Fernando Machado

Blog

Tag flauta

Noticias do Ceará

O governador Camilo Santana recebeu, segunda-feira, no Palácio da Abolição, o embaixador da Dinamarca no Brasil, Nicolai Prytz. O país europeu é um importante parceiro comercial cearense, tendo sido o Ceará o 11º estado brasileiro em 2018 que mais exportou produtos para a Dinamarca, totalizando US$ 1,66 milhão, e o 10º que mais importou materiais dinamarqueses, completando o valor de US$ 9,13 milhões.

Nicolai Prytz e Camilo Santa (Foto: Governo do Estado)

A Biblioteca Pública Cristina Poeta abre inscrições para curso de Flauta Doce com faixa etária livre. As inscrições vão até o próximo dia 18 e a realização do curso ocorrerá às segundas-feiras, sempre às 15h. Para se inscrever, basta realizar cadastro presencial na biblioteca, localizada no bairro Autran Nunes, portando documento de identidade (RG) e comprovante de endereço.

Anotações do Cotidiano

Os ritmos pernambucanos foram entoados na noite de sexta-feira, no concerto do Flauta de Bloco, que aconteceu na Aliança Francesa no Derby. O grupo é formado por alunos do Departamento de Música da UFPE, além de estudantes e profissionais de outras áreas. No final o grupo atacou de ciranda levando a plateia a cirandar.

A It! Comunicação & Eventos está produzindo e promovendo a I Feira Literária do Paulista (Flipa). O evento que visa contemplar todo o Litoral Norte do Estado vai acontecer de 22 a 26 de agosto de 2012, das 9h às 22h, no Clube Municipal do Paulista. Inscrições até o dia 5 de julho. Informações no imprensa@itcomunica.com.br.

Notícias da Alemanha

Uma flauta de 35 mil anos de idade foi encontrada na Alemanha. É o registro mais antigo de um instrumento musical utilizado pelos ancestrais do homem. À primeira vista, parecia um pedaço de osso que tinha sido jogado fora. Mas o que Katharina Koll encontrou em uma caverna no sul da Alemanha no ano passado é mais antiga flauta conhecida do mundo.

O objeto foi encontrado pela estagiária de 19 anos de idade, do Instituto de Arqueologia de Tübingen, Hohle Fels, numa caverna a 140 km de Munique. Seu chefe, o arqueólogo Nicholas Conard, diz que a peça demonstra a presença de uma bem-estabelecida tradição musical no momento em que os seres humanos modernos colonizaram Europa, mais de 35.000 anos atrás. Quem nos informa é Martin Mahn, do Consulado Geral da Alemanha.