Fernando Machado

Blog

Tag campo

Flashes

Ângela e Marcelo de Lucas Simon passaram o São João na sua casa de campo de Gravatá. Com eles filhos, noras e netos.

Hoje, Alceu Valença vai cantar em Arcoverde; amanhã em Campina Grande na Paraíba e domingo em Afogados da Ingazeira.

O endocrinologista Francisco Bandeira participa, hoje, de conferência sobre metabolismo ósseo, no EndoRecife, em Porto de Galinhas.

A oftalmologista Bruna Ventura, do HOPE, participa de congresso da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, em Sāo Paulo, de 4 a 6 de julho.

O escritor Melchiades Montenegro em Palmas (Foto: Instagram

Chegou ao Recife, o imortal Melchiades Montenegro, depois de lançar o seu livro Andarilhos em Palmas, Tocantins.

A chef Claudia Lück foi entrevista pelo Canal SIC Mulher, de Lisboa, em Portugal ontem. O tema foi a tapioca. Claudia está no Porta Retratos.

As senhoras Alice Souza Leão Santos e Cristina Victor estão em Portugal. Na próxima semana seguem pelas Ilhas Gregas.

A Praça Capiba, em Cajueiro, continua sendo bem cuidada pelos moradores do bairro, tendo à frente Zenaide e Jorge Braga.

O Forró do Sete Casuarinas

Germana e Marco Aguiar (Foto: Fernando Machado)

Sábado tivemos no Clube de Campo Sete Casuarinas, em Aldeia, para participar da sua festa junina. Foi uma noitada descontraída e muito animada. A decoração estava linda com muitos balões, bandeiras e até uma fogueira dava um toque bem interiorano ao ambiente. Para as danças tocou a Banda Universal de Lúcio Azevedo.

Solange e Afonso Rodrigues (Foto: Fernando Machado)

A associação tem como presidente Marco Aguiar, na vice-presidência está Afonso Rodrigues e na diretoria social Dinah Pinheiro. Aliás, foi ela quem grifou a decoração. A diretoria está fazendo um excelente gestão. A barraca de milho verde era muito visitada. A canjica e o milho, colhido na propriedade, eram de comer rezando para Santo Antonio, São João e São Pedro.

Genaro e Dinah Pinheiro com Marco Aguiar (Foto: Fernando Machado)

O dancing estava sempre cheio de convidados. Quando a banda tocou “O balão vai subindo / Vem caindo a garoa / O céu é tão lindo / E a noite é tão boa! / São João! São João! / Acende a fogueira / No meu coração / Sonho de papel / A girar na imensidão / Soltei em teu louvor / Um sonho multicor / Ó meu são João!”, fiz uma viagem aos velhos tempos.

Tarciso Calado Filho e Luciano Braun (Foto: Fernando Machado)

As musicas de Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Marinês, Dominguinhos, Genival Lacerda, para citar apenas estes, são de se tirar o chapéu. Quando sai ouvi “O baile lá na roça foi até o sol raiar / A casa tava cheia mal se podia andar / Estava tão gostoso aquele reboliço / Mas é que o sanfoneiro só tocava isso. / De vez em quando alguém vinha pedindo pra mudar / O sanfoneiro ria querendo agradar / Diabo que a sanfona tinha qualquer enguiço / Mas é que o sanfoneiro só tocava isso”.

Luís Henrique Paes Barreto de Alcântara (Foto: Fernando Machado)

De Volta para o Passado

Há 95 anos, nascia em Pernambuco, o medico e escritor José Nivaldo Barbosa de Souza, que morreu no dia 5 de agosto de 2013.

Há 95 anos, a Associação dos Cronistas Desportivos promovia um festival de futebol no campo do Sport com renda para os flagelados das cheias. Participaram Flamengo, America, Náutico, Torre, Peres e Santa Cruz, que venceu o torneio. O santinha jogou com Dadá, Bebé e Juquinha; Tancredo, Graciliano e Julio; Chileno, Castro, J. Sá, Zilo e Dubeux.

Há 85 anos, aterrissava no Campo do Jiquiá, o Graf Zeppelin.

Há 70 anos, Maria de Lourdes Pontual, era lançada como Miss Internacional de 1948. A animação foi com a Jazz Paraguary sob a regência do maestro Nozinho e a orquestra do clube sob a regência do maestro Ângelo Barreto. Também participaram do concurso Rejane da Mota Silveira e Ligia Gomes de Matos.

Há 70 anos, acontecia no Sindicato dos Empregados do Comercio, vernissage do artista plástico Eros Gonçalves (1919/1973).

Há 65 anos, nascia em São Paulo, o atleta João do Pulo (João Carlos de Oliveira), que morreu no dia 30 de maio de 1999.

Olga de Sá venceu o Miss Brasil de 1929

O campo do Fluminense estava lotado (Foto: Revista Fon Fon)

Olga Bergamini de Sá e o embaixador Sylvio Gurgel do Amaral (Foto: Divulgação)

Há 90 anos, acontecia o Miss Brasil de 1929, no estádio do Fluminense, no Rio de Janeiro. Participaram do concurso 17 candidatas, que não desfilaram de maiô para o publico, apenas a comissão julgadora presidida pelo poeta Coelho Neto. A vencedora foi a Miss Distrito Federal Olga Bergamine de Sá. Ainda fizeram parte do júri os professores Rodolpho Amoedo e Raul Leitão da Cunha, os escultores Rodolpho Chamberland e Honório Cunha Mello, o presidente Associação Brasileira de Imprensa Paulo Fialho.

Misses Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Maranhão, São Paulo e Ceará (Foto: O Malho)

Cerca de 40 mil pessoas, alguns jornais informaram 70 mil, foram ao estádio e aconteceu um tumulto pois algumas pessoas invadiram o campo e gerou um pânico. Várias pessoas saíram feridas. Na realidade o concurso deveria ter sido realizado no dia 15 de abril, mas devido às chuvas foi transferido para o dia seguinte. Miss Piaui não participou que chegou atrasada. Tivemos as exibições das Bandas do Corpo de Bombeiros e da Policia Militar do Distrito Federal.

Infelizmente não pude identificar as misses da foto (Foto: O Malho)

Muitas misses se apresentaram com os vestidos amarrotados por conta da invasão do publico ao campo. Algumas misses nordestinas reclamaram que foram excluídas. Um dia antes da escolha da Miss Brasil, muita gente sabia que a vencedora seria Olga Bergamine de Sá. A denúncia partiu do escritor Roquete Pinto, que censurou o corpo de jurado.

Eimar PInto Pessoa, Helena Taveiros e Connie Braz da Cunha (Foto: Revista Careta)

Participaram do concurso Helena Taveiros (Alagoas), Edna Frazão Ribeiro (Amazonas), Nair Pereira de Freitas (Bahia), Maria Nazaré da Silveira (Ceará), Olga Bergamine de Sá (Distrito Federal), Glycia Serrano (Espírito Santos), Maria de Lourdes Pantoja (Maranhão), Jesnina Marinho Pimentel (Minas Gerais), Elza Bezerra (Pará), Hilda Netto (Paraíba), Didi Millet Cailet (Paraná), Connie Braz da Cunha (Pernambuco), Eimar Pinto Pessoa (Rio de Janeiro), Bilá Ortiz (Rio Grande do Sul), Yvone Freitas (São Paulo), Iulma Freysleben (Santa Catarina) e Nely Menezes (Sergipe).

O júri Rodolpho Chamberland, Rodolpho Amoedo, Raul Leitão da Cunha, Coelho Neto, Paulo Fialho e Honório Cunha Mello (Foto: A Noite)