Fernando Machado

Blog

Tag livro

Esquinas do Mundo

Das mais concorridas e prestigiados, segunda-feira, o lançamento do livro José Aparecido de Oliveira – O Melhor Mineiro do Mundo, grifado por Petrônio Souza Gonçalves, que aconteceu na La Fiorentina, no Leme, no Rio de Janeiro. A biografia comemora os 10 anos de morte do jornalista mineiro. A atriz Fernanda Montenegro, ficou visivelmente emocionada ao ler trechos do livro. Por lá os filhos, José Fernando Aparecido e Maria Cecília de Oliveira, além da sobrinha Rosara Oliveira Maneira está produzindo um documentário sobre o tio.

Petronio, Fernanda, José Aparecido e Rosara em tempo de O Melhor Mineiro do Mundo (Foto: Cristina Granato)

Mateus Solano e Camila Queiroz no Pega Pega (Foto: Adriana Garcia/Gshow)

Aconteceu, ontem, no Hotel Carioca Palace, que remete ao Copacabana Palace, erguido dentro dos estúdios da TV Globo, no Rio de Janeiro com dois mil m², o lançamento da próxima novela das sete, intitulada Pega Pega, que estréia na telinha em junho. A comedia romântica foi escrita por Claudia Souto e direção artística de Luiz Henrique Rios. No elenco Vanessa Giácomo, Mateus Solano, Camila Queiroz, Marcelo Serrado e Irene Ravache.

Chico Heráclio inventou a arma bioquímica

Essa noticia nos foi enviada pelo jornalista Ângelo Castelo Branco. O ditador venezuelano Maduro está acusando a população de Caracas de usarem uma arma nada convencional. É que o povo venezuelano resolveu jogar cocô nas milícias que reprimem os protestos contra o governo falido. Os grupos de militares e paramilitares voltam imundos e fedidos depois dos confrontos nas ruas. Maduro está possesso e acusa o povo pelo uso de armas bioquímicas que nada mais são do que merda em sacos plásticos.

O Coronel Chico Heráclio usou armas bioquímicas no adversário (Foto: Divulgação)

Entretanto, jogar merda em governo não é algo inédito na América Latina. Lá pela década de 60 o famoso Coronel Chico Heráclio, que montou um império de terras e de votos a partir da cidade de Limoeiro, perdeu uma eleição e brigou com o governo do Estado. Desmoralizado nas urnas ele passou a ser motivo de chacotas. Caminhões carregados de populares governistas desfilavam em sua rua gritando insultos e debochando do ex-poderoso chefe político.

O jornalista Ângelo Castelo Branco deu um golpe em Maduro (Foto: Divulgação)

Mas o coronel não se deixou intimidar. Contratou um grupo de velhos bacamarteiros e preparou uma reação inusitada. Os atiradores de elite esconderam-se atrás das plantações de avelós, encheram os bacamartes de merda e concentraram fogo cerrado nos caminhões da militância oficial. Até hoje, segundo contam Roberto Cavalcanti e Marcos Vilaça no cinqüentenário do livro Coronel, Coronéis ninguém em Limoeiro confessa que estava no caminhão emboscado. O problema foi resolvido e espero que também o seja na Venezuela.

Fatos Diversos

Luiz Cardoso Ayres Filho está escrevendo a biografia do seu pai, o mestre Lula Cardoso Ayres, editado pela CEPE e organizado pela pesquisadora Betty Malta, com 170 fotos produzidas pelo artista entre as décadas de 1930 e 1950. O livro será lançado no próximo mês, para marcar os 30 anos de falecimento do artista plástico Lula Cardoso Ayres.

Dona Carol e o neto Luiz Cardoso Ayres, nos jardins da casa dos pais em Boa Viagem, em 1958 (Foto: Lula Cardoso Ayres)

No próximo dia 17, às 18h, na Focca, em Olinda, Cristiano Carrilho lança o livro Tópicos de Gestão Ambiental: Noções de Sustentabilidade. Na ocasião será proferida palestra sobre Globalização e Desenvolvimento Sustentável na Era da Informação. O acesso será mediante a aquisição da obra no valor de R$ 49,90.

Fatos Diversos

Amanhã, às 9h, na Amupe, leia-se o presidente José Patriota, técnicos do Ministério das Cidades tiram dúvidas dos profissionais das prefeituras pernambucanas quanto ao preenchimento dos formulários, cadastros, critérios de seleção, prestação de contas, dentre outras, do Cartão Reforma.

No próximo dia 20, às 14h, Tio Bruninho sobe ao palco da III Bienal do Livro do Agreste. Que acontecerá na cidade de Garanhuns. O evento é uma realização da Associação do Nordeste das Distribuidoras e Editoras de Livros, com o apoio da Prefeitura Municipal de Garanhuns.