Fernando Machado

Blog

Tag maestro

De Volta para o Passado

Há 140 anos, morria na França, Santa Bernadete, que nasceu no dia 7 de janeiro de 1844.

Há 130 anos, nascia na Inglaterra, o ator Charles Chaplin, que morreu no dia 25 de dezembro de 1977. (Foto: Getty Images)

Há 95 anos, nascia nos Estados Unidos, o maestro Henri Mancini, que morreu no dia 14 de junho de 1994.

Há 80 anos, Paulo Moreira Leal, 14 anos, Aluno do Colégio Carneiro Leão, vencia a prova ciclística Recife/João Pessoa.

Há 70 anos, se apresentava no Teatro de Santa Isabel, o pianista suíço Adrian Aesdibach.

Há 35 anos, mais um milhão de pessoas, na Avenida Paulista, pediam as Diretas Já. Foi dada e deu no que deu.

Há um ano, morria em Pernambuco, o cantor Wilson Duarte, que nasceu no dia 8 de dezembro de 1931.

Parabéns

Hoje, 29, Dia de São Constantino e São João Segundo, aniversariam o animador cultural Sérgio Gusmão, o embaixador Isnard Penha Brasil, Padre Zé Ramos, as executivas Mércia Lyra e Socorro Gomes dos Santos,

Maestro Edson Rodrigues (Fotos: Fernando Machado)

De volta para o passado

Há 135 anos, nascia em Pernambuco, o tenente Henrique da Silva Jacques, um dos fundadores da Federação Pernambucana de Futebol, que morreu no dia 4 de setembro de 1918.

Há 100 anos, acontecia no Teatro Santa Isabel, concerto do pianista  Walter Burle Marx (1902/1990). No camarote do governador Manoel Borba ficou o general francês Gamelin e família. Por acaso seu paquete Liger estava atracado do Porto do Recife. O general Joaquim Ignacio também ficou no mesmo camarote.

Há 90 anos, acontecia no teatro de Santa Isabel, recital da harpista Esther Jacobson.

Há 35 anos, morria em Pernambuco, o jornalista Murilo Marroquim, que nasceu no dia 26 de janeiro de 1915.

Há 30 anos, morria no Rio de Janeiro, a atriz Dina Sfat, que nasceu no dia 28 de outubro de 1938.

Há cinco anos, morria em São Paulo, o jogador Hideraldo Luiz Bellini, que nasceu no dia 7 de junho de 1930.

Baile do Bloco da Saudade

E sexta-feira aconteceu nos salões da AABB, o XXV Baile da Saudade promovido pelo Bloco da Saudade leia-se a presidente Izabel Bezerra. E como sempre foi um sucesso de publico e de animação. Lá quem reina é o frevo seja ele de rua ou canção. É uma festa clássica para quem tem sensibilidade e bom gosto musical. O Salão Capiba comporta duas mil pessoas e ele estava lotado.

Isabel Bezerra Mida e Maestro Duda (Foto: Instagram)

A Orquestra do Maestro Duda incendiou o salão, quando tocou o hino do Carnaval: Vassourinhas. Na ocasião Duda foi homenageado pela diretoria do Bloco. Às quatro da manhã quando terminou o baile os foliões saíram atrás do flabelo pela rua. Outro momento que nos levou aos antigos carnavais. Quantas saudades dos carnavais de antigamente.