Fernando Machado

Blog

Tag comissão

Teresinha Morango: Miss Brasil de 1957

Na foto oficial temos 16 misses no prédio da Revista Manchete (Foto: Manchete)

Hoje, faz 60 anos, que acontecia no Hotel Quitandinha, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, a eleição de Miss Brasil 1957. Era a quarta edição do concurso e a vencedora foi Terezinha Gonçalves Morango, Miss Amazonas, que foi coroada pela Miss Brasil de 1956, Maria José Cardoso, do Rio Grande Sul. A vencedora representou o Brasil no Miss Universo de 1957, onde ficou em segundo lugar. Terezinha tinha 1m67 de altura, busto 90cm, cintura 63cm, quadris 93cm, coxa 56cm, tornozelo 21cm, 59kg de peso.

Teresinha Morango de traje de noite e banho, e Maria Dorothea Antunes de maiô (Fotos: O Cruzeiro)

O palco do Quitandinha com as misses de traje de noite (Foto: O Cruzeiro)

Comissão julgadora foi formada por Clóvis Salgado (Ministro da Educação), Herbert Moses (presidente da ABI), Accioly Neto (teatrólogo), pelas senhoras Maria Helena Raja Gabaglia e Mena Fiala, Francisco Olympio de Oliveira (diretor do laboratório Leite de Rosas), Carlos Machado (empresário da noite), Alfred Bluhm (representantes dos maiôs Catalina), Harry Stone (embaixador  de Hollywood o Brasil), Jacinto de Thormes (cronista social) e Reinaldo Reis (chefe de gabinete do prefeito  do DF).

Misses Goiás, São Paulo e Santa Catarina (Fotos: O Cruzeiro)

Misses Pará, Maranhão e Piauí (Fotos: O Cruzeiro)

Participaram do festival de beleza 20 candidatas: Rosa Lucia Pacheco (Alagoas), Teresinha Gonçalves Morango (Amazonas), Sonia Rocha (Bahia), Lia Guimarães de Castro (Ceará), Eloisa Oliveira de Menezes (Distrito Federal), Lygia Maria Bonfim (Espírito Santo), Cylis Pires Rocha (Estado do Rio), Marta Leão Pincowska (Goiás), Malvina Maria Martins de Melo e Alvim (Maranhão), Maria Dorothea Antunes Neto (Minas Gerais), Tereza Catarina Morais e Castro (Pará).

Misses Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco (Fotos: O Cruzeiro)

Misses Alagoas, Sergipe e Bahia (Fotos: O Cruzeiro)

Ainda Maria Zélia de Almeida Cardoso (Paraíba), Karin Japp (Paraná), Zayra Moreira Pimentel (Pernambuco), Chloris Maria Guimarães Fontenelle (Piauí), Maria do Socorro Gurgel (Rio Grande do Norte), Sandra Hervê (Rio Grande do Sul), Terezinha Dutra (Santa Catarina), Lucia de Carvalho (São Paulo), e Maria Helena Morais e Silva (Sergipe).

Misses Espírito Santo, Estado do Rio e Distrito Federal (Fotos: O Cruzeiro)

Misses Rio Grande Sul, Ceará e Paraná (Fotos: O Cruzeiro)

Após desfilarem em traje de noite e em traje de banho, o júri definiu o Top 5: Terezinha Gonçalves Morango (AM), Maria Dorothea Antunes Neto (MG), Karin Japp (PR), Lia Pires de Castro (CE) e Sandra Hervê (RS). E finalmente foi anunciado que o 5º lugar foi para Karin Japp (PR), o 4º para Lia Pires de Castro (CE), o 3º para Sandra Hervê (RS), o 2º para Maria Dorothea Antunes Neto (MG) e a nova Miss Brasil, era Terezinha Gonçalves Morango (AM).

Os perfis de Teresinha Morango e Maria José Cardoso, Miss Brasil de 1956 (Fotos: O Cruzeiro)

Também receberam votos da comissão julgadora as misses do Tereza Morais e Castro (PA), Terezinha Dutra (SC), Marta Pincowsky (GO), Chloris Fontenelle (PI), Lygia Bonfim (ES), Eloisa de Oliveira Menezes (DF), Cylis Pires Rocha (Estado do Rio), Sonia Rocha (BA) e Zayra Pimentel (PE). Em tempo: Foi a última vez que o Miss Brasil aconteceu no Hotel Quitandinha.

Anotações do Cotidiano

Comissão Fulbright e CAPES selecionam 40 projetos de Instituições de Ensino Superior do Brasil para inserção de três assistentes de ensino de língua inglesa nas instituições aprovadas. São 120 norte-americanos nativos, recém-graduados, com experiência em ambiente educacional e em ensino em sala de aula. O prazo para o envio dos projetos termina em 31 de julho de 2017.

Beto Hortis, Tico e Josy Caxiado no São João Sinfônico (Fotos: Divulgação)

Hoje, às 21h, no Teatro de Santa Isabel, teremos o São João Sinfônico, com a Orquestra de Câmara de Pernambuco, sob a regência do maestro José Renato Accioly. O solista será Berto Hortis. Também subirão ao palco do teatro o Quinteto Violado, SaGrama, Silverio Pessoa, Josy e Tico Caxiado.

Zilene Sá Torres: Miss Pernambuco de 1977

Arcoverde, Barreiros, Brejo da Madre Deus e Buique (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Há 40 anos, com 20 mil pessoas no Geraldão, acontecia o concurso de Miss Pernambuco de 1977. Participaram deste festival de beleza 25 jovens. Os apresentadores foram Albuquerque Pereira e Carman Towar. E parte musical ficou por conta dos shows dos cantores Jorge Ben, Ronnie Von e Simone. Tempos bons aqueles.

Caruaru, Catende, Clube Portugues e Colégio Betel

A comissão julgadora foi formada pelo sociólogo Gilberto Freyre (Presidente), pela primeira dama do Recife Geralda Farias, a consulesa norte-americana Lucia Hoffenberg, a esposa do comandante da PMPE Terezinha Torres, a senhora Joseane Nunes Pereira, Pinto Lapa, os jornalistas Alex, João Alberto e o personal trainer Otavio Catanho.

Condor, Custódia, Escada e Flamengo

A vencedora foi Zilene Sá Torres, de Goiana. Em segundo ficou Monica Araújo, de Santa Cruz do Capibaribe, em terceiro Maria de Fátima Coutinho de Caruaru, em quarto Marcia Neves do Sesi e em quinto Rosangela Moura de Custodia. Tivemos o desfile das candidatas de vestidos e de maiô Catalina.

 

Garanhuns, Goiana, Gravatá e Jaboatão dos Guararapes

Desfilaram na passarela do Geraldão as jovens Ana de Pina (Escada), Cleia Alves (Paudalho), Dayse Moraes (Garanhuns), Eliane Modesto (Buique), Emilia Albuquerque (Colégio Betel), Isis Oliveira (Gravatá), Izarely Vasconcelos (Tecanor).

Paudalho, Previdenciários, Ribeirão e Santa Cruz do Capibaribe

Também Lucia Monteiro (Condor de Nazaré), Márcia Neves (Sesi), Maria de Fátima Coutinho (Caruaru), Maria Luiza Souza (Previdenciários), Maria José Wanderley (Vitória), Maria José Ferreira (São Lourenço), Maria de Fátima Carvalho (Catende).

São Lourenço da Mata, Serra Talhada, Sesi, Tecanor e Vitória de Santo Antão

Ainda Maria Gorete Mendonça (Brejo da Madre Deus), Marluce Lins (Arcoverde), Marta Cavalcanti (Serra Talhada), Mirna Araujo (Português), Nilda Pereira (Jaboatão), Norma Galvão (Barreiros), Mônica Araujo (Santa Cruz do Capibaribe), Rosangela Moura (Ribeirão), Vera Lucia Rocha (Flamengo de Arcoverde) e Zilene Sá Torres (Goiana).

Monica Araújo, Zilene Sá Torres e Fátima Coutinho

Miss Pernambuco de 1961: Maria Lucia Santa Cruz

Maria Lucia em traje de maiô e traje de gala (Foto: Diário de Pernambuco)

Há 56 anos, Miss Clube Internacional do Recife, Maria Lúcia Santa Cruz, do alto dos seus 1m70 de altura, 98cm de busto e quadris, 58cm de coxa e cintura, era eleita nos salões do seu Clube, Miss Pernambuco de 1961. Um concurso que teve o menor número de candidatas, assim uma comissão julgadora formada por apenas cinco membros. O festival da beleza feminina pernambucana foi apresentado pela atriz Heloisa Helena (1917/1999).

Carmen Aurélia Rodrigues, Guaracy Gouveia, Gicelda Nascimento e Maria Lúcia Santa Cruz (Foto: Diário de Pernambuco)

E a comissão julgadora presidida pelo jornalista Almeida Castro foi composta pelo médico Álvaro Ferraz, pelo advogado Joel Pereira, pelas socialites Lais Cabral da Costa e Hughete Leimig. Participaram do concurso apenas quatro candidatas: Guaracy Gouveia (Clube Português), Carmen Aurélia Rodrigues (Clube Náutico), Maria Lúcia Santa Cruz (Clube Internacional) e Gicelda Nascimento (Clube Líbano Brasileiro).

Maria Edilene Torreão passando a faixa para Maria Lucia (Foto: DP)

Em quarto lugar ficou Gicelda Nascimento, em terceiro Guaracy Gouveia, em segundo Carmen Rodrigues e a vencedora foi Maria Lúcia Santa Cruz que usou um modelo deslumbrante desenhado por Victor Moreira e costurado por Inês Peixe. Informação importante: Carmen Rodrigues representou o Rio Grande do Norte no Miss Brasil, porque a eleita Ronnie Pacheco, renunciou para casar com Carlos Regnier.

Maria Lucia, Carmen, Maria Lucia, Gicelda e Guaracy, ainda Maria Lucia (Fotos: DP/FM)