Fernando Machado

Blog

Tag clube

Flashes

A notável medica Katia Petribu seguindo domingo até Portugal. Kátia somente estará de volta ao Recife no dia 15 de maio.

No próximo dia 29, às 9h, no 31º Salão do Livro e da Imprensa de Genebra, Melchiades Montenegro será lançando o seu livro Faz de Conto II.

De hoje até domingo no Caruaru Shopping promove a Feira de Festas Infantis, com muitas atrações, nos informa a promoter Cleide Santos.

Os cantores André Nunes e Didi da Paixão sobem ao palco do Clube das Pás, hoje, às 17h. A Orquestra das Pás abre a casa.

Thales Castro falou em Guadalajara, no México, sobre política latino-americana em tempos de pós-verdade e a economia social de mercado.

Obrigado aos leitores e os amigos que se solidarizaram sobre a discriminação que sofremos no Passarela RioMar.

O Renascença se exila das passarelas

A era de ouro do Clube Renascença nos concursos de miss termina em 1970, com Sônia Silva disputando com 27 outras candidatas a faixa de Miss Guanabara ficando em 3º lugar. Curiosamente nas duas ocasiões em que as mulatas do Rena conseguiram essa mesma colocação suas algozes foram coroadas Miss Brasil. Foi assim com Elizabeth Santos em 1966, que perdeu para Ana Cristina Ridzi e Sônia Silva que ficou atrás de Eliane Fialho Thompson. Outra coincidência: ambas eram louras.

A quarta da direita para esquerda Dirce Machado, Miss Renascença de 1960 (Foto: O Cruzeiro)

Polêmicas à parte, de concreto mesmo só o fato do Renascença se exilar das passarelas em definitivo e o Miss Guanabara perder o charme por não contar mais com a presença da torcida mais animada, calorosa e  barulhenta do Maracanãzinho. De 1960 quando elegeu sua primeira miss até 1970, a agremiação só não enviou candidatas em 1965 e 1969.

Iara Santos, Miss Renascença de 1961, é a quinta da direita para a esquerda (Foto: O Cruzeiro)

No primeiro caso a ausência teve como justificativa o sucesso internacional de Vera Lúcia Couto no Miss Beleza Internacional de 1964 motivando o início imediato das obras de reformas da sede, porque a agremiação tinha conquistado status atraindo ao quadro de associados uma parcela da então emergente classe média formada por profissionais liberais, construtores, intelectuais e artistas negros. Em 1969 alegação é que não tinham encontrado uma jovem em condições de repetir o sucesso das misses anteriores.

Miss Renascença de 1963 Aizita Nascimento e a terceira das cinco (Fotos: Manchete e O Cruzeiro)

Até porque as candidatas do Renascença eram aguardadas na maior expectativa pela mídia e o público em geral, e sempre eram apontadas como favoritas. Coincidentemente, Ilan Amaral, única mulata inscrita no Miss Guanabara de 1969 pelo Cacique de Ramos não ficou nem entre as oito finalistas. A mesma decepção ocorreu em 1968, quando o Renascença apostou todas as suas fichas em Ione Fernandes e ela ficou fora do top 4. Teve como principal adversária nada mais nada menos que Maria da Glória Carvalho, Miss Clube Monte Líbano, 3º lugar no Miss Brasil e única brasileira eleita Miss Beleza Internacional, no Japão.

Miss Renascença de 1964, Vera Lucia Couto, de maiô e vestido by Hugo Rocha (Fotos: Manchete)

Mas para falar dessas verdadeiras Deusas de Ébano que não precisaram de cotas para conquistar fama e sucesso não poderíamos omitir um personagem que incentivava e descobriu muitas delas no seu ambiente de trabalho. Falamos da cabeleireira Dinah Duarte, proprietária de um salão de beleza no Méier, vizinho ao Andaraí, onde até hoje fica a sede do Renascença. Dinah não foi a idealizadora do concurso Miss Renascença, todavia foi a responsável pela incorporação de inovações na parte social do clube.

Sandra Duarte, Elizabeth Santos (Miss Renascença de 66), Maria Elizabeth e Ana Cristina Ridzi (Foto: Manchete)

Era Dinah Duarte responsável pela preparação das candidatas. Foi ela inclusive quem produziu e acompanhou Vera Lúcia Couto dos Santos tanto nas fases estadual e nacional dos concursos como na viagem aos Estados Unidos onde participou do Miss Beleza Internacional na condição de Primeira Miss Brasil Negra, como a própria Verinha faz questão de dizer em todas as entrevistas.

Sonia Maria Aguiar, Miss Renascença de 1967 (Fotos: Divulgação)

Atualmente o Renascença promove eventos sócio-educativos e culturais em sua sede. Foi fundado em 17 de fevereiro de 1951 por um grupo de negros de classe média que, impedidos de ingressar em clubes tradicionalmente frequentados por brancos, resolveu criar uma agremiação onde as famílias negras pudessem se reunir e se confraternizar se divertindo num ambiente social e cultural em harmonia, onde não sofressem discriminação.

Sônia Silva, Miss Renascença de 1970 (Foto: Manchete)

O grupo era formado pelos advogados Oscar e Jandir de Paula Assis; os comerciantes Domingos e Idalina de Jesus Soares, além dos irmãos médicos Humberto e Diva de Oliveira, e Enedina Rodrigues da Silva. Em 1958 o clube foi transferido para a Rua Barão de São Francisco, no Andaraí, mantendo, valorizando e preservando suas tradições culturais, mas exilado das passarelas que imortalizaram suas misses e o consagraram internacionalmente. (Texto do missologo Muciolo Ferreira)

Brigitte Bardot visitou o Renascença em 1964 e foi recebida por Vera Lúcia Couto (Foto: Divulgação)

Anotações do Cotidiano

No próximo dia 25, Padre Airton Freire lança, na Livraria Praça de Casa Forte, às 17h, mais um livro de sua autoria. Estamos nos referindo a Antinomias (A quem tu dirias ou de quem tu ouvirias isto?). Padre Airton gravou 180 CD’s com músicas de sua autoria e de pregações em retiros.

Felipe Goobi estará hoje à tarde no Tacaruna (Foto: Divulgação)

Vamos ter auê hoje, às 16h, no Clube Melissa do Tacaruna. Por conta do artista plástico Felipe Goobi, customizará peças, quem  comprar dois produtos na loja. A customização artística será feita na hora por Gobbi que procura tornar cada sandália numa peça exclusiva de acordo com a coleção e o estilo da cliente.

Flashes

Ângela e Breno Cartaxo movimentam jantar, hoje, no seu apartamento da Avenida Boa Viagem, em torno do aniversário da colunista Thais Notare Lemos.

Não entendi qual foi o objetivo do Jornal do Commercio em divulgar, ontem, que o assassino de Mirella Araujo era torcedor do Santa Cruz.

Nesta segunda-feira será realizado o I Fórum Permanente de Convivência Produtiva com as Secas, no Recife Palace.

Obrigado, Hugo Souza pelos elogios para este cronista e também para a jornalista Teresa Figueiredo por conta do Dia do Jornalista.

O administrador de empresas Hugo Souza (Foto: Face)

O Clube das Pás terá show da Orquestra das Pás, hoje, às 21h. No repertório Adilson Ramos, Reginaldo Rossi e Leonardo Sullivan.

Hoje, às 14h, o Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães, apresenta o evento Antena Paraurora, com o tema é Barulho no Museu.

Marcelo, Gracinha e Felipe Veloso estão no Balneário Camboriu e de lá seguem até o Rio para ver as novidades da Colcci, Redley e Cantão.

A oftalmologista Adriana Góis, do HOPE, está participando do 42º Congresso Brasileiro de Retina e Vítreo, no Rio de Janeiro.