Fernando Machado

Blog

Tag candidatas

Ana Maria Costa é a Miss Pernambuco de 1964

Faz 55 anos hoje que seis jovens disputavam o titulo de Miss Pernambuco de 1964 e ao surgiram na passarela do Clube Náutico Capibaribe o publico foi a loucura. O apresentador foi Aldemar Paiva que anunciou na madrugada do domingo que a sucessora de Vera Lúcia Bezerra, que também representou o Clube Náutico Capibaribe, era a carioca Ana Maria Costa do clube alvirrubro.

Sonia Malta, Ana Maria Costa Caldas e Carmen Lucia Veloso; cinco das seis candidatas (Reprodução DP)

Participaram do concurso Noely Sales de Souza (Clube dos Oficiais da PMPE), Maria do Céu Rodrigues(América Futebol Clube), Joan de Castro Serrano (Clube Internacional do Recife), Carmen Lucia Veloso(Circulo Militar do Recife), Sônia Malta Mendes (Clube da Aeronáutica) e Ana Maria Costa Caldas (Clube Náutico Capibaribe).

Sonia Malta Mendes, Ana Maria Costa Caldas e Carmen Lúcia Veloso (Foto: O Cruzeiro)

A nova Miss Pernambuco, Ana Maria Costa Caldas era belíssima e ficou mais ainda quando surgiu na passarela com um modelo branco e prata do estilista Victor Moreira, confeccionado por Inês Peixe. Ela tinha 1m68 de altura, busto e quadril 95 cm, 55 kg cintura 60 cm, coxa 58 cm e tornozelos 22 cm.

Ana Maria saindo da piscina do Náutico e na capa da revista O Cruzeiro (Fotos: O Cruzeiro)

O segundo lugar ficou com Sonia Malta Mendes by Marcilio Campos, em terceiro lugar ficou Carmen Lucia Veloso, em quarto lugar Joan de Castro Serrano, em quinto lugar Noeli Sales de Souza e em sexto lugar Maria do Céu RodriguesAna Maria Costa é outra miss que desapareceu. Meu Deus do céu por anda Ana Maria Costa. Missologos descubram seu paradeiro.

Martha Rocha: Miss Brasil de 1954

Manuel Bandeira quando entregava a faixa para Martha Rocha como Miss Brasil de 1954 (Foto: O Cruzeiro)

Há 65 anos, Martha Rocha era eleita no Quitandinha, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, Miss Brasil de 1954, o primeiro concurso oficial de Miss Brasil, dos Diários Associados. Participaram do conclave apenas seis candidatas Martha Rocha (Bahia), Patrícia Lacerda (Distrito Federal), Dorama Cury Nasser (Goiás), Zaida Souza Saldanha (Rio de Janeiro), Lygia Carotenuto (Rio Grande do Sul) e Baby Lomani (São Paulo).

Beatriz, Zaida, Martha, Lygia, Patricia e Baby (Foto: Manchete)

O festival de beleza de 1954 foi promovido pelo Diário Carioca e a Folha de São Paulo e teve na comissão julgadora o poeta Manuel Bandeira, o artista plástico Santa Rosa, o romancista Armando Fontes, a escritora Helena Silveira, os jornalistas Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Pompeu Souza. Primeiro, as seis candidatas desfilaram de maiô e na sequencia de traje de noite.

Martha Rocha, Zaida Saldanha e Lygia Carotenuto (Foto: O Cruzeiro)

A vencedora representou o Brasil no concurso de Miss Universo de 1954 que aconteceu em Long Beach, na Califórnia, e voltou com o segundo lugar. O Miss Brasil de 1954 teve o seguinte resultado: Primeiro lugar ficou com a baiana Martha Rocha; o segundo foi para Zaida Saldanha do Rio de Janeiro e o terceiro para Lygia Beatriz Carotenuto do Rio Grande do Sul.

Patricia Lacerda, Dorama Nasser e Baby Lomani (Foto: O Cruzeiro)

A carioca Patrícia Lacerda que era uma das favoritas não gostou do resultado criou a maior confusão. Disse que teve marmelada porque ela era neta do escritor Coelho Neto, parece que Manuel Bandeira tinha certa mágoa dele. Como sempre não deu em nada. Patrícia Lacerda virou atriz de cinema, mas sem muito sucesso.

As candidatas diante da comissão julgadora (Foto: O Cruzeiro)

Zaida Souza Saldanha tinha participado do concurso de Miss Distrito Federal e perdera para Patrícia Lacerda, mais um motivo para deixá-la furiosa. O fato é que Maria Martha Hacker Rocha do alto dos 1m70 de altura, 95 cm de busto, 60 cm de cintura, 100 cm de quadris, 58 cm de coxa, 21 cm de tornozelo, 57 kg e 21 anos, é para quem entende de Miss a Mulher do Século.

Vera Ribeiro, Dione Oliveira & Miss Brasil 59

Sonia Maria Campos entrega o cetro para Vera Ribeiro e algumas misses na passarela (Fotos: O Cruzeiro)

Há 60 anos, 27 mil pessoas aplaudiram as 25 candidatas ao título de Miss Brasil de 1959. A vencedora foi Vera Regina Ribeiro, do Distrito Federal, que foi coroada sob vaias, pela Miss Brasil de 1958, Sônia Maria Campos. A candidata favorita era a Miss Pernambuco, Dione Brito de Oliveira, que ficou no segundo lugar. E que foi representar o Brasil no concurso de Miss Mundo, em Londres.

O Top 5: Teresinha, Dione, Vera, Maria Eutmya e Vânia Beatriz ( Foto: Manchete)

A comissão julgadora foi formada pelas senhoras Edith Pinheiro, Lelly Frontini e Marlene Barata, ainda por Herbert Moses, Oswaldo Teixeira, Pedro Bloch, Alfredo Blum, Julio Kaus, Oscar Santamaria, Accioly Neto e Indalécio Wanderley. Miss Minas Gerais, Vânia Beatriz Diniz Gotlib, foi eleita Miss Simpatia.

Nora, Aneida, Martha, Ivone e Marly (Foto: O Cruzeiro)

O resultado final foi: Miss Brasil de 1959, Vera Regina Ribeiro (DF), em segundo Dione Brito de Oliveira (Pernambuco), em terceiro lugar Maria Euthymia Manso Dias (Bahia), em quarto Terezinha Rodrigues (São Paulo) e em quinto Vânia Beatriz Diniz Gotlib (Minas Gerais).

Vera, Lenita, Mary, Lídia, Maria Otília e Teresinha (Foto: O Cruzeiro)

Também participaram do concurso: Aneida Lopes (Acre), Lidia Barreto (Alagoas), Dalva Nunes (Amapá), Nora Sabbá (Amazonas), Martha Garcia (Brasília), Rufina da Justa (Ceará), Linezia Campos (Espírito Santo), Maria Lúcia Braga (Estado do Rio), Norma de Carvalho (Goiás), Lenita Gomes (Maranhão), Marly Cardoso Rosa (Mato Grosso).

Glícia, Fernanda, Maria Lúcia, Maria Euthimya, Vera e Terezinha (Foto: O Cruzeiro)

Ainda Mary Azevedo (Pará), Glícia Chianca (Paraíba), Shirley Tempski (Paraná), Vera Neiva (Piauí), Fernanda Pinheiro de Paula (Roraima), Terezinha Bastos (Rio Grande do Norte), Maria Otília Rodrigues (Rio Grande do Sul), Fernanda de Paula (Roraima), Ivone Baumgarten (Santa Catarina) e Maria Aparecida Santos (Sergipe).

Dione, Linezia, Norma, Shirley, Rufina e Vânia Beatriz (Foto: O Cruzeiro)

Informações importantes: Para Terezinha Morango a nova Miss Brasil deveria ter sido Dione Oliveira de Pernambuco. Miss Maranhão que lembrava Sophia Loren disse que ia casar em breve. Miss Minas Gerais brigou com o namorado por conta do concurso. As misses mais altas foram a do Acre e do Rio (lm73) e a mais baixa Minas Gerais (1m60).

O Top 3: Maria Euthymia, Vera Regina e Dione Oliveira na capa da revista O Cruzeiro

Jerusa Farias: Miss Pernambuco de 1969

Hoje faz 50 anos, que acontecia nos salões do Náutico a escolha da Miss Pernambuco de 1969. A eleita foi Maria Jerusa Farias, que tinha 1m69 de altura, 57,9 cm de busto, 66 cm de cintura e 98,5 de quadris. Ela que foi coroada pela Miss Pernambuco de 1968, Maria Eunice Mergulhão, usou um modelo de Marcilio Campos. No 2º lugar ficou Luzinete Sobral e em 3º lugar Verônica Wanderley.

As candidatas ao Miss Pernambuco de 1969 (Foto: Diário de Pernambuco)

A animação ficou por conta da cantora Nadja Maria e da Orquestra de José Menezes. Participaram do concurso 14 candidas: Rosilda Duarte (Palmares), Elma Moraes (Goiana), Verônica Wanderley (Garanhuns), Aldaci Freire (Jaboatão), Iedja Maria da Silva (America), Helena Flório Queiroz (Moreno).

Maria Eunice Mergulhão Miss Pernambuco de 1968 depois de ter passado a faixa para Jerusa (Foto: Arquivo)

Ainda Márcia Marafante (Clube das Águias), Sonia Maria Vasconcelos (Náutico), Maria das Neves Santos (Gravatá), Luzinete Sobral (Caruaru), Maria Jerusa Farias (Belo Jardim), Rosane Oliveira (Português), Vera Lucia Queiroz Barros (Vitória de Santo Antão) e Maria do Carmo Velez (Catende).

Jerusa de longo by Marcilio Campos e no trono (Fotos: Arquivo)

Socorro Costa, Miss Paraíba de 1969, prestigiou o concurso. A Miss Simpatia foi Elma Moraes (Goiana). No júri estavam Hilton Mota, Dorival Carvalho, Arnaldo Baldini, Heleno Castelar, João Antero de Carvalho, Maria Helena Pessoa de Queiroz, Lais Esponsel, Tinane Almeida e Lea Pabst Craveiro.