Fernando Machado

Blog

Tag cardápio

Dona Suçu: parabéns, grande dama!

Os 90 anos da ex-primeira dama de Pernambuco, dona Margarida de Moura Cavalcanti, née Krause Gonçalves, foram comemorados pelos sobrinhos e sobrinhas, na Porto Fino Recepções, em Casa Forte. Dona Suçu como é chamada carinhosamente pelos mais íntimos estava irrepreensível num deux-pièces branco e preto. Era um mix de renda pernambucana e seda italiana.

Deborah Krause, Alice Guimarães Costa, Margarida de Moura Cavalcanti, Nelbe Krause e Nancy Freitas (Foto: Fernando Machado)

Margarida de Moura Cavalcanti e Padre Paulo Dutra de Morais (Foto: Fernando Machado)

A Porto Fino estava linda com uma decoração remetendo a um jardim, grifada por Karen Varella. Do teto caiam luminárias de vidros e ainda um pergolato de galhos secos tendo como contraponto arranjos de flores. Sobre as mesas arranjos baixos de cajados de São José, Boca de Leão, Sorriso de Maria e rosas. Primeiro tivemos uma Missa de Ação de Graças, presidida pelo Padre Paulo Dutra de Morais. O ministério musical foi com o tecladista Dilermando Marroquim e o violinista Marconi Costa.

Gustavo e Deborah Krause (Foto: Fernando Machado)

Norma Menezes, Geralda Farias e Magnólia Maranhão (Foto: Fernando Machado)

Sua homilia teve aquele toque de fé, esperança e caridade, que somente quem tem afinidade com o céu pode falar. No final elogios sem contra para sua fala. Depois Padre Paulo puxou com um coral de 135 vozes a musica Como é Grande o Meu Amor por Você de Roberto Carlos. Encerrada a parte religiosa tivemos um discurso do Gustavo Krause, sobrinho da aniversariante. Como fala bem o ex-ministro e ex-prefeito e ex-governador Gustavo.

Victorino Spinelli, Margarida de Moura Cavalcanti e Romeu Krause (Foto: Fernando Machado)

Nancy e Reginaldo Freitas (Foto: Fernando Machado)

Depois foi servido o almoço de se comer de joelhos para Nossa Senhora das Graças. No cardápio salada caesar com molho de mostarda e mel; salada de bacalhau com grão de bico, olivas negras e cebola caramelizadas; ravióli de maçã verde com queijo meia cura, mocho suave de gorgonzola; bobinho de camarão à pernambucana; filé mignon fatiado ao molho de vinho acompanhado de cenouras caramelizadas, ervilhas frescas e pêra gelatinadas. O arroz neve tinha amêndoas laminadas.

Vânia e Romario Dias (Foto: Fernando Machado)

Betty, Berna e Erasmo Almeida (Foto: Fernando Machado)

No coquetel volante canapés de figos frescos com gorgonzola, mini quiches de queijo de cabra com erva de Provance, nachos com chili e guacamole, mini cuscuz paulista de camarão, caldinho de alho poro, dadinho de tapioca com geleia de pimenta rosa e mel, mini coxinha de galinha, bolinho de bacalhau português, escondidinho de carne seca gratinada com queijo de coalho e pasteizinhos de festa com carne moída e azeitonas.

Iolanda e Romero Leite (Foto: Fernando Machado)

Suzana Azevedo e Margarida Cantarelli (Foto: Fernando Machado)

Depois tivemos os tradicionais parabéns para você cantados por um coral de 180 vozes. Na seqüência Dona Suçu cortou o bolo de dois andares by Mana Asfora. Os doces estavam fantásticos e foram assinados por Norma Almeida & Luciana Doces finos. Sem dúvida uma reunião de amigos da sua época de Palácio do Campo das Princesas, filhos, netos e bisnetos. Realmente um encontro inesquecível para todos que foram ao encontro. Parabéns, Dona Suçu, assim como Alice Gusmão Costa, Debora Krause, Nancy Freitas e Nelbe Krause que organizaram a comemoração.

Lara, Daniela, Artur, Priscila e Manoela Krause (Foto: Fernando Machado)

Júlia Guimarães Costa e Arthur Notaro (Foto: Fernando Machado)

Informação cultural: José Francisco de Moura Cavalcanti foi Ministro da Agricultura entre 1972 e 1974 e governador de Pernambuco de 1975 a 1979. Casou-se com Maria Margarida Krause Gonçalves em 15 de maio de 1945, na Igreja das Graças e a cerimônia foi conduzida pelo Padre Lamego. Nunca tiveram filhos. Moura Cavalcanti faleceu no dia 28 de novembro de 1994.

Amanda, Clóvis e Recepção

Os noivos Clovis e Amanda (Foto: Fernando Machado)

Na Usina Dois Irmãos a gente pisa em parte da história do saneamento recifense. Como frisei ontem tudo começou no século XIX, quando os ingleses a construíram para sediar a Companhia do Beberibe, o que corresponde a uma companhia de abastecimento de água. O terreno era numa riquíssima reserva da mata atlântica e a Companhia do Beberibe foi inaugurada no dia 1 de julho de 1887. Localizada no pátio do antigo e tradicional Engenho Dois Irmãos, a Companhia do Beberibe emergiu como referência de modernidade em pleno Século XIX.

Sheila, Clovis Fernando e Ana Carolina WAnderley (Foto: Fernando Machado)

A mãe do noivo Linda Wanderley (Foto: Fernando Machado)

Amanda Barcala e Clóvis Wanderley Vinhosa receberam os convidados neste lindo set, que estava maravilhoso graças a decoração de Paulinho Melo. O grande salão foi divido em duas partes. Na maior ficaram as mesas e na outra o dancing, o palco onde subiram Neto Brayne, Nanara Belo e o próprio noivo que tinha uma banda. O DJ Wagner Campos apresentou um repertório que agradou a gregos e troianos. No espaço onde estavam os doces de Dona Brigadeiro e Benta Brigadeiro e o bolo de quatro andares by Lucinha Cascão, uma cortina de folhas de jasmins, rosas, lírios e orquídeas deu o tom de beleza.

Os irmãos João Alberto e Maria do Carmo Martins Sobral (Foto: Fernando Machado)

As irmãs Ana Luiza e Ana Carolina Wanderley (Foto: Fernando Machado)

A decoração do salão principal remetia a um imenso jardim. Do teto caiam 18 luminárias de madeira e ainda um pergolato de galhos secos tendo como contraponto esferas de vidro com orquídeas.  O bufê de a gente comer rezando para Nossa Senhora de Fátima foi grifado pela Blu’Nelle, leia-se o chef Welllington Correia. No coquetel volante tínhamos salada vietnamita com camarão, carpaccio de filé mignon, com emince de rúcula e chips de parmesão; lichia com creme de framboesa na cama de amêndoas.

Sheila Wanderley, tia do noivo (Foto: Fernando Machado)

Clóvis Fernando Wanderley, Amanda Salles e Paulo Queiroz Neto (Foto: Fernando Machado)

No coquetel quente podia-se degustar funil com creme de palmito e lâminas de Parma, folhadinho Philadelphia, real de queijos finos com frutas secas, dadinho de tapioca com queijo de coalho e geléia de pimenta, cestinha de gruyere no perfume de canela, tartalete de salmão ao siciliano, mini quiche de cordeiro com geléia de menta, guiyoza ao molho ponzu, ninho de filé mingnon com alho poro e mostarda Dijon, camarão com crisp de coco ao molho agridoce picante, camarão crocante com molho de rapadura.

Felipe Cadena e Camila Marinho (Foto: Fernando Machado)

Francisco Monteiro e Dafne Barcala (Foto: Fernando Machado)

Também tivemos mini entradas creme de siri com farofinha de dendê, canelone de queijos finos com tomate seco ao perfume de manjericão; rondelli de filé migon, ao molho cremoso de Shiimeji, musselin de bacalhau com fios de alho poro, gratinado com Grana Padano; arroz cremoso de bacalhau; anel de abóbora com camarão (uma delicia), peru com molho chutney, farofa Brunelle, pernil defumado, lamina de lombo marinado ao azeite de ervas, terrine que queijos finos; saladas (pernambucana, italiana e Bru’Nelle).

Os pais do noivo João Vinhosa e Linda Wanderley (Foto: Fernando Machado)

Os pais do noiva Ocir Marques e Mayra Barcala (Foto: Fernando Machado)

Não esquecer de que mulheres elegantes estavam no casamento, como Linda, Sheila, Ana Luiza e Ana Carolina Wanderley by Maison, Amanda Barcala, Camila Marinho, Dafne Barcala, Livia Barroso, Aline Almeida, Theresa Camilo. De parabéns o gerente Robson Pontes e o maitre Edson Luiz, da Brunelle, sempre atenciosos e competência.

Pedro Henrique Carvalho e Aline Almeida (Foto: Fernando Machado)

A elegante Theresa Camilo (Foto: Fernando Machado)

 

Recife festeja o Ano Novo Chinês

O Ano Novo Chinês (Chun Jié Kuaì lè) foi comemorado quinta-feira na Arcádia de Boa Viagem, sob o comando da cônsul geral da China, Yan Yuqing. Paralelamente tivemos duas exposições de fotografias (Construção do Cinturão e Rota e de Imigrantes Chineses e a 40º aniversário da Reforma e da abertura da China). Yan Yuqing, em grande noite num qipao, traje tradicional do seu país, recebia os convidados.

Chen Lili e Yan Yuqing (Foto: Fernando Machado)

O cônsul geral do Japão Jiro Maruhashi (Foto: Fernando Machado)

Luiza Gross comandou o cerimonial com direito a três falas. A da diplomata chinesa muito bonita enaltecendo as culturas chinesas e pernambucanas. Após as falas a Orquestra Criança Cidadã e o Maestro Spok tocaram dois frevos: Último Regresso de Livino Ferreira e Folião Ausente de Sivuca. Um grupo de passistas fez evoluções do nosso ritmo. Uma pena que o hino do nosso carnaval, Vassourinhas, foi esquecido.

Alberto Ferreira da Costa e Carmen (Foto: Fernando Machado)

Ana Alice e Marcelo Guerra (Foto: Fernando Machado)

Também tivemos um coral, de 20 vozes, à frente a cônsul geral Yan Yuqing, cantando a musica Grande China. A decoração foi assinada por de Anderson Barbosa que usou e abusou do vermelho. Muitas lanternas caiam do teto. Na entrada um canteiro de gérberas e boca de leão nas cores amarela e laranja. Um dos destaques foi a presença do deus da prosperidade, Caishen.

Antonio Mario Pinto e Clotilde (Foto: Fernando Machado)

Marcos Dubeux e Maria Clara (Foto: Fernando Machado)

Muita gente fez questão de fazer selfies com ele e depois recebiam um envelope da sorte. Um sucesso. A chefe do escritório da Agencia Xinhua, agencia de noticias oficial da China para a América Latina, a jornalista Zhao Yan, foi uma presença muito festejada. Realmente a cônsul geral da China, Yan Yuqing, está revolucionando o Corpo Consular de Pernambuco.

A jornalista Zhao Yan (Foto: Fernando Machado)

O secretário de turismo de Goiana Roberto Pereira e o Maestro Spok (Foto: Fernando Machado)

O jantar foi de se comer rezando para o Senhor do Bonfim teve pratos brasileiros e pratos chineses. O chef Wen Gongshi colocou no cardápio chao fan (arroz frito), chao mifen (macarrão de arroz frito), qing tang yu wan (sopa de bolinhas de peixe), meicai kou rou (porco no vapor) e tangyuan (doces bolinhas de arroz coloridas). Na ilha de saladas tinha de buquê de folhas nobres com frutas.

Lai Lifang, Luiza Gloss, Caishen, Zhang Re (Foto: Fernando Machado)

Gisela e Teresa Latache, Heldio e Mercia Villar (Foto: Fernando Machado)

Ainda queijos em cubos, molho mostarda com hortelã; salada italiana com massa colorida, tomate seco, cubos de queijos e azeitonas temperadas; trilogia de folhas com salada de grãos temperados no azeite de ervas, salada de camarão com batatas temperadas ao azeite e salsa. Na ilha de pratos quentes moqueca de peixe, rotolone com recheio de queijo, filé de frango com batatas douradas, filé mignon com legumes grelhados, abacaxi caramelado, cebola no mel, e molho demi-glacê, acompanhado de arroz vom castanha..

Viva o réveillon do Sheraton!

Guido e Ana Laura Stütz com os filhos Alois, Anton e Amely (Foto: Fernando Machado)

Cada ano que passa o réveillon do Sheraton Reserva do Paiva fica melhor. O Salão Luiz Felipe Brennand estava com uma decoração vistosa onde as cores dourada e branca faziam contraponto na decoração criada por Romildo Alves. No espaço aéreo lustres de cristais contemporâneos. Sobre as mesas repousavam arranjos de flores fakes, também em tons de dourado e branco. O branco foi a cor preferida dos que foram curtir o ano novo naquele hotel.

O cônsul geral da Argentina, Alejandro Lastra, a consulesa Antonieta com as filhas Olivia e Martina (Foto: Fernando Machado)

Sheila Wanderley e João Alberto diante da mesa de frios (Foto: Fernando Machado)

O réveillon do Sheraton começou às 21h e somente terminou, lá pelas 4h, com o sol pedindo licença para comemorar também. Temos que parabenizar o gerente geral Guido Sttz à côté Ana LauraArturo Pinto, Marcelo Rocha e Äna Figilioulo. Adoro o réveillon do Sheraton pela tranqüilidade e pela animação. Meia noite todos foram para o terraço onde puderam curtir a queima de fogos. Por sinal belíssima.

Os gaúchos Sonali e Sandro Sanchotene e o filho Enzo (Foto: Fernando Machado)

Os baianos Luiz Marcelo Garcia à côté Nathalie Sena (Foto: Fernando Machado)

A festa começou com o DJ Alexandre Carvalho, e na sequencia a Banda Neo. No inicio o publico estava meio devegar mas depois a musica contagiou a turma que se jogou no dancing até meia noite quando aconteceu a queima de fogos de artifícios. Este ano os fogos de artifícios duraram mais tempo do que no passado. Os convidados emocionados se abraçam e desejavam Feliz Ano Novo, com suas taças de champanha Taittinger.

O DJ Alexandre Carvalho (Foto: Fernando Machado)

Norma Maranhão e Manoel Ferreira (Foto: Fernando Machado)

Na festa, foi montado o Espaço Sephora para quem desejava fazer make up, e os hóspedes receberam lembranças de Ano Novo. E agora para deixar vocês com água na boca, descreverei o cardápio, grifado pelo chef Fernando Fonseca de a gente comer rezando para Jesus Cristo, o Salvador do Mundo. Na Estação Fria: salmão em caldo aromatizado com verdes e creme de leite azedo; salmão Gravad Lax e salmão marinado com pimentas; filé de Tender com ameixas e uísque; na ilha de ostras: ostras vivas de Rio Grande do Norte abertas ao vivo, limão, pimentas moinho, tabasco, vinagre com cebola, azeite virgem e sal defumado.

Debora Andrade by Skazi (Foto: Fernando Machado)

Marcelo Rocha e Flávia (Foto: Fernando Machado)

No bufê de frio tinha Tártaro de atum com cebolinha verde e orégano, mesclun de folhas verdes e aromáticos com crotons de pão integral, abóbora assada com tomilho, queijo estepe, pimenta preta e mel; bruscheta de bacalhau com cebola roxa e azeite virgem; salada de lula com especiarias e soja picante; salada de couscous com lagosta, salsão, iogurte magro e cebolinha; salada de maçã verde com aipo branco, creme de leite e nozes; abacate e camarão com óleo de gergelim, maracujá e garam masala; mozarella de búfala com cogumelos frescos, tomate cereja e manjericão.

Manoel Santos, Fernando Fonseca e Ana Figliolo (Foto: Fernando Machado)

Arturo Pinto (Foto: Fernando Machado)

Na ilha água: dim sum de camarão com molho picante, ravioli de fungui porcini com pesto e parmesão; escolha de vegetais da estação salteados com azeite de tomilho; cocote de shimeji rosa com cebolinha verde e zathar. Na estação pedra: shitaki com gorgonzola e manteiga de alho; camarão quente com salsa de abacaxi picante; filete de atum em papilhote com Chermoula; purê de batatas doces assadas com azeite virgem e queijo Ementhal e arroz Pilaf com coentro, cebola e canela. Na ilha Metal: medalhões de filé mignon com funghi seco e cebola torrada; raquete Angus em caixa de couve, especiarias Cajun e compota de cebola; caril Madras de lentilhas, batata doce e abóbora (Vegano); batatas recheadas com linguiça Portuguesa e compota de alho.

Janete Freire e a filha Paula (Foto: Fernando Machado)

Os argentinos Olga Heissenberger e Gerardo Ringeisen (Foto: Fernando Machado)

Na ilha Barro: caçarola de frutos do mar com pimenta de limão, leite de coco e cebolinha; lombo de Bacalhau lascado no forno com batatinhas e crosta de cebola; tagine de cordeiro com Ras el Hanout; sopa de pedra com lentilhas, abóbora e camarão picante; farofa de coco com manteiga de garrafa. Na ilha Doce: mousse de Cupuaçu com farofa de amêndoas; naked cake de Bem Casado, apfelstrudel de maçã verde e frutas secas; torta de brownie e doce de leite; pudim de tapioca e cheesecake de amoras. Não esquecer a mesa de bolo de cacau com ganache de castanha; queijadinha, bolo Giulietta; torta de Noz Pecan; bolos (Engenho e Gold); tortas (Belga Zero e Tiramisu)

Walter França e Simone Duque de Miranda (Foto: Fernando Machado)

Vitória e Edvaldo Aleixo (Foto: Fernando Machado)

A partir das 3 horas da manhã aconteceu a ceia de fim de ano, com sopa de ano Novo; Rondeli de carne seca com coalho e manjericão em molho de creme; Escondidinho de bacalhau com queijo manteiga; Mesa de frios e queijos; Cesta de pães, tostas e grissinis e display de Pastelaria. E agora tem que esperar o réveillon de 2019.