Fernando Machado

Blog

Tag Brasil

Miss Brasil Beleza Internacional de 2019

Quinta-feira, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, aconteceu o Miss Brasil Beleza Internacional de 2019. Participaram do concurso 15 candidatas. A carioca representando Pernambuco, Isabella Oliveira faturou o 2º lugar.

As misses Pâmela Calderolli, Dulce Torres, Livia Heinkel, Isabella Oliveira e Carolina Stanskevicius no Municipal (Foto: Instagram)

No 5º lugar ficou Pâmela Calderolli de Santa Catarina, em 4º Dulce Torres de Minas Gerais, em 3º Livia Heinkel do Rio Grande do Sul e a vencedora foi Carolina Stanskevicius do Rio de Janeiro.

Mister Supranational Brasil de 2019

Ítalo Cerqueira e Luan Antonelli (Foto: Taisa Belfort)

O Mister Supranational Brasil aconteceu anteontem, em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, o vencedor foi Ítalo Cerqueira da Paraíba. Aliás, ele está mais um tatame do que para uma passarela. Ele bonito, mas falta porte de mister. O segundo lugar ficou com Luan Antonelli de Santa Catarina e virou Mister Internacional Brasil e o 3º lugar foi para Matheus Giora da Baixada Santista e é Mister Manhunt Brasil. Também participará do Mister Manhunt, o Mister Fernando de Noronha, Cuca Souza. Participaram do concurso 40 candidatos.

Matheus Giora é o Mister Manhunt Brasil e Cuca Souza Mister Manhunt Fernando de Noronha (Fotos: Taisa Belfort)

Gustavo Jobbs era um charme na passarela (Fotos: Face e Taisa Belfort)

Não entendi Gustavo Jobbs de Goiás, não ter ficado no Top 5, e Joaldo Gonçalves de Sergipe e Bruno Consoni de São Paulo Capital não terem ficado no Top 10. Gleidson Minarini de Minas Gerais poderia ter ficado no Top 3. As bermudas tiraram o glamour dos bofes. Que marmota era aquilo? Os meninos ficaram feios e desengonçados. Tenho que reconhecer que os concursos de beleza mudaram. Beleza física não é mais o foco. Sorry, periferia.

Os injustiçados Gleidson Minarini de Minas Gerais e Bruno Consoni de São Paulo Capital (Fotos: Taisa Belfort)

Angela Vasconcelos Miss Brasil de 1964

A foto das 16 das 24 candidatas (Manchete)

Há 55 anos, acontecia no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, o concurso de Miss Brasil de 1964. Um público estimado em 20 mil pessoas testemunhou a vitória Ângela Vasconcelos, Miss Paraná, ser coroada pela Miss Brasil e Miss Universo de 1963, Ieda Maria VargasTelma Lobo de Carvalho (Amazonas) foi eleita Miss Simpatia e Maria Isabel de Avelar Miss Fotogenia e o melhor Traje Típico. Ângela tinha 1m70 de altura, 90cm de busto, 93cm de quadris, 64cm de cintura, e 58kg de peso.

Ângela Vasconcelos e Vera Lucia Couto de traje típico e vestido (Fotos:Manchete Cruzeiro)

Maria Isabel Avelar de traje típico e vestido, Cecilia da Rocha do Rio e Neli Padilha do Rio Grande do Norte (Fotos: O Cruzeiro)

A comissão julgadora foi composta por Pomona Politis, Justino Martins, Tonia Carrero, Accioly Neto, Mitzy de Almeida, Almeida Magalhães, Oscar Santamaria, Edith Pinheiro Guimarães, Helio Beltrão, Eda Luttis, Leão Velloso e Edilson Cid Varela. Os apresentares foram Paulo Max e Marly Bueno. No top 9 ficaram Ana Maria Carvalhedo (Ceará), Vera Lucia Couto (Guanabara), Marília Dirceu da Silva (Minas Gerais), Ângela Vasconcelos (Paraná), Ana Maria Costa Caldas (Pernambuco), Cecília Rangel Martins (Rio de Janeiro), Neli Cavalcanti (Rio Grande do Norte), Rosa Maria Galas (Rio Grande do Sul) e Maria Isabel de Avelar (Sergipe).

Ana Maria Costa Caldas de traje típico e vestido de noite (Fotos: Manchete e Cruzeiro)

O top 9 Ceará, Rio Grande do Norte, Guanabara, Paraná, Sergipe, Pernambuco, Rio de Janeiro e Minas Gerais (Foto: Manchete)

Na classificação final tivemos em 5º lugar Neli Cavalcanti do Rio Grande do Norte, em 4º lugar Ana Maria Caldas de Pernambuco, em 3º lugar Maria Isabel de Avelar de Sergipe, que representou o Brasil no Miss Mundo, em Londres; em 2º lugar Vera Lucia Couto da Guanabara que nos representou no Miss Internacional, em Long Beach; e a Miss Brasil de 1964 foi Ângela Teresa Reis Vasconcelos, que concorreu a Miss Universo, em Miami.

Vera Lucia, Ieda Vargas e Ângela Vasconcelos; Ieda coroando Ângela (Fotos: O Cruzeiro e Manchete)

Ângela Vasconcelos, Vera Lúcia Couto, Inês Avelar e Ana Maria Costa (Foto: O Cruzeiro)

Participaram do concurso 24 jovens: Laura Aranha (Acre), Teresinha Granja (Alagoas), Telma Carvalho (Amazonas), Elvira Falcão (Bahia), Ana Carvalhedo (Ceará), Marli Igliori (Distrito Federal), Justina Ramos (Espírito Santo), Eny Camilo Machado (Goiás), Vera Lucia Couto (Guanabara), Tereza Boblitz (Maranhão), Kátia Escudero (Mato Grosso), Marília Dirceu Silva (Minas Gerais), Maria Esther Bentes (Pará).

Maria Isabel Avelar, Ana Maria Caldas, Regina Almeida e Marília de Dirceu (Fotos: Manchete e Cruzeiro)

Eny Machado, Telma Carvalho, Tereza Boblitz e Elvira Falcão (Fotos: O Cruzeiro)

Ainda Rosalma Andrade (Paraíba), Ângela Vasconcelos (Paraná), Ana Maria Costa Caldas (Pernambuco), Maricildes Ferreira da Costa (Piauí), Cecília Rangel Martins Rocha (Rio de Janeiro), Neli Cavalcanti Padilha (Rio Grande do Norte), Rosa Maria Gallas (Rio Grande do Sul), Regina de Almeida (Rondônia), Salete Maria Chiarad (Santa Catarina), Cecília Alves Ferreira (São Paulo) e Maria Isabel de Avelar (Sergipe).

Olha a passarela do Maracanãzinho em forma de armadura (Foto: O Cruzeiro)

Martha Rocha: Miss Brasil de 1954

Manuel Bandeira quando entregava a faixa para Martha Rocha como Miss Brasil de 1954 (Foto: O Cruzeiro)

Há 65 anos, Martha Rocha era eleita no Quitandinha, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, Miss Brasil de 1954, o primeiro concurso oficial de Miss Brasil, dos Diários Associados. Participaram do conclave apenas seis candidatas Martha Rocha (Bahia), Patrícia Lacerda (Distrito Federal), Dorama Cury Nasser (Goiás), Zaida Souza Saldanha (Rio de Janeiro), Lygia Carotenuto (Rio Grande do Sul) e Baby Lomani (São Paulo).

Beatriz, Zaida, Martha, Lygia, Patricia e Baby (Foto: Manchete)

O festival de beleza de 1954 foi promovido pelo Diário Carioca e a Folha de São Paulo e teve na comissão julgadora o poeta Manuel Bandeira, o artista plástico Santa Rosa, o romancista Armando Fontes, a escritora Helena Silveira, os jornalistas Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Pompeu Souza. Primeiro, as seis candidatas desfilaram de maiô e na sequencia de traje de noite.

Martha Rocha, Zaida Saldanha e Lygia Carotenuto (Foto: O Cruzeiro)

A vencedora representou o Brasil no concurso de Miss Universo de 1954 que aconteceu em Long Beach, na Califórnia, e voltou com o segundo lugar. O Miss Brasil de 1954 teve o seguinte resultado: Primeiro lugar ficou com a baiana Martha Rocha; o segundo foi para Zaida Saldanha do Rio de Janeiro e o terceiro para Lygia Beatriz Carotenuto do Rio Grande do Sul.

Patricia Lacerda, Dorama Nasser e Baby Lomani (Foto: O Cruzeiro)

A carioca Patrícia Lacerda que era uma das favoritas não gostou do resultado criou a maior confusão. Disse que teve marmelada porque ela era neta do escritor Coelho Neto, parece que Manuel Bandeira tinha certa mágoa dele. Como sempre não deu em nada. Patrícia Lacerda virou atriz de cinema, mas sem muito sucesso.

As candidatas diante da comissão julgadora (Foto: O Cruzeiro)

Zaida Souza Saldanha tinha participado do concurso de Miss Distrito Federal e perdera para Patrícia Lacerda, mais um motivo para deixá-la furiosa. O fato é que Maria Martha Hacker Rocha do alto dos 1m70 de altura, 95 cm de busto, 60 cm de cintura, 100 cm de quadris, 58 cm de coxa, 21 cm de tornozelo, 57 kg e 21 anos, é para quem entende de Miss a Mulher do Século.