Fernando Machado

Blog

Tag decoração

Anotações do Cotidiano

Referência nacional em confiança e tradição, o sabão em pó Bem-te-vi da ASA Indústria e Comércio, lança a campanha A limpeza e o perfume das cores.  A nova campanha publicitária conta com merchandising em programas de grande audiência, e deve reforçar a marca como a de maior qualidade na linha de produtos de limpeza. Quem nos informa é Wagner Mendes, diretor, empresa fabricante do Bem-te-vi.

O diretor da ASA Wagner Mendes (Foto: Divulgação)

Novidades de decoração e paisagismo serão apresentadas ao público hoje, às 18h30, na Casapronta, leia-se a diretora Doris David de Souza, com o lançamento do showroom da Donaflor, marca que produz móveis para ambientes externos. O evento será em parceria com a Villa Garden, que assina um novo jardim e estreia um quiosque no hall do Shopping da Decoração.

Fatos Diversos

Janaína Guerra e Luciano Lacerda, do Villa Garden Paisagismo, inauguram quarta-feira, às 18h30, loja compacta no Shopping da Decoração, em Boa Viagem. Na ocasião, acontece um papo com o paisagista Luciano Lacerda.

Daniela Dambros na Galleria Vittorio Emanuelle II, em Milão (Foto: Instagram)

A arquiteta Daniela Dambros aproveitou a viagem por Milão e foi curtir a luxuosa Galleria Vittorio Emanuele II. No roteiro da viagem, visitas a Isaloni, maior feira de móveis do mundo. As tendências por lá garimpadas estarão, em breve, no seu escritório do Recife.

 

Parabéns, Elisa Castro!

Monica Rios Rodrigues, Elisa Castro e Avelina Ferraz (Foto: Fernando Machado)

As amigas da senhora Elisa Castro by Andrea Lins, da Maison Santinna, movimentaram almoço, de adesão, ontem, no The Black Angus, em Boa Viagem, para comemorar seu aniversário. O encontro teve como tema Os Anos 60. O DJ Thiago Carvalho, arrasou nas picapes apresentando um set list dos anos do twist, rock, etc. Ouvimos Gal Costa, Nelson Gonçalves, Golden Boys, Roberto Carlos.

Alizete Maynard, Cristina Vita e Lucia Cunha (Foto: Fernando Machado)

A decoração estava simples mais bonita. Sobre a imensa mesa vários jarros de flores do campo. E como contraponto discos de vinil de Roberto Carlos, Ney Matogrosso, Luiz Ayrão, Francisco Petronio, Cartola. Às 16 horas um coral de 30 vozes cantou os tradicionais parabéns para você e depois Elisa cortou o bolo grifado por Mariana Vita.

Ana Carazzai, Lourdes Barreto e Márcia Carneiro (Foto: Fernando Machado)

Quando Gal Costa cantou Chuva de Prata, criou-se um alvoroço. Todas cantaram “Se tem luar no céu / Retira o véu e faz chover / Sobre o nosso amor / Chuva de prata / Que cai sem parar / Quase me mata / De tanto esperar / Um beijo molhado de luz / Sela o nosso amor / Basta um pouquinho / De mel prá adoçar / Deixa cair / O seu véu sobre nós / Oh Lua! / Bonita no céu / Molha o nosso amor”.

Eliane Pompeu, Germana Monteiro de Carvalho e Lidia Lopes (Foto: Fernando Machado)

E depois o DJ atacou com “De que vale o céu azul e o sol sempre a brilhar / Se você não vem e eu estou a lhe esperar / Só tenho você, no meu pensamento / E a sua ausência, é todo meu tormento / Quero que você, me aqueça neste inverno / E que tudo mais vá pro inferno / De que vale a minha boa vida de playboy / Se entro no meu carro e a solidão me dói / Onde quer que eu ande, / tudo é tão triste / Não me interessa, o que de mais existe / Quero que você, me aqueça neste inverno / E que tudo mais vá pro inferno”.

Tania Spinelli, Fátima Peixoto e Djamari Pedrosa (Foto: Fernando Machado)

Quando sai de lá estava o fundo musical era com Noel Rosa: “Quando eu morrer, não quero choro nem vela / Quero uma fita amarela gravada com o nome dela / Se existe alma, se há outra encarnação / Eu queria que a mulata sapateasse no meu caixão / Não quero flores / nem coroa com espinho / Só quero choro de flauta, violão e cavaquinho / Estou contente, consolado por saber / Que as morenas tão formosas a terra um dia vai comer. / Não tenho herdeiros, não possuo um só vintém / Eu vivi devendo a todos mas não paguei a ninguém”.

Elisa de Castro (Foto: Fernando Machado)

Martha Vasconcellos arrasou no Miss PE 2018

Miguel Braga, Eslovenia Marques e Martha Vasconcelos (Foto: Fernando Machado)

Martha Vasconcellos, Miss Universo de 1968, ao subir ao palco do Teatro do IMIP, sexta-feira, para ser homenageada foi recebido de pé, pelo publico estimado em 350 pessoas. Martha lembrava uma sílfide, em grande noite num modelo preto by Bia Guirão. Martha Vasconcellos lembrava Jane Fonda. Deu um exemplo de como era uma miss antigamente. Tem porte, elegância e carisma. Somente quem viveu a época dourada do Miss Brasil pode entender.

Matilde Terto Miss Pernambuco de 1976 (Foto: Fernando Machado)

Miss Pernambuco de 2017 Iully Thaísa e a Miss Pernambuco de 2018 Eslovênia Marques (Foto: Fernando Machado)

Enquanto no palco sobrava, na platéia faltava empoderamento. O publico não vaiou quando foi anunciado Eslovenia Marques, de Caruaru como Miss Pernambuco 2015. É bom lembrar que ela já tinha concorrido também por Caruaru ao titulo da mais bela pernambucana em 2016, ficando no quinto lugar. As faixas pretas das misses pareciam as aquelas de coroas de flores de enterro.

O decorador Fred Castro (Foto: Fernando Machado)

Rafaela Lopes Miss Serra Talhada (Foto: Fernando Machado)

Na abertura as 21 jovens entraram de traje de gala, ao som da musica Mechanolith. A coreografia sempre fica a desejar. Falta sincronia e equilíbrio no palco. Depois tivemos um show das candidatas usando maiôs à body, tendo como trilha sonora a musica Stitches. Fiquei confuso pensei que fosse chacretes, depois pensei nas dançarinas de cabaré. As meninas precisavam mais treinos. Excelente a apresentação da cantora Gerlane Lops.

Gerlane Lopes arrasou no IMIP (Foto: Fernando Machado)

Carla Araujo, lembra Marina Montini, Miss Riberão (Foto: Fernando Machado)

Na sequência foi anunciado o Top 12: Andreza Lima (Petrolandia), Layssa Sousa (Santa Cruz do Capibaribe), Ariely Luna (Recife), Rafaela Lopes (Serra Talhada), Alessandra Costa (Belo Jardim), Taline Leonel (Paranatama), Eslovenia Marques (Caruaru), Deborah Castro (Santa Cruz da Baixa Verde), Paloma Oliveira (Fernando de Noronha), Ianca Shiosser (Olinda), Julia Molinari (Porto de Galinhas) e Brenda Victoria da Silva (Nazaré da Mata). Num dos intervalos Gerlane Lops arrasou cantando O Samba Chegou de Gerlane Lops e Jades Sales e Obá, Obá de Jana Figarella.

Jefferson Ferreira de Brejo da Madre Deus, Fernando Lima de Toritama e William Diniz de Altinho (Foto: Fernando Machado)

Roberto Macedo, Martha Vasconcellos e Muciolo Ferreira (Foto: Fernando Machado)

Depois veio o Top 8: Taline Leonel, Eslovenia Marques, Ianca Shiosser, Rafaela Lopes, Rafaela Lopes, Deborah Castro, Brenda Victoria da Silva e Layssa Sousa. Depois de muita lenga-lenga abrem-se as cortinas e surgem o Top 4 (um samba do crioulo doido) mas estamos na época do empoderamento e do errado ser correto. As quatro foram Ariely Luna, Eslovenia Marques, Layssa Sousa e Brenda Victoria da Silva.

Julia Katia Lopes disputou o Miss Pernambuco de 1976 e Gregos Olimpio (Foto: Fernando Machado)

Viviani Sorato diretora da Amazing Model Management (Foto: Fernando Machado)

Depois os apresentadores começou a chamar o 4º lugar às torcidas gritavam Caruaru, não foi ela e sim Santa Cruz do Capibaribe; e o o 3º lugar é, novamente os gritos Caruaru, e foi Nazaré da Mata. E restaram as misses do Recife e de Caruaru. Existe cena mais kitsch, que duas mulheres de mãos dadas, olhando uma para outra? E finalmente depois de tanta frescura dos apresentadores confirmaram que Eslovenia Marques tinha vencido o concurso.

João Ricardo Camilo Dias e o diretor da CNB Humberto Fontes (Foto: Fernando Machado)

As 21 candidatas no palco do IMIP (Foto: Fernando Machado)

As melhores misses que chamaram atenção foram as candidatas do Recife, Serra Talhada, Nazaré da Mata, Santa Cruz do Capibaribe, e Ribeirão que lembrava Marina Montini. O cenário estava bonito e foi grifado por Fred Castro. Já ia me esquecendo, como os concursos da época de ouro, a comissão julgadora teve um presidente, ou melhor uma presidente Martha Vasconcelos – Miss Universo de 1968.

Miss Recife, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Nazaré da Mata (Foto: Fernando Machado)