Fernando Machado

Blog

Tag história

Esquinas do Mundo

Na última terça-feira, a Trousseau, que desembarcou em solo norte-americano, para participar do lançamento da nova edição da Claur Magazine. Sob o comando de Claudia Ribeiro, a revista traz na nova capa desse mês um dos casais mais icônicos do mundo fashion: Olivia Palermo e Johannes Huebl. Durante o ensaio fotografado na Big Apple, Olivia vestiu roupão da Trousseau, comemorando o desembarque da marca de Adriana e Romeu Trussardi. Leticia Campos, diretora de marketing da Trousseau, marcou presença.

Claudia Ribeiro e Leticia Campos  no lançamento da Claur (Foto: Divulgação)

Romeu Felipe o embaixador da Wella (Foto: Divulgação)

 

Romeu Felipe assume o cargo de Embaixador Global, depois de uma relação de mais de 17 anos de história com a Wella Professionals Brasil, onde começou como educador.  Neste mês, Romeu também explora seu espírito empreendedor e visão de negócios no universo da beleza com a inauguração do seu novo espaço, o ROM.CONCEPT, situado nos Jardins em São Paulo. Guilherme Lima, General Manager de Coty Professional Beauty LATAM, comemora a honraria de Romeu como Embaixador Global.

Amanda, Clóvis e Recepção

Os noivos Clovis e Amanda (Foto: Fernando Machado)

Na Usina Dois Irmãos a gente pisa em parte da história do saneamento recifense. Como frisei ontem tudo começou no século XIX, quando os ingleses a construíram para sediar a Companhia do Beberibe, o que corresponde a uma companhia de abastecimento de água. O terreno era numa riquíssima reserva da mata atlântica e a Companhia do Beberibe foi inaugurada no dia 1 de julho de 1887. Localizada no pátio do antigo e tradicional Engenho Dois Irmãos, a Companhia do Beberibe emergiu como referência de modernidade em pleno Século XIX.

Sheila, Clovis Fernando e Ana Carolina WAnderley (Foto: Fernando Machado)

A mãe do noivo Linda Wanderley (Foto: Fernando Machado)

Amanda Barcala e Clóvis Wanderley Vinhosa receberam os convidados neste lindo set, que estava maravilhoso graças a decoração de Paulinho Melo. O grande salão foi divido em duas partes. Na maior ficaram as mesas e na outra o dancing, o palco onde subiram Neto Brayne, Nanara Belo e o próprio noivo que tinha uma banda. O DJ Wagner Campos apresentou um repertório que agradou a gregos e troianos. No espaço onde estavam os doces de Dona Brigadeiro e Benta Brigadeiro e o bolo de quatro andares by Lucinha Cascão, uma cortina de folhas de jasmins, rosas, lírios e orquídeas deu o tom de beleza.

Os irmãos João Alberto e Maria do Carmo Martins Sobral (Foto: Fernando Machado)

As irmãs Ana Luiza e Ana Carolina Wanderley (Foto: Fernando Machado)

A decoração do salão principal remetia a um imenso jardim. Do teto caiam 18 luminárias de madeira e ainda um pergolato de galhos secos tendo como contraponto esferas de vidro com orquídeas.  O bufê de a gente comer rezando para Nossa Senhora de Fátima foi grifado pela Blu’Nelle, leia-se o chef Welllington Correia. No coquetel volante tínhamos salada vietnamita com camarão, carpaccio de filé mignon, com emince de rúcula e chips de parmesão; lichia com creme de framboesa na cama de amêndoas.

Sheila Wanderley, tia do noivo (Foto: Fernando Machado)

Clóvis Fernando Wanderley, Amanda Salles e Paulo Queiroz Neto (Foto: Fernando Machado)

No coquetel quente podia-se degustar funil com creme de palmito e lâminas de Parma, folhadinho Philadelphia, real de queijos finos com frutas secas, dadinho de tapioca com queijo de coalho e geléia de pimenta, cestinha de gruyere no perfume de canela, tartalete de salmão ao siciliano, mini quiche de cordeiro com geléia de menta, guiyoza ao molho ponzu, ninho de filé mingnon com alho poro e mostarda Dijon, camarão com crisp de coco ao molho agridoce picante, camarão crocante com molho de rapadura.

Felipe Cadena e Camila Marinho (Foto: Fernando Machado)

Francisco Monteiro e Dafne Barcala (Foto: Fernando Machado)

Também tivemos mini entradas creme de siri com farofinha de dendê, canelone de queijos finos com tomate seco ao perfume de manjericão; rondelli de filé migon, ao molho cremoso de Shiimeji, musselin de bacalhau com fios de alho poro, gratinado com Grana Padano; arroz cremoso de bacalhau; anel de abóbora com camarão (uma delicia), peru com molho chutney, farofa Brunelle, pernil defumado, lamina de lombo marinado ao azeite de ervas, terrine que queijos finos; saladas (pernambucana, italiana e Bru’Nelle).

Os pais do noivo João Vinhosa e Linda Wanderley (Foto: Fernando Machado)

Os pais do noiva Ocir Marques e Mayra Barcala (Foto: Fernando Machado)

Não esquecer de que mulheres elegantes estavam no casamento, como Linda, Sheila, Ana Luiza e Ana Carolina Wanderley by Maison, Amanda Barcala, Camila Marinho, Dafne Barcala, Livia Barroso, Aline Almeida, Theresa Camilo. De parabéns o gerente Robson Pontes e o maitre Edson Luiz, da Brunelle, sempre atenciosos e competência.

Pedro Henrique Carvalho e Aline Almeida (Foto: Fernando Machado)

A elegante Theresa Camilo (Foto: Fernando Machado)

 

Notícias da Bahia

Com intuito de oferecer qualificação e aprimoramento de artistas, o projeto TransFormação oferta um curso gratuito pioneiro no país voltado para atores e atrizes transformistas da cena soteropolitana. O curso, que será realizado de 26 de novembro até abril de 2019, e ministrado no Teatro Molière da Aliança Francesa, abordando performance, maquiagem, dublagem, improvisação, história do transformismo e muito mais. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até o próximo dia 22 no http://bit.ly/2AtNySs.

A programação do III Festival de Teatro do Interior da Bahia, que agora chega a Porto Seguro, contará com a uma mesa redonda, amanhã, às 14h, cujo tema será: Teatro – Gestão e Mercado. O encontro  acontecerá no Centro de Cultura do município. Além desta atividade, o Festival contará com debates   sobre outras temáticas, palestras, mesas redondas, oficinas, além da apresentação de 12 espetáculos produzidos e criados no interior da Bahia. O acesso do público às peças será mediante a compra de ingressos a preços simbólicos. Já as ações paralelas e de formação serão gratuitas.

Ainda a vitória do Capitão

O jornalista Angelo Castelo Branco escreveu no seu Face “Uma observação: O ritual fúnebre de 1 minuto de silêncio, realizado pelo PT na reunião da derrota, não pegou bem para um partido que está perdendo eleitores e precisa se reaproximar do povo. O ato pode repercutir negativamente como desrespeito à maioria que elegeu um novo presidente e ao próprio regime democrático. O PT passou 16 anos no poder e não consta que nesse período os seus adversários tenham feito minutos de silêncio por terem perdido eleições”.

Quero agradecer ao jornalista Antonio Neto essa linda mensagem: “Parabéns, Fernando, seu excelente texto me transportou para a Avenida Boa Viagem. É como se eu estivesse lá compartilhando com os milhares de eleitores de Bolsonaro essa vitória extraordinária, que entra definitivamente para a História como uma das campanhas eleitorais mais significativas, por ter sido feita espontaneamente por milhões de brasileiros, de Norte a Sul do País”.