Fernando Machado

Blog

Tag história

Sony & (Des)Encontros

O Canal Sony apresentou para imprensa e convidados a sua nova produção nacional, a série de comédia romântica (Des)Encontros. No evento, que aconteceu no dia 18 de julho, no Celeiro Quintal, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, foram exibidos os dois primeiros episódios da nova temporada, que foram ao ar ontem no Canal Sony, 21h. Totalizando 138 sets de filmagem e 59 locações em São Paulo, além de cenas gravadas em Buenos Aires.

Angelo Rodrigues, Myra Ruiz e André Madrini (Foto: Divulgação)

No evento, compareceram 16 nomes do elenco principal: Chris Ubach, Juan Sorini, Julia Konrad, Gil Coelho, Duda Nagle, Gabriel Godoy, Julianne Trevisol, Bruna Guerin, Jacqueline Sato, Elam Lima, André Madrini, Angelo Rodrigues, Myra Ruiz, Samya Pascotto, João Gabriel Vasconcellos e Gutto Szuster. Também por lá o criador da série, Rodrigo Bernardo, e a diretora de produção original do Canal Sony, Bárbara Teixeira.

Rodrigo Bernardo, Chris Ubach, João Gabriel, Julia Konrad e Juan Sorini (Foto: Divulgação)

Coprodução do canal em parceria com a Chocolate filmes, (Des)Encontros é uma comédia romântica que mostrar uma história diferente por episódio, cada uma focando em um relacionamento e explorando, no total, 19 personagens principais em diferentes estágios de compromisso e de “solteirice”: do amor de infância nunca superado a paixões secretas, de um amor que atravessa dois países a encontros cruciais em baladas e casamentos.

Noticias da Bahia

Quem gosta de forró só tem motivos para comemorar. Neste domingo, depois de uma primeira edição animada, a banda Forró Passa Pé comanda mais uma  festa batizada Noites do Forró. Sempre valorizando o ritmo tradicional, o evento acontece na Praça Pedro Archanjo, às 17h, com entrada gratuita. Fundada pelo produtor musical Marco de Carvalho, ela é composta por Edcarlos (voz); Israel Ramos (baixo); Marcelo Pinho (triângulo e percussão); Joceval Santana (zabumba) e Renato Gomes (Sanfona).

Tendo como principal referência o livro Eu Não sou Cachorro Não de Paulo César de Araújo, dois atores-cantores vivem seus personagens e interpretam os principais hits que fizeram sucesso nas vozes de cantores como Waldick Soriano, Odair José, Fernando Mendes, Paulo Sérgio e Agnaldo Timóteo. Apesar de se constituir um patrimônio afetivo de grande parte da população brasileira, o trabalho desses artistas é completamente ignorado pelos registros oficiais que guardam a história da nossa música.

Maior que o Mundo

Depois de três semanas e meia intensas, as filmagens de Maior que o Mundo foram concluídas quinta-feira, em São Paulo, com a produção da Popcon, leia-se Tatiana Quintella, escrita por Reinaldo Moraes, autor dos romances Tanto faz (1981) e Abacaxi (1985). Na trama, Eriberto Leão (O Outro Lado do Paraíso, Assalto ao Banco Central e De Pernas pro Ar 2) vive o protagonista Kbeto, um escritor em crise criativa e moral. No elenco, entre outros, temos ainda Maria Flor, Giovanni Venturini, Carolina Dias, Gabi Lopes, Lucas Miagusuku, Gabriel Godoy, Fernanda Young, Luana Piovani.

Maria Flor, Gabi Lopes, Eriberto Leão e Luana Piavani (Foto: Flavia Montenegro)

Sinopse: Kbeto, um escritor cinquentão que sofre de bloqueio criativo há 20 anos vive atrás de inspiração para escrever seu segundo romance e dar continuidade a uma interrompida carreira literária. Em intermináveis sessões de boemia explícita no Baixo Augusta, em São Paulo, Kbeto leva uma vida cuja única preocupação é onde irá beber ou transar a seguir. Certa noite, por absoluto acaso, topa com um diário jogado numa caçamba. Entusiasmado pela história do anão Altair, transcreve o bombástico manuscrito e vende como uma história sua. É aí que seus problemas começam: o verdadeiro autor da história não demora a aparecer com um uma ira criminosa que faz seu dedo coçar de vontade de apertar o gatilho.

Anotações do Cotidiano

No próximo dia 30, às 19h30, a Orquestra Criança Cidadã promove a estreia de dois grupos de câmara no teatro da Caixa Cultural Recife. O Trio Optus e o Quarteto Vivace encaram duas peças de alta magnitude do período clássico – época que abrange composições escritas entre 1750 e 1810, aproximadamente. Ambas as partituras foram indicada aos alunos pelo maestro Nilson Galvão Jr., diretor musical da Orquestra.

O trio Optus (Foto: Divulgação)

O Quarteto Vivace (Foto: Divulgação)

Jayme Benvenuto, cujo pseudônimo é Nuno Kembali, lançou o livro Rota 12, publicado pela editora Aldeia dos Livros. O Rota 12 está a venda nas livrarias Cultura, Amazon, Saraiva, Google Books, entre outras. A obra conta a história de Melissa, uma brasileira natural de São Paulo, que faz uma viagem de férias em seu carro pela rota 12 rumo às pequenas cidades do norte da Argentina.