Fernando Machado

Blog

Tag compositor

Noticias do Rio Grande do Norte

A Grande Missa Nordestina do maestro e compositor pernambucano Clovis Pereira foi apresentada ontem, na Matrizs de Nossa Senhora, às 19h30, em Natal comemorando os 60 anos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, leia-se a reitora Ângela Maria de Paiva Cruz. A magnífica peça foi tocada pela Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, sob a regência do maestro André Muniz, acompanhada pelo Madrigal da UFRN, regido pelo professor Erickinson Bezerra. Os solistas foram Virginia Cavalcanti e Fellipe Oliveira.

Os atletas do Rio Grande do Norte fizeram bonito na XI Paralimpíadas Escolares 2017, realizadas de 21 a 24 de novembro, em São Paulo. A delegação potiguar se despediu da competição com 36 medalhas (9 de ouro, 15 de prata e 12 de bronze), e ficou classificada em 12ª lugar, com 102 pontos, entre 27 estados participantes. O coordenador do paradesporto da Secretaria do Esporte e do Lazer do Rio Grande do Norte, Tibério Maribondo, estava muito contente com a excelente campanha.

Notícias da Paraíba

A edição de novembro do projeto Music From Paraíba traz a cantora e compositora Katarina Nepomuk e o multi-instrumentista e compositor Kariri. As apresentações acontecem no próximo domingo a partir das 20h, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, na Fundação Espaço Cultural da Paraíba, em João Pessoa. A entrada é gratuita. O projeto é uma realização da Funesc. Os shows são realizados uma vez por mês e, além de João Pessoa, ocorrem em municípios do interior da Paraíba.

O multi-instrumentista Kariri (Foto: Divulgação)

A cantora Katarina Nepomuk (Foto: Divulgação)

A Faculdade UniNassau em Campina Grande, abriu inscrições para o processo seletivo destinado ao preenchimento de 10 vagas para coordenadores dos cursos: Administração; Ciências Contábeis; Gastronomia; Jornalismo; Arquitetura e Urbanismo; Engenharia Civil; Engenharia Mecânica; Engenharia Elétrica; Estética e Cosméticos e Design de Interiores. Informações no renata.fernandes@mauriciodenassau.edu.br com cópia para engcivil.cg@mauriciodenassau.edu.br.

Anotações do Cotidiano

O musical Todas as Vidas do Mundo, escrito e dirigido pelo cantor e compositor PC Silva, estréia amanhã, às 20h, no Teatro Joaquim Cardoso, na Madalena. Com apoio cultural da Orange Eye Wear. No elenco Tatto Medinni, Isabela Moraes, Thiago Martins, Marcello Rangel e PV Silva.

Thiago Martins e Tatto Medinni e todas as vidas (Foto: Alessandro Sacheti)

Hoje, às 19h, na Faculdade Imaculada Conceição, em Apipucos, durante o II Rede Bioética Brasil, organizado pelo Instituto Pernambucano de Bioética e Biodireito, será lançado o livro: Bioética: Um olhar bioético de quem cuida de final da vida, do  presidente do Instituto, Josimário Silva.

Geraldo Maia & Capiba

Zezita e Geraldo Maia (Foto: Fernando Machado)

Capiba foi o tema do espetáculo Noites Sem Fim apresentado, quinta-feira, à noite, no Teatro Arraial Ariano Sussuna, na Rua da Aurora. O cenário do teatrinho, pois cabe somente cerca de 100 pessoas, estava simples, mas lotado de reminiscências do grande compositor pernambucano. Tínhamos fotos dele, e até um chapéu que ele usou no desfile do Galo da Madrugada. Apenas faltou uma bandeira do Santa Cruz, time que Capiba idolatrava.

José Paulo Cavalcanti Filho à côté Maria Lecticia (Foto: Fernando Machado)

No dia 31 de dezembro vai completar 20 anos de sua morte, Geraldo que é muito amigo da viúva de Capiba, Zezita Barbosa, prestou esta justa homenagem. Além de Geraldo também cantaram Gonzaga Leal, Rogeria Dera e Ester Marques. Acompanharam o show Beto do Bandolim, Alberto Guimarães (violão 7 cordas) e George Rocha (percussão). No catalogo reza três depoimentos: a viúva do homenageado Zezita, Italo Rocha e Geraldo Maia.

Aurea Martins, Gonzaga Leal e Rogéria Dera (Foto: Fernando Machado)

“É com alegria e admiração de mãe para filho que participo dessa homenagem ao nosso sempre lembrado Capiba. Geraldo, uma pessoa ímpar, dono de uma voz harmoniosa, não hesitou neste projeto” escreveu Zezita Barbosa. “Preservar a obra de Capiba é cuidar da memória cultural de Pernambuco e legar para gerações futuras a riqueza musical de Mestre Lourenço da Fonseca Barbosa”, confessou o jornalista Italo Rocha.

Lúcia Dias, Anísia Costa Ester Marques e Lucia Maia (Foto: Fernando Machado)

“Estou muito feliz com a realização desse trabalho. Estou muito feliz com a realização desse trabalho. De Capiba. Sem a menor sombra de dúvida, um dos grandes nomes da música brasileira de todos os tempos. Tenho uma predileção especial, não pelo Capiba dos belos e alegrissio frevos, mas pelo compósito das letras dolentes, às vezes desesperançadas e que, em alguns casos, ecoam o barroco. Salve Capiba!”, exaltou o cantor Geraldo Maia.

Nilo Otaviano e o Maestro Ademir Araújo (Foto: Fernando Machado)

O espetáculo começa com Beto do Bandolim, Alberto Guimarães e George Rocha tocando Amigo é casa. Esse trio é fenomenal. Então surge Geraldo Maia, elegantíssimo, cantando Recife Cidade Lendária. Apesar de visivelmente emocionado Geraldo esteve soberbo. Cantou Poema Olinda de Carlos Pena Filho e Olinda Cidade Eterna. Às vezes Geraldo no palco lembrava Ney Matogrosso.  Sua voz é maravilhosa principalmente quando interpretou Serenata Suburbana, Maria Betania, Lá na Serra, Casinha Pequenina e A mesma rosa amarela (Capiba e Carlos Pena Filho).

Rodolfo Aureliano, Márcia Pequeno e Tiago Amorim (Foto: Fernando Machado)

Geraldo ainda incluiu a Valsa Verde (Capiba e Ferreira dos Santos) e Cais do Porto. A cantora caruaruense Rogéria Dera interpretou Começo de Vida, Gonzaga Leal Tu me deste o teu cuidado (Capiba e Manuel Bandeira) e a Ester Marques cantou Carro de Boi. E depois de ter incendiado a platéia com estes hits, Geraldo Maia atacou de frevo. Madeira que Cupim não rói, É de amargar, Linda Flor da Madrugada e encerrou com De Chapéu de Sol Aberto. Este show precisa ser repetido. Em tempo a cantora carioca Aurea Martins subiu ao palco e cantou a música Molambo de Meira (Jayme Florence).

Zezita Barbosa e o Maestro Ademir Araújo (Foto: Fernando Machado)