Fernando Machado

Blog

Tag hotel

Anotações do Cotidiano

Dois anos depois de lançar o livro Intuição, a terceira mente, que se tornou best seller no Brasil e agora está também no mercado norte-americano, Luciano Bivar foi convidado por uma instituição científica, a Academia do Cérebro de Pernambuco, para falar sobre o tema em seminário. A palestra será amanhã, às 9h, no Hotel Atlante Plaza.

O parapsicólogo Valter Rosa Borges estará  lançando mais um livro, neste sábado, às 15h na Cultura Nordestina Letras e Artes. Trata-se de Caminhos do Tempo, obra editada  pelo Novo Estilo Edições do Autor. O espaço fica no Poço da Panela. O evento será uma boa ocasião para reunir os amigos de Rosa Borges.

Flashes

O Hotel Highlander, na cidade de Gravatá, começa hoje o I Festival Gastronômico. O cardápio é tipicamente francês.

Bruno Herbert, leia-se Publikimagem, ganhou um prêmio da Cemig. A empresa é a melhor fornecedora na área de atendimento ao cliente da companhia.

O Tapete Voador, de Camila Puntel e Bruna Peixoto apresenta, hoje, às 15h, no CEPE no Festival de Garanhuns, Sessão de Histórias da CEPE.

A pianista Ieda Lucena (Foto: Fernando Machado)

A pianista Ieda Lucena vai gravar um disco de frevo. A seleção musical está pronta falta apenas acertar os últimos detalhes.

Hoje, às 11h, na Igreja Matriz de Sant’Ana, pelo IX Virtuosi de Gravatá, temos a pianista russa Kristina Miller.

Augusto César, Banda Metade, Gino Liver e Eliel Barbosa se apresentam, hoje, às 17h, no Clube das Pás.

Fatos Diversos

Gostei muito da matéria sobre a Basílica do Carmo, escrita a quatro mãos (Anna Tenório e Paulo Trigueiro), apenas um engano muito comum, Santo Antônio é o Padroeiro do Recife e Nossa Senhora do Carmo é co-padroeira.

De olho nas confraternizações e comemorações de fim de ano, o Sheraton Reserva do Paiva iniciou os preparativos para o período. A ideia do hotel, que tem diversos ambientes, torne-se o local de confraternização de grupo de amigos e empresas.

Teresinha Morango: Miss Brasil de 1957

Na foto oficial temos 16 misses no prédio da Revista Manchete (Foto: Manchete)

Hoje, faz 60 anos, que acontecia no Hotel Quitandinha, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, a eleição de Miss Brasil 1957. Era a quarta edição do concurso e a vencedora foi Terezinha Gonçalves Morango, Miss Amazonas, que foi coroada pela Miss Brasil de 1956, Maria José Cardoso, do Rio Grande Sul. A vencedora representou o Brasil no Miss Universo de 1957, onde ficou em segundo lugar. Terezinha tinha 1m67 de altura, busto 90cm, cintura 63cm, quadris 93cm, coxa 56cm, tornozelo 21cm, 59kg de peso.

Teresinha Morango de traje de noite e banho, e Maria Dorothea Antunes de maiô (Fotos: O Cruzeiro)

O palco do Quitandinha com as misses de traje de noite (Foto: O Cruzeiro)

Comissão julgadora foi formada por Clóvis Salgado (Ministro da Educação), Herbert Moses (presidente da ABI), Accioly Neto (teatrólogo), pelas senhoras Maria Helena Raja Gabaglia e Mena Fiala, Francisco Olympio de Oliveira (diretor do laboratório Leite de Rosas), Carlos Machado (empresário da noite), Alfred Bluhm (representantes dos maiôs Catalina), Harry Stone (embaixador  de Hollywood o Brasil), Jacinto de Thormes (cronista social) e Reinaldo Reis (chefe de gabinete do prefeito  do DF).

Misses Goiás, São Paulo e Santa Catarina (Fotos: O Cruzeiro)

Misses Pará, Maranhão e Piauí (Fotos: O Cruzeiro)

Participaram do festival de beleza 20 candidatas: Rosa Lucia Pacheco (Alagoas), Teresinha Gonçalves Morango (Amazonas), Sonia Rocha (Bahia), Lia Guimarães de Castro (Ceará), Eloisa Oliveira de Menezes (Distrito Federal), Lygia Maria Bonfim (Espírito Santo), Cylis Pires Rocha (Estado do Rio), Marta Leão Pincowska (Goiás), Malvina Maria Martins de Melo e Alvim (Maranhão), Maria Dorothea Antunes Neto (Minas Gerais), Tereza Catarina Morais e Castro (Pará).

Misses Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco (Fotos: O Cruzeiro)

Misses Alagoas, Sergipe e Bahia (Fotos: O Cruzeiro)

Ainda Maria Zélia de Almeida Cardoso (Paraíba), Karin Japp (Paraná), Zayra Moreira Pimentel (Pernambuco), Chloris Maria Guimarães Fontenelle (Piauí), Maria do Socorro Gurgel (Rio Grande do Norte), Sandra Hervê (Rio Grande do Sul), Terezinha Dutra (Santa Catarina), Lucia de Carvalho (São Paulo), e Maria Helena Morais e Silva (Sergipe).

Misses Espírito Santo, Estado do Rio e Distrito Federal (Fotos: O Cruzeiro)

Misses Rio Grande Sul, Ceará e Paraná (Fotos: O Cruzeiro)

Após desfilarem em traje de noite e em traje de banho, o júri definiu o Top 5: Terezinha Gonçalves Morango (AM), Maria Dorothea Antunes Neto (MG), Karin Japp (PR), Lia Pires de Castro (CE) e Sandra Hervê (RS). E finalmente foi anunciado que o 5º lugar foi para Karin Japp (PR), o 4º para Lia Pires de Castro (CE), o 3º para Sandra Hervê (RS), o 2º para Maria Dorothea Antunes Neto (MG) e a nova Miss Brasil, era Terezinha Gonçalves Morango (AM).

Os perfis de Teresinha Morango e Maria José Cardoso, Miss Brasil de 1956 (Fotos: O Cruzeiro)

Também receberam votos da comissão julgadora as misses do Tereza Morais e Castro (PA), Terezinha Dutra (SC), Marta Pincowsky (GO), Chloris Fontenelle (PI), Lygia Bonfim (ES), Eloisa de Oliveira Menezes (DF), Cylis Pires Rocha (Estado do Rio), Sonia Rocha (BA) e Zayra Pimentel (PE). Em tempo: Foi a última vez que o Miss Brasil aconteceu no Hotel Quitandinha.