Fernando Machado

Blog

Tag miss

Gudrum Bjarnadottir é a Miss International 1963

As candidatas visitando a Disneilandia (Foto: O Cruzeiro)

Há 55 anos, acontecia no Long Beach Municipal Auditorium, em Long Beach, na Califórnia, a eleição de Miss Beleza Internacional de 1963. O host foi Lorne Greene anunciou a vencedora Gudrum Bjarnadottir, da Islandia, que foi coroada pela atriz Arlene Dahl. Participaram do concurso 46 candidatas. No top 15 ficaram Gulseren Kocaman (Turquia), Rina Krusvik (Suécia), Aida Mercado Cordero (Porto Rico), Monina Meddinilla Yllana (Filipinas).

Algumas candidatas de traje típicos no Porto da cidade (Foto: Manchete)

Também Elaine Miscall (Nova Zelandia), Olive Ursula White (Irlanda), Marion Zota (Alemanha), Martha Ligia Restrepo González (Colômbia), Tania Mara Franco de Souza (Brasil), Tricia Maralyn Reschke (Austrália), Guorun Bjarnadottir (Islândia), Diane Westbury (Inglaterra), Xenia Doppler (Áustria), Joyce Bryan (Estados Unidos) e Choi Too-mi (Coreia).

Outras candidatas de trajes tipicos (Foto: Manchete)

A Miss Simpatia foi Catherine Paulus, de Luxemburgo. Miss Áustria, Xenia Doppler, foi eleita Miss Fotogenia e Mais Belo Traje Típico. E o resultado final ficou assim: 5º lugar Choi Yoo-mi da Coreia, 4º lugar Joyce Bryan (Estados Unidos), 3º lugar Xenia Doppler (Áustria), 2º lugar ficou Diane Westbury da Inglaterra e a vencedora foi Guðrún Bjarnadóttir da Islandia.

Foto oficial das candidatas (Fotos: Manchete)

As participantes foram: Argentina Susana Cukar Cuhan, Austrália Tricia Reschke, Áustria Xenia Doppler, Bélgica Monique Bourgeois, Bolívia Maria Lozada, Brasil Tânia Mara Franco da Souza, Canadá Marlene Leeson, Ceilão Christina Selvanayagam, Colômbia Martha Restrepo González, Dinamarca Birgitte Heiberg, Republica Dominicana Norma Guzmán Simó, Equador Tania Valle Moreno, Inglaterra Diane Westbury, Finlandia Anneli Rautala, França Marie-Josée LeCocq, Alemanha Marion Sybille Zota.

O top 15 (Foto: O Cruzeiro)

Ainda Grécia Emi Zanou, Holanda Catharina Lodders, Islândia Gudrun Bjarnadóttir, Irlanda Olive Ursula White, Israel Ester Kfir, Itália Anna Rispoli, Japão Shizuko Shimizu, Jordânia Doris Haj, Coreia Choi Yoo-mi, Luxemburgo Catherine Paulus, Marrocos Andrée Picard, Nova Zelândia Elaine Miscall, Nicaragua Claudia Díaz, Noruega Martha Tunge, Panamá Mariela Aguirre, Paraguai Maria Quesada, Peru Esperanza Moy Ramírez,

Foi o host Lorne Greene quem colocou o manto em Guorun Bjarnadottir (Foto: O Cruzeiro)

E Filipinas Monina Medinilla Yllana, Porto Rico Aida Mercado Cordero, Escócia  Wendy Barrie, África do Sul Martie Claassen, Espanha Encarnación Zalabardo, Suécia Riina Krusvik, Taiti Mareta Tuihaa, Turquia Gulseren Kocaman, Uruguai Susana Casañas Méndez, Estados Unidos Joyce Bryan, Venezuela Norah Duarte, País de Gales Christina Fryer e a Antilhas Joan Martin.

Tania Mara Franco de longo e maiô (Fotos: O Cruzeiro)

 

Sonia Maria Campos no Miss Brasil Mundo

A pernambucana Sonia Maria Campos Batista, Miss Brasil Mundo de 1958, deu um único toque de glamour ao Miss Brasil Mundo de 2018. Como o evento comemorava 60 anos e Sônia foi a primeira Miss Brasil Mundo, ter recebido uma homenagem mais significativa. A Miss Mundo de 1971, Lucia Petterle, foi a presidente do júri e divulgou as vencedoras. A coordenação esqueceu o principal: Lucia deveria ter coroado a Miss Brasil Mundo de 2018.

Sônia Maria Campos e Lucia Petterli durante o ensaio (Foto: João Ricardo Dias)

Anuska Prado e Sônia Maria Campos, Misses Brasil Mundo de 1996 e de 1958 (Foto: Instagram)

 

E por falar no concurso, foi muito morno e sem calor humano. O apresentador é fraco não soube tirar proveito dos momentos que precisam de suspense. Muito missólogos não gostaram do que viram. A vencedora foi Jéssica Carvalho do Piauí. Foi melhor do que o Mister Brasil CNB de 2018. Aquilo não foi um concurso de beleza e sim uma gincana de beleza. Detestei. Os candidatos nordestinos foram garfados.

Parabéns

Hoje, 13, dia dos Santos Ponciano e Hipólito, dos Canhotos e do Economista, aniversariaram o compositor Onildo Almeida, a ex primeira dama Socorro Ramos, o fotografo Fred Jordão, a executiva Deinha de Paula,

Miss Pernambuco de 2003 Meyrielle Abrantes Barbosa (Foto: Face)

A executiva Rosa Buarque (Foto: Face)

Parabéns

Hoje, 12, Dia de Santa Beatriz, dos Pais e Nacional das Artes, aniversariam Miss Pernambuco de 1982 Simone Valença Duque, os jornalistas Antonio Azevedo e José Teles, o artista plástico Newton Alves, as senhoras Iolanda Leite e Maria Clara Lira, os executivos Haldson Cursino e Paulo Vieira,

A executiva Ana Carazzai (Foto: Fernando Machado)

A colunista social de João Pessoa Helia Botelho (Foto: Fernando Machado)

A senhora Marluce Lustosa (Foto: Fernando Machado)