bufê foi da Arcádia e no cardápio estrogonofe de carne e risoto de frango.

Frei Rinaldo com os pais Rozemiro e Risonete Santos (Foto: Fernando Machado)

Ângela Souza e fre Ademir (Foto: Fernando Machado)

Fatos Diversos

Roberto Irineu Marinho completa 70 anos amanhã. E para marcar a data ele vai reunir a família em Veneza, na Itália, para uma missa, na Basílica de São Marcos e depois ao lado da mulher Karen movimenta recepção num palacete às margens do Gran Canal, onde o clã Marinho está hospedado.

Francisco José em tempo de lançamento (Foto: Divulgação)

Com uma trajetória de 40 anos na TV Globo, o jornalista Francisco José tem muita história para contar sobre suas coberturas pelo país e mundo. E são estes episódios que estão reunidos na biografia 40 anos no Ar, que será lançado, hoje, às 17h, na XI Bienal do Livro em Pernambuco.