Fernando Machado

Blog

Tag literatura

Pausa Poética

De onde vem essa chuva trazida na ventania? Que rosas fez abrir? Que cabelos molharam? Estendo-lhe a mão: a chuva fria. Mauro Mota (1911/1984)

Pausa poética

“O amor começa quando uma pessoa se sente só e termina quando uma pessoa deseja estar só”. Leon Tolstoi (1828/1910)

 

Pausa Poética

“Além da morte a rosa impõe o seu perfume”. José Tavares de Miranda (1916/1992)

Pausa Poética

“Deus finalmente chamou sua atenção”. George Kaufmann (1889/1961)