Fernando Machado

Blog

Tag cordão

Flashes

Os 100 anos do Cordão da Bola Preta não teve aquela repercussão na mídia. Os cariocas preferiram o funk do bloco da Favorita.

A advogada Maria Elisa Schuller está curtindo o Carnaval por algumas ilhas do Caribe, a bordo do transatlântico Norwegian Escape.

A médica e turismólica Ingrid Luck que reside em Lisboa foi passar o Carnaval em Barcelona, na Espanha.

O secretário Giovani Oliveira e Fátima estão em estado de graça, pois nasceu hoje, a segunda neta Maisa.

Áurea Regina e Claudemir Gomes fugindo do frevo (Foto: Face)

O jornalista Claudemir Gomes e Aurea Regina passando o Carnaval, no Rio Grande do Norte, para ser mais preciso em Natal.

Não sei que graça tem passar um carnaval curtindo jazz. Bem tem gosto para tudo neste mundo.

O hino do nosso carnaval Vassourinhas segundo o ECAD está na lista das 10 mais tocadas no Brasil. Aqui pouco se houve.

A cantora Letícia Bastos e o namorado Artur Berenstein estão passando o carnaval a bordo do Costa Cruzeiro pela Itália e Espanha.

Evoé, Evoé, Evoé!

Hoje amanheci coma uma saudade arretada do Rio de Janeiro. Não vou poder curtir os 100 anos do Cordão do Bola Preta. Uma multidão incalculável deverá estar na frente e atrás dos seus carros. Ano passado cantei lá e hoje no Recife: “cidade maravilhosa, cheia de encantos mil. Cidade maravilhosa, coração do Meu Brasil”.

A irreverencia carioca no Cordão do Bola Preta ano passado (Foto: Fernando Machado)

Capiba, Carmen Towar, Geny Lyra e Zezita Barbosa no Municipal de Jaboatão (Foto: Divulgação)

Em 1995, o prefeito Humberto Barradas, realizava em Piedade, o I Baile Municipal de Jaboatão dos Guararapes. Carmen Towar venceu o concurso de vestido mais bonito da noite em homenagem a Iemanjá criada pelo figurinista Ricardo de Castro.

Flashes

O Cordão do Boi Tatatá homenageou o compositor Capiba, no seu carnaval, na Praça 15, no Rio de Janeiro. Já no Recife….

O carnavalesco Paulo Barbosa trocou a Portela, campeã do Carnaval Carioca, pela Vila Isabel. Para seu lugar voltou Rosa Magalhães.

Faleceu ontem, aos 61 anos, Maria Silvia Laurindo, ministra chefe do Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores no NE.

Tenho ouvido muitos elogios para RL Clipping, leia-se a jornalista Rosália Lima. Trabalhei com ela no Jornal do Commercio.

Amanhã, às 17h, o Clube das Pás recebe shows de Cleyton Costa com a Orquestra Montreal. Antes toca a Orquestra das Pás.

Magaly e Moisés Wolfenson passaram o Carnaval na sua bonita casa de veraneio em Toquinho.

O Cordão do Bola Preta

Caveirinha está do lado direito da porta estandarte (Foto: Portal do Cordão)

Este ano realizei um dos grandes sonhos o de assistir a saída do Cordão do Bola Preta. Lembra muito o desfile do Galo do Madrugada, com uma vantagem não tem trio elétrico, são carros de som, e nada de musica baiana. Uma multidão incalculável fazia peregrinação na frente e atrás dos quatro carros. Nessa manifestação saiam Virginia Lane, Elisete Cardoso, Emilinha Borba, Marlene, Dalva de Oliveira, Noel Rosa, Pixinguinha, Blecaute, para citar apenas estes nomes.

 Esse quarteto causou na Avenida Rio Branco (Foto: Fernando Machado)

Sai de lá empolgado com o entusiasmo e um publico menos feio do que o do Galo da Madrugada. Não esquecer que os travestis também marcam presença no Cordão do Bola Preta. Muitas alas, principalmente jovens, fantasiados fazem a beleza do bloco. Nossos olhos ficam enlouquecidos com os deuses e as deusas do ébano, se rebolando e dando pinta. Muitos foliões, principalmente os travecos trocam o estribilho do hino quem não chora não mama / Segura meu bem a chupeta (genitália). Ninguém pode com eles ou seriam elas?

Essa Nega Maluca fez o maior sucesso no Bola Preta (Foto: Fernando Machado)

O Cordão da Bola Preta foi fundado em 13 de dezembro de 1918, na Rua da Gloria, 88, no Rio de Janeiro, por Álvaro Gomes de Oliveira (Caverinha) e Francisco Carlos Bricio, Francisco Brício Filho (Chico Brício), Eugênio Ferreira, João Torres e os três irmãos Jair e Joel Oliveira Roxo e Arquimedes Guimarães. O nome surgiu porque Caverinha ao ver uma mulher linda de preto denominou o bloco com esse nome.

Este deus de ébano foi muito assediado pela turma alegre pois queriam sua proteção (Foto: Fernando Machado)

O atual presidente é Pedro Ernesto Marinho e sua sede fica na Lapa. A atual madrinha é a cantora Maria Rita e a porta-estandarte Leandra Leal. A madrinha é Ludmila. O Bola Preta desfila no sábado de carnaval e disputa com o nosso Galo da Madrugada o título de maior o maior bloco de carnaval do mundo. Marchinha do Bola Preta composta por Nelson Barbosa e Vicente Paiva foi gravada pela cantora Carmen Costa.

Os palhaços arrebentaram no Cordão do Bola Preta (Foto: Fernando Machado)

E ele sai da Avenida Rio Branco e cantando “Quem não chora não mama / Segura meu bem a chupeta / Lugar quente é na cama / Ou então no Bola Preta / Vem pro Bola meu bem / Com alegria infernal / Todos são de coração / Todos são de coração / Foliões do carnaval (Sensacional!)”. E encerra cantando a famosa musica Cidade Maravilhosa: “Cidade maravilhosa / Cheia de encantos mil / Cidade maravilhosa / Coração do meu Brasil / Berço do samba e de lindas canções / Que vivem n’alma da gente / És o altar dos nossos corações / Que cantam alegremente”. É lindo demais. No próximo ano quero fazer parte dos festejos os seus 100 anos.

A passagem dos carros com as atrações (Foto: Fernando Machado)

 

  • 1 2