Fernando Machado

Blog

Tag data

Banzai, Imperador Naruhito!

Eduardo Menezes com os cônsules Gabor de Zagon, Jiro Maruhashi e John Barrett (Foto: Fernando Machado)

O Salão Cícero Dias, do Mar Hotel, em Boa Viagem, quinta-feira, virou um pedacinho do Japão, por conta da comemoração da Data Nacional do Japão, dia do aniversário do Imperador Naruhito, todavia foi antecipada porque ele nasceu no dia 23 de fevereiro que coincidirá com o Carnaval. Conforme esta coluna informou a Data Nacional do Japão é festejada no mês de aniversário do Imperador. Como o então Imperador Akhito nasceu em 23 de dezembro, as comemorações aconteciam no último mês do ano.

O desembargador Fernando Cerqueira e sua Zulene Norberto (Foto: Fernando Machado)

Os generais Geraldo Gomes de Mattos, Carlos Pontual de Lemos e Marco Antonio Gomes (Foto: Fernando Machado)

A impecável recepção foi comandada pelo cônsul geral Jiro Maruhashi, que é um verdadeiro gentleman. A decoração remetia a ikebana, uma arte japonesa que trabalha os arranjos florais, em síntese é a vivificação floral. Coube a secretária do consulado Emi Sukarara ser a Mestre de Cerimônia da festa. Primeiro tivemos a execução dos hinos do Brasil, do Japão. Depois tivemos a fala do diplomata Jiro Maruhashi.

João Alberto e Sheila Wanderley com Jô Mazzarolo (Foto: Fernando Machado)

Os generais Pedro Paulo Braga e Alexandre Cantanhede com o brigadeiro César Faria Guimarães (Foto: Fernando Machado)

Na sequencia foi exibido um documentário da entronização do Imperador Naruhito, desde o Palácio Imperial até seu cortejos pelas ruas de Tóquio. O presidente Jair Bolsonaro prestigiou a solenidade no Japão. Depois tivemos um kampai, brinde com saquê, compartilhado pelos 300 convidados. Jiro Mauhashi chamou até o tablado montado, intercalado pelas bandeiras do Brasil e do Japão, o secretário de Cultura do Estado, Gilberto Freyre Neto, para sua saudação.

Lúcia e Gabriel Bacelar (Foto: Fernando Machado)

Ricardo Pessoa de Queiroz e Bruna (Foto: Fernando Machado)

Depois da parte oficial foi servido o jantar, cujo cardápio foi grifado pelo Chef Maruyama, que em português quer dizer Macarrão. Os convidados puderam degustar um mix de comidas brasileiras com sabor nipônico, salada de cará São Tomé e cogumelo, gelatina Ágar de Limão e shoyu, salada de tomate picante, arroz no estilo Oyako, carne bovina assada com missô, acelga e alho poró, camarão empanado, patola de caranguejo, nabo com alga marinha, frango assado, salada de peixe, nirá com ovo.

O cônsul geral Jiro Maruhashi com o brigadeiro Cesar Faria Guimarães e Taciana Moury (Foto: Fernando Machado)

Márcia Hirata e seu filho Douglas (Foto: Fernando Machado)

Não se esquecer da mesa de sushi e sashimi que os convidados partiram para cima e não sobrou nada. A ilha de sobremesa, também não deu para quem quis. Foi uma noitada elegante. E assim se passou a noite, com os olhos se enchendo de bom gosto, os ouvidos atentos ao bom papo e a boca se fartando de gosto bom. Parabéns, para o cônsul geral do Japão

 

Parabéns

Hoje, 06, Dia de São Nicolau, e a data nacional da Finlândia, aniversariam os executivos Alberto Nader e Andrea Pinteiro, o artista plástico Eudes Mota,

O jornalista José Almir Borges (Foto: Fernando Machado)03

Parabéns, Republica Popular da China!

Shang Siynan e Yan Yuqink (Foto: Fernando Machado)

O Consulado Geral da China no Recife, leia-se a cônsul geral Yan Yuqing, comemorou ontem à noite, no Sheraton Reserva do Paiva, os 70 anos de fundação do seu país. Tudo aconteceu no Salão Luiz Felipe Brennand, que estava com uma decoração vistosa remetendo aos símbolos da China, grifada por Anderson Barbosa, onde o vermelho imperou, assim como os balões também vermelhos.

O brigadeiro César Farias Guimarães e Taciana Moury (Foto: Fernando Machado)

O general Pedro Paulo Braga e Tânia (Foto: Fernando Machado)

Nara e o desembargador Cândido José da Fonte Saraiva de Moraes (Foto: Fernando Machado)

Yan Yuqing, em grande noite num qipao, traje tradicional do seu país, recebia os convidados, ao lado do cônsul-geral Adjunto, Shang Siynan. Tivemos a execução dos hinos do Brasil e da China pela Orquestra Criança Cidadã. Coube a Luiza Gross comandar o cerimonial com direito a fala da diplomata Yan Yuqinga, por sinal muito bonita. Após sua fala a Orquestra Criança Cidadã e o Maestro Spok tocaram alguns frevos. E um grupo de passistas dançou o frevo rasgado.

O cônsul da Itália Gabor de Zagon com a tia Emma Ercoli e Elda Torres (Foto: Fernando Machado)

A cônsul geral da Alemanha Maria Konning de Siqueira Regueira e o cônsul geral dos Estados Unidos John Barrett (Foto: Fernando Machado)

O coronel Marcelo Succo e Carin (Foto: Fernando Machado)

Uma pena que o hino do nosso carnaval, Vassourinhas de Mathias da Rocha, foi deletado do programa. Somente no Recife acontecem essas coisas. Depois foi servido um jantar grifado pelos chefs Wen Gongshi com cardápio chinês e Fernando Fonseca com o cardápio brasileiro. Entre os itens destacamos rolinhos primavera, frango xadrez, legumes no vapor, camarão empanado, arroz frito de yangzhou. Como sobremesas tortas (banana e chocolate), jorgelin sorridente e bolo de lua.

Rafaela Ota e Leonardo Cerquinho (Foto: Fernando Machado)

Parabéns, Estados Unidos!

A data nacional dos Estados Unidos foi comemorada no Terraço do Shopping Tacaruna, sem dúvida uma novidade. Caso não esteja enganado foi à recepção mais concorrida dos últimos anos, acho que em torno de 350 pessoas. Com o tema Uma Viagem pelo Oeste dos Estados Unidos, no palco um telão enorme exibia paisagens da Califórnia, do Havaí, de Oregon, de Nevada, de Washington e do Arizona. Quando vi a Golden Gate Bridge, suspensa e no estilo art déco, que liga San Francisco a Sausalito, me bateu uma saudade. E voltei ao ano de 1970.

John Barret, Gilberto Freyre Neto e William Popp (Foto: Fernando Machado)

Mike Conklin, Sheila Wanderley, João Alberto e Antonio de Pádua Cavalcanti (Foto: Fernando Machado)

A musica que George C. Cory Jr., Douglas Cross, compuseram em 1962, é linda demais: “De certa forma, os encantos de Paris / Parecem tristemente divertidos / A glória de Roma / Já está ultrapassada / Fiquei terrivelmente só e esquecido em Manhattan / Estou indo para casa, para minha cidade à beira da baia. / Meu coração ficou em São Francisco / Que chama por mim do alto de uma colina / Onde os bondinhos / Sobem até a metade do caminho para as estrelas / A névoa da manhã pode ser fria / Mas eu não ligo! / Meu amor me espera em São Francisco / Acima do mar azul e de sua brisa  / Quando eu chegar, São Francisco / Seu sol dourado brilhará pra mim”.

Ana Laura e Guido Stütz (Foto: Fernando Machado)

Álvaro Dantas e Karla (Foto: Fernando Machado)

Recebendo os convidados estavam dois gentlemen John Barrett, Cônsul Geral dos Estados Unidos no Nordeste e o Encarregado de Negócios da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília, William Popp, que está como Embaixador interino. Neste duelo de simplicidade, educação e fidalguia não houve vencedor. A recepção era para comemorar os 243 anos da Independência dos Estados Unidos da América do Norte e estava previsto para acontecer entre 16h30 e 19h30. Todavia passou chegou às 20h30.

O coronel André Ribeiro do CMNE e chefe da Casa Militar do Ceará, Andrade Mendonça (Foto: Fernando Machado)

Eduardo Jatobá e Stuart Beechler (Foto: Fernando Machado)

A hostess Joanna Ferreira, assessora de imprensa do consulado, subiu ao palco para a apresentação dos Hinos do Brasil e dos Estados Unidos, ambos interpretados por Allana Barkokebas e Layssa Araujo (estudantes da rede publica que participaram do programa Ganhe o Mundo). Depois tivemos as falas do diplomata norte-americano, que fez um discurso belíssimo. Fez uma comparação entre o oeste norte-americano e o nordeste brasileiro.   Depois foi a vez do secretario de Cultura, Gilberto Freyre Neto, foi curto e muito mais precioso.

Andy Sellhorn, Walter Benjamim de Medeiros e Mike Conklin (Foto: Fernando Machado)

Mercia e Helcio Villar com Eliane Luna (Foto: Fernando Machado)

E finalmente foi a vez do embaixador em exercício, William Popp. Lembrou que na semana passada tinha participado de 9 comemorações do Independence Day, mas a do Recife tinha um significado especial. Foi na terra do frevo do maracatu surgiu o primeiro consulado dos Estados Unidos na America Latina. Gostei muito também do speech do Mister Popp. O diplomata fala um português excelente.

Hegla e Rubem Prado (Foto: Fernando Machado)

Joanna Ferreira e Daniel Stewart (Foto: Fernando Machado)

Encerrada essa parte protocolar a Back on the Road, subiu ao palco e arrasou seu setlist. Não podemos esquecer o cardápio servido. A chef Danielle Johney serviu avocado toast, mini hambúrgueres com molho chiplote; tacos de frango, carne e peixe; espetos de camarão e abacaxi e croquetes de salmão. A Faculdade de Boa Viagem (Wyden University) serviu mini-donuts e sanduiches de sarne suína, preparados pelos alunos de gastronomia, que tem como professora Isabela Jarock.

Patricia Menge e Fabíola Rios (Foto: Fernando Machado)

Shao Weitong e Shang Siyuan (Foto: Fernando Machado)

A Subway apresentou sanduiches e cookies e o Sheraton Reserva do Paiva, cujo gerente geral é o competente Guido Stütz, serviu tortas de maçã, que estavam de a gente comer rezando para São Pedro, preparadas pelo chef Fernando Fonseca. É bom lembrar que os vinhos e as cervejas artesanais vieram da Califórnia. O uísque foi Jack Daniels. E com tristeza informo que essa foi à penúltima recepção tendo John Barrett como cônsul geral dos Estados Unidos.