Fernando Machado

Blog

Tag história

Notícias da Bahia

Com intuito de oferecer qualificação e aprimoramento de artistas, o projeto TransFormação oferta um curso gratuito pioneiro no país voltado para atores e atrizes transformistas da cena soteropolitana. O curso, que será realizado de 26 de novembro até abril de 2019, e ministrado no Teatro Molière da Aliança Francesa, abordando performance, maquiagem, dublagem, improvisação, história do transformismo e muito mais. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até o próximo dia 22 no http://bit.ly/2AtNySs.

A programação do III Festival de Teatro do Interior da Bahia, que agora chega a Porto Seguro, contará com a uma mesa redonda, amanhã, às 14h, cujo tema será: Teatro – Gestão e Mercado. O encontro  acontecerá no Centro de Cultura do município. Além desta atividade, o Festival contará com debates   sobre outras temáticas, palestras, mesas redondas, oficinas, além da apresentação de 12 espetáculos produzidos e criados no interior da Bahia. O acesso do público às peças será mediante a compra de ingressos a preços simbólicos. Já as ações paralelas e de formação serão gratuitas.

Ainda a vitória do Capitão

O jornalista Angelo Castelo Branco escreveu no seu Face “Uma observação: O ritual fúnebre de 1 minuto de silêncio, realizado pelo PT na reunião da derrota, não pegou bem para um partido que está perdendo eleitores e precisa se reaproximar do povo. O ato pode repercutir negativamente como desrespeito à maioria que elegeu um novo presidente e ao próprio regime democrático. O PT passou 16 anos no poder e não consta que nesse período os seus adversários tenham feito minutos de silêncio por terem perdido eleições”.

Quero agradecer ao jornalista Antonio Neto essa linda mensagem: “Parabéns, Fernando, seu excelente texto me transportou para a Avenida Boa Viagem. É como se eu estivesse lá compartilhando com os milhares de eleitores de Bolsonaro essa vitória extraordinária, que entra definitivamente para a História como uma das campanhas eleitorais mais significativas, por ter sido feita espontaneamente por milhões de brasileiros, de Norte a Sul do País”.

Sony & (Des)Encontros

O Canal Sony apresentou para imprensa e convidados a sua nova produção nacional, a série de comédia romântica (Des)Encontros. No evento, que aconteceu no dia 18 de julho, no Celeiro Quintal, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, foram exibidos os dois primeiros episódios da nova temporada, que foram ao ar ontem no Canal Sony, 21h. Totalizando 138 sets de filmagem e 59 locações em São Paulo, além de cenas gravadas em Buenos Aires.

Angelo Rodrigues, Myra Ruiz e André Madrini (Foto: Divulgação)

No evento, compareceram 16 nomes do elenco principal: Chris Ubach, Juan Sorini, Julia Konrad, Gil Coelho, Duda Nagle, Gabriel Godoy, Julianne Trevisol, Bruna Guerin, Jacqueline Sato, Elam Lima, André Madrini, Angelo Rodrigues, Myra Ruiz, Samya Pascotto, João Gabriel Vasconcellos e Gutto Szuster. Também por lá o criador da série, Rodrigo Bernardo, e a diretora de produção original do Canal Sony, Bárbara Teixeira.

Rodrigo Bernardo, Chris Ubach, João Gabriel, Julia Konrad e Juan Sorini (Foto: Divulgação)

Coprodução do canal em parceria com a Chocolate filmes, (Des)Encontros é uma comédia romântica que mostrar uma história diferente por episódio, cada uma focando em um relacionamento e explorando, no total, 19 personagens principais em diferentes estágios de compromisso e de “solteirice”: do amor de infância nunca superado a paixões secretas, de um amor que atravessa dois países a encontros cruciais em baladas e casamentos.

Noticias da Bahia

Quem gosta de forró só tem motivos para comemorar. Neste domingo, depois de uma primeira edição animada, a banda Forró Passa Pé comanda mais uma  festa batizada Noites do Forró. Sempre valorizando o ritmo tradicional, o evento acontece na Praça Pedro Archanjo, às 17h, com entrada gratuita. Fundada pelo produtor musical Marco de Carvalho, ela é composta por Edcarlos (voz); Israel Ramos (baixo); Marcelo Pinho (triângulo e percussão); Joceval Santana (zabumba) e Renato Gomes (Sanfona).

Tendo como principal referência o livro Eu Não sou Cachorro Não de Paulo César de Araújo, dois atores-cantores vivem seus personagens e interpretam os principais hits que fizeram sucesso nas vozes de cantores como Waldick Soriano, Odair José, Fernando Mendes, Paulo Sérgio e Agnaldo Timóteo. Apesar de se constituir um patrimônio afetivo de grande parte da população brasileira, o trabalho desses artistas é completamente ignorado pelos registros oficiais que guardam a história da nossa música.