Fernando Machado

Blog

Tag melhores

Quem será o Mister Brasil CNB?

Pablo Sena, Gustavo Garcia e Levy Reis (Foto: João Ricardo Dias)

Kevin Greiner, Hugo Cardoso e Artur Viegas (Foto: João Ricardo Dias)

Hoje à noite, no Hotel Bosque, em Angra dos Reis, vamos ter a escolha do Mister Brasil CNB de 2018. Estão participando do concurso 49 candidatos de várias partes do Brasil. O mais baixo é Hitallo Rangel do Piauí, com 1m75 de altura e o mais alto é João Motthê de Agulhas Negras, com 1m95 de altura. O mais novo é Bernardo Timm Boggian do Rio de Janeiro com 20 anos e o mais velho é Artur Maciel da Paraíba, com 32 anos.

Artur Viegas, Júnior Walladão  e Ian Bock (Foto: João Ricardo Dias)

Os estados da Bahia e do Rio Grande do Sul têm cinco participantes. Os baianos vão com os Misteres Bahia Levy Reis, Caminhos do Sudoeste Erick Veiga, Chapada Diamantina Mauricio Portugal, Costa do Cacau Fernando Neto e Ilha de Itaparica Lucas Lucci. Os gaúchos estão representados pelos Misteres Paulo Juarez Costa Doce, Lucas Martins Grande Porto Alegre, Gil Raupp Litoral Sul Gaucho, Gabriel Souza Pampa Gaúcho e Felipe Haeffner Rio Grande do Sul.

Gabriel Souza, Gabriel Vital e Fábio Goulart (Foto: João Ricardo Dias)

De sunga os melhores foram Gilmar Ferreira (Baixada Santista), Jesus de Lima (Brasília), Mauricio Portugal (Chapada Diamantina), Pablo Rennan (Costa das Dunas), Fernando Neto (Costa do Cacau), Rodolfo Donna (Espírito Santo), Lucas Martins (Grande Porto Alegre), Lucas Cardoso (Ilhas de Búzios).

Miguel Leles, Júnior Marchetta  e Artur Maciel (Foto: João Ricardo Dias)

Também Lucas Lucci (Ilha de Itaparica), Gabriel Souza (Pampa Gaucha), Miguel Leles (Pantanal), Artur Maciel (Paraíba), Bernardo Timm Boggian (Rio de Janeiro), Guilherme Holanda Matias (Rio Grande do Norte), Júnior Fernandes (Roraima), Danthy Meirelles (Santa Catarina) e Rodrigo Brigatto (Zona da Mata Mineira).

Gabriel Werner , Hitallo Rangel e Bernardo Timm Boggian (Foto: João Ricardo Dias)

De terno preferi João Mothé (Agulhas Negras), Gilmar Ferreira (Baixada Santista), Jesus de Lima (Brasília), Anthonio Maia (Ceará), Mauricio Portugal (Chapada Diamantina), Pablo Rennan (Costa das Dunas), Fernando Neto (Costa do Cacau), Rodolfo Donna (Espírito Santo), Lucas Martins (Grande Porto Alegre), Lucas Cardoso (Ilhas de Búzios), Lucas Lucci (Ilha de Itaparica).

Guilherme Matias, Felipe Haeffner  e Gabriel Galindo  (Foto: João Ricardo Dias)

E mais Artur Viegas (Ilhas de Ipanema), Gabriel Souza (Pampa Gaucho), Miguel Leles (Pantanal), Artur Maciel (Paraíba), Hitallo Rangel (Piauí), Bernardo Timm Boggian (Rio de Janeiro), Guilherme Holanda Matias (Rio Grande do Norte), Júnior Fernandes (Roraima), Danthy Meirelles (Santa Catarina) e Rodrigo Brigatto (Zona da Mata Mineira).

Douglas Lenk , Eduardo Borba Érick Vasconcellos (Foto: João Ricardo Dias)

Este concurso tem muitas eliminatórias, e pasmen, com chaves, lembrando campeonato mundial de futebol (oitavas-de-final, quartas-de-final, semifinal e final). Não remete a concursos de beleza, mas o tempo muda tudo. O ano passado a escolha foi cansativa e não venceu o melhor. Mister Brasil de 2017, Matheus Song, tem muito prestigio junto ao coordenador Henrique Fontes, pois até sua irmã Daniela Song é apresentadora do evento.

Douglas Lenk, Danthy Meirelles e Samuel Costa (Foto: João Ricardo Dias)

Higor Lira, Jucinei Ferreira, Thiago Varela e Rodrigo Brigatto (Foto: João Ricardo Dias)

De Volta para o Passado

Há 120 anos, nascia em Pernambuco, o executivo Ricardo Lacerda de Almeida Brennand, que morreu no dia 9 de março de 1982.

Há 105 anos, nascia na Russia, o editor de moda Alexander Liberman, que morreu no dia 19 de novembro de 1999.

Há 90 anos, nascia na Bahia, o líder político Antônio Carlos Magalhães, que morreu no dia 20 de julho de 2007.

Há 70 anos, o Diário da Noite publicava a ultima apuração dos Melhores do Radio de Pernambuco. Locutor: José Renato; Locutora Auci Medeiros; Cantor Flávio Moreira; Conjunto Musical Ases do Ritmo; Radio ator Luiz Maranhão, Radio atriz Poliana.

Há 55 anos, Laís Cabral da Costa movimentava, em sua residência de Boa Viagem, desfile com renda para a Lapinha. Desfilaram Roberta Queiroz, Cristina Notare Costa, Solange Lapa, Mônica Azevedo, Ana Maria Santos, Helena Garcia, Helena Garcia, Lucia Vasconcelos, Clarita Mello Motta e Cristina Caninho Salsa.

Há 55 anos, Geraldo Bandeira vencia o II Circuito de carro da Lagoa, em João Pessoa.

Há oito anos, se casavam na Coudelaria Souza Leão, Turibio e Zezinho Santos.

Há um ano, morria em Pernambuco, o executivo José Luiz Truan, que nasceu no dia 22 de abril de 1920.

De volta para o passado

Há 90 anos, concerto no Teatro de Santa Isabel do pianista Alberto Figueiredo.

Há 80 anos, acontecia no Teatro de Santa Isabel, concerto da pianista Undine de Mello, para o governador Carlos de Lima Cavalcanti.

Há 80 anos, acontecia, no Hotel Avenida, a posse Manoel Leão como primeiro Presidente do Automóvel Clube de Pernambuco. Ele foi saudado por Prudenciano de Oliveira Lemos. Falaram o comandante Noronha Filho, o prefeito interino do Recife, Renato Silveira e o próprio presidente.

Há 65 anos, era apresentado na Rádio Jornal do Commercio, o último capitulo da novela O Sheik.

Há 60 anos, foram escolhidos os Melhores do Teatro de 1956 em Pernambuco. Autor (Nelson Rodrigues com Vestido de Noiva), espetáculo (Bodas de Sangue de Garcia Lorca), Cenografo Aloisio Magalhães, atriz Diná Rosa Borges, ator Elpídio Camara, direção Bibi Ferreira (Bodas de Sangue), Espetáculo visitante Dulcina de Moraes e Odilon Azevedo (Chuva Maugham), Revelação masculina Leonel Albuquerque e revelação feminina Maria da Penha Leite Ramos e melhor autor pernambucano Aristóteles Soares.

Há 60 anos, nascia no Paraná, o cartunista Glauco Vilas Boas, que morreu no dia 12 de março de 2010.

Há 45 anos, o acadêmico Mauro Mota era nomeado pelo governador diretor do Arquivo Publico de Pernambuco.

Há 40 anos, morria no Rio de Janeiro, o jogador José Perácio Berjun, que nasceu no dia 2 de novembro de 1917.

Há 10 anos, morria em Pernambuco, o atleta Leandro Fabio Milanez Barbosa, que nasceu no dia 8 de dezembro de 1995.

Os melhores de 1956

Há 60 anos o Jornal Correio do Povo escolhia os melhores do ano nos esportes: comentarista Barbosa Filho, locutor esportivo Renato Silva, medico Braulio Pimentel, massagista Vilela, juiz Horst Harden, presidente Rubem Moreira, diretor de Futebol José Rozenblit. Os atletas foram Jorge de Castro, Zeca e Zequinha (SC), Naninho, Ivson, Mirim, Soca (Sport), Nenzinho, Caiçara, Oswaldo Balisa e Lula(Nautico).

José Rozenblit, Caiçara e Zequinha (Fotos: Acervo do blog)

No remo tivemos Jeronimo de Albuquerque Maranhão (Sport) e Ida de Sá Pessoa (Barroso). Na natação Lucia Brederodes Pires (juvenil (Sport), Edna Bezerra Leite (Sport) e Luiz Mauricio da Silva. No tenis Fred Muniz e Arlete Muniz. No basquete Fanny Mandel (Sport). No volei Flávia da Veiga Pessoa (Sport), Levantadora Cirene Peixoto. Como levantador Aldo Muril (Jet). Jóquei Venceslau Pereira. No hóquei o Clube Português e o craque Aldemar.