Fernando Machado

Blog

Tag cardápio

Fatos Diversos

Hoje, será inaugurado, em Boa Viagem, o restaurante tipicamente mexicano, Don Cabrón. O chef Fercho Aparício é o responsável pelo cardápio. Uma informação importante o Don Cabrón abrirá nos dias 25 de dezembro e 1 de janeiro de 2018, quando grande parte dos restaurantes fecham as portas.

O presidente da Sociedade de Pediatria de Pernambuco, Eduardo Jorge Lima, reúne pediatras, hoje, no café Dom, para anunciar o calendário de atividades para 2018 e 2019. A novidade é o Up To Date em Pediatria, marcado para 14 de abrir de 2018, no Hotel Manibu, em Boa Viagem.

Kanpai, Imperador Akihito!

A Data Nacional do Japão, é comemorada no dia do aniversário do Imperador Akihito, estreia idade nova, ou seja 23 de dezembro. E para festejar a data, o novo cônsul do Japão, Jiro Maruhashi, ofereceu recepção no Bufê Les Anis, em Setubal. Esta foi a última festa da representação diplomática nipônica como escritório, a partir de primeiro de janeiro volta a ser Consulado Geral. Portanto essa foi a primeira reunião tendo à frente o cônsul Jiro Maruhashi.

O consul do Japão, Jiro Maruhashi entre a consulesa Patricia e o cônsul geral da Argentina Jaime Beserman  (Foto: Fernando Machado)

Os cônsules Gabor de Zagon da Italia e Martina Bock de Oliveira da Alemanha com o maestro Ademir Araújo (Foto: Fernando Machado)

A secretária do consulado Emi Sukarara foi a Mestre de Cerimônia da festa. Primeiro tivemos a execução dos hinos do Brasil e depois o Japão. Estranhei que no final ninguém aplaudiu. O mundo está mudado. Depois tivemos a fala do futuro cônsul geral Jiro Maruhashi, que falou sobre a cultura do seu país e a amizade entre o Brasil e o Japão. Na seqüência aconteceu um brinde compartilhado pelos 200 convidados.

O secretário Giovani Oliveira sua esposa Fátima Naomi Takada com o cônsul Tadao Furukawa (Foto: Fernando Machado)

O general Hêber Garcia Portella e sua Maristela (Foto: Fernando Machado)

E encerrou erguendo uma taça com espumante made in Japan, brindando com os 200 convidados os 84 anos do Imperador. No próximo no ele vai abdicar o trono e assume seu filho, o príncipe herdeiro Naruhito, que nasceu também no dia 23 de dezembro, mas em 1960. A decoração constou de um altar com objeto janponeses e arranjos de ikebana, lindos por sinal.

Jiro Maruhashi e Cristina Freyre (Foto: Fernando Machado)

O comandante do Corpo de Bombeiros Manoel de Oliveira Cunha e Josineide (Foto: Fernando Machado)

O cardápio constou de escalope de filé ao molho madeira e risot de quatro queijos. Todavia o grande sucesso ficou por conta da mesa de sushi, pelo sushibar Nagai. A fila era interminável. Tudo isso regado a quatro tipos de saquês: o de licor de ameixa japonesa, cachaça de batata doce, shaiehikem (espumante de arroz) e matsuno tsukasa.

Sonia Freyre e Antônio Azevedo (Foto: Fernando Machado)

O vereador André Régis e Luciana (Foto: Fernando Machado)

Às 21h30, o cônsul Jiro Maruhashi voltou para o foyer de entrada da casa de recepção, lembrando que estava na hora do Sayonara. Informação consular: A partir de janeiro a sede do consulado geral do Japão sairá do atual endereço para se fixar no complexo de escritórios do RioMar, no Pina. Afinal de contas ano novo, casa nova.

João Alberto e a Sociedade Pernambucana

Robson Chagas, João Alberto e José Ubiracy Silva (Foto: Fernando Machado)

Sheila Wanderley e Roberta Jungmann (Foto: Fernando Machado)

O lançamento do livro Sociedade Pernambucana, do arco do nosso high João Alberto, terça-feira, na Arcádia de Boa Viagem, foi um grande acontecimento. O colunista social do Diário de Pernambuco autografou a sua bíblia num mini palco forrado com jacá preta diante de uma jardineira de paudanos. E sobre a mesa sarin repousava arranjos de flores tropicais rodeada de velas brancas e bolas.

Alessandra Arantes, Christiana Rocha, Ubiracy Silva e Daniella Gusmão (Foto: Fernando Machado)

Ana Laura e Guido Stütz (Foto: Fernando Machado)

No palco ainda um totem da Icone de Álvaro Dantas. Nos seus arredores um vaso entupidos de beijos de Dona Norma. João Alberto by Fidelle, da Monserraz à côté Sheila Wanderley num modelo dos anos 30 sairam do local mais de uma hora da manhã. Cansados mais felizes da vida. A festa da bíblia da nossa sociedade foi notável. Parece até as festas do Recife glamoroso somente de gentes conhecidas. C’est La vie.

Carlos Eduardo Santos e Ennio Benning (Foto: Fernando Machado)

Celinha Batista e a filha Patricia (Foto: Fernando Machado)

Adorei a decoração, de dourado ao preto, by Robson Chagas. Na entrada uma jardineira paudanos. Do teto caiam oito esferas de micro luzes e sob elas uma mesa de ferro dourada e vidro, onde estavam os doces. No dancing caiam do teto 90 luminárias douradas. Detalhe toda a casa estava forrada de tecido cor de ébano. Sobre as mesas vasos de vidros com dois tipos de arranjos. Um de Jamaica, açafrão e espada de São Jorge.

Clovis Wanderley Vinhosa, Amanda Barcala, João Vinhosa e Linda Wanderley (Foto: Fernando Machado)

A primeira dama do Recife, Cristina Quirino de Mello e Angela Mota Pragana (Foto: Fernando Machado)

E o outro de dracenas douradas, cristais douradas e folhas de Jamaica. Estavam lindos os arranjos com abacaxis coloridos. Já ia esquecendo das 42 cúpulas de bronze caindo alto. Enquanto João Alberto autografava os livros o DJ Magal arrasava nas picapes com musicas lounges, pernambucanas e samba-rock. Depois entrou a banda Amigos Sertanejos, que colocou muita gente no dancing para balançar o esqueleto ao som de musica sertaneja universitária, forró e batida de funk.

Gabriel Perez e Fátima Bezerra (Foto: Fernando Machado)

O cônsul geral da Argentina Jaime Beserman e Patricia com o vice cônsul de Portugal Marco Ferreira de Melo  (Foto: Fernando Machado)

E bufê foi de era de se comer rezando, para Nossa Senhora da Conceição, no cardápio risoto de pato, salada Waldorf (uma maravilha), canelone de Brie, camarão natural, flor de filo, tortinha de frango ao curry e pastel de festa. A mesa de doces era de a gente comer de joelhos. Somente a doceira Fátima Wanderley me fazia provar aquelas delicias. A barriguinha de freira, enroladinho de pistache, florzinha de coco, hóstia de gemas e flor de damasco. Estava muito bonito o bolo do Chef Thiago Freitas.

Moisés Wolfenson e Zenaide Barbosa (Foto: Fernando Machado)

Mateus Paulinelli ao lado pai Renato Paulinelli (Foto: Fernando Machado)

Às 21h João Alberto fez um hiato nos autógrafos para subir ao palco e comandar os sorteios. Entre eles uma passagem da Air Europa Recife-Madrid-Recife. Quem circulasse poderia encontrar um carrinho dos brownies de Ana Luiza Wanderley, estandes de pipocas gourmet Blend e da Flutê Drinks. O cerimonial foi maravilhoso e tinha a assinatura de Tatiana Marques.

Rodolfo Loepert, Cecilia Ramos e Carlos Eduardo Santos (Foto: Fernando Machado)

A deputada Terezinha Nunes e Joseli Lacerda (Foto: Fernando Machado)

Piedade ganha um Dom Black

Os sócios Valter Vizzer, Francisco Emerenciano, Romero Bivar e Abdo Vila Bova inauguraram, quinta-feira, em Piedade, o The Container Dom Black Gourmet Mix. O local é lindo e muito aconchegante. Apesar de não ter sido divulgado a primeira noite deu para avaliar que o Dom Black será um sucesso. Os salões estavam repletos de clientes. Nós anotamos o cônsul geral da Argentina, Jaime Beserman e Patricia, Sheila Wanderley e João Alberto, alem do clã Konrad.

Abdo Vila Nova, Valter Vizzer, Romero Bivar e Francisco Emerenciano (Foto: Fernando Machado)

O projeto foi do arquiteto José Antônio Hawatt, mas sob a supervisão Valter Vizzer. O espaço foi erguido com containeres. A parte interna cabe 80 pessoas e a parte externa 120 pessoas. O empresário italiano radicado no Brasil há muito tempo, já pensa no futuro transformá-lo num Take and Go. Pois será de grande utilidade para os que não tempo para comer.

Miriam Vizzer, Marlene e Tânia Konrad (Foto: Fernando Machado)

O cardápio é de a gente comer rezando, para Nossa Senhora da Piedade, preparado pelo próprio Valter tem 14 tipos de hambúrgueres, quatro tipos de sanduíches e também itens para os vegetarianos. Os petiscos de entrada é outra maravilha. Eu experimentei o hambúrguer batizado de Dom Black, e adorei. Não esquecer que cada prato tem o nome de um amigo ou de clientes dos sócios.