Fernando Machado

Blog

Tag autógrafo

Cariocas segundo Cristina Granato

Christiane Torloni, Liege Monteiro, Cristina Granado e Luiz Fernando Coutinho (Foto: Eny Munhoz)

O Parque Lage, no Rio de Janeiro, esteve movimentadíssimo quinta-feira, por conta do lançamento do livro da festejada fotógrafa Cristina Granato batizado de Carioca. O prefácio foi de Geraldinho Carneiro. Na obra estão imortalizadas 1.100 figuras famosas que foram clicados nestes 35 anos de carreira. A animação ficou porta conta do DJ Marcelinho da Lua.

Helmar Sergio, Gardenia Cavalcanti e Eliana Pittman (Foto: Paulo de Deus)

Todos os cariocas queriam que Cristina Granato desse o autógrafo na página onde repousa a fotografia de cada um deles. Foi um verdadeiro rebu, mas no final, isso quase meia-noite, tudo saiu como manda o figurino. Depois a autora pôde bater um papinho com alguns cariocas e se jogar na pista de dança.

Maitê Proença, Denise Bandeira e Aloísio Abreu (Foto: Eny Munhoz)

Padre Airton: Em dois tempos


Padre Airton Freire em tempo de autógrafos (Foto: Fernando Machado)

Ontem à noite tivemos no JCPM Trade Center tivemos a noite de autógrafos para o livro Em dois tempos do Padre Airton Freire. A renda foi destinada para a Fundação Terra. Cerca de 300 pessoas foram prestigiar o evento que começou no auditório e terminou no hall. A primeira parte aconteceu no auditório e teve como mestre de cerimônias a jornalista Carmen Peixoto.


Sérgio Mota e Flávia (Foto: Fernando Machado)

Carmen convidou para compor a mesa principal Padre Airton Freire, Marly Mota, Jô Mazzorolo, João Carlos Paes Mendonça, José Targino, Marcelo Tavares de Melo e Marcos Dubeux. Tivemos apenas duas falas. A primeira foi da acadêmica da Academia Pernambucana de Letras Marly Mota. Seu discurso foi lindo> Ela fez um passeio com Proust e Guimarães Rosa para destacar a vida vocacionada do autor.


Auxiliadora e João Carlos Paes Mendonça (Foto: Fernando Machado)

Depois falou Padre Airton Freire que mostrou para a platéia o que Jesus reserva para cada um de nós. Confessou que este foi o menor livro que escreveu, mas o que mais se empolgou. Entre outras coisas lembrou que “seja tu como és e serás diferente” e concluiu seu speech dizendo “Obrigado a vocês que se transformaram em um bonde na minha vida”.


Carmen Peixoto e Marly Mota (Foto: Fernando Machado)

Terminada essa parte Padre Airton se dirigiu para o hall, que estava bem decorado com arranjos de sorrisos de mãe, para enfrentar uma fila de pessoas que queriam seu autógrafo. O relógio marcava 23h quando Padre Airton deu o último autógrafo. Enquanto ele colocava sua assinatura no Em dois tempos, acontecia o coquetel, por sinal dos melhores, assinado pela La Cuisine, de Sophia Lins.


José Alheiros Costa e Tereza Mota (Foto: Fernando Machado)

No cardápio, de se comer rezando, tínhamos stick capresse com queijo mussarela e tomates cereja, queijo de coalho com mel de engenho e castanhas, mini bruschetta de tomate frescoc com manjericaão e lascas de parmesão, mini quiche de alho poró, mini quiche Romeu e Julieta, mini tartelete de creme de palmito, bolinho de queijo, bolinho de aratu e coxinha de galinha. O serviço foi supervisionado pelo competente Lucas Mesel.


Eduardo Mota e Nilo Simões (Foto: Fernando Machado)

Flashes

O blog está de luto. Morreu, hoje, um dos ícones da fotografia pernambucana, o francês Edmond Dansot.

A presidente da Academia Pernambucana de Letras, Fátima Quintas, foi a primeira a receber o autografo de Jota Alcides.

A senhora Ana Lucia Belo era uma presença elegante no lançamento do livro de Jota Alcides, na Academia Pernambucana de Letras.

ana-lucia-belo
Ana Lucia Belo na APL (Foto: Fernando Machado)

O presidente da Abrajet Nacional, Helcio Estrella, foi uma presença muito festejada no I Prêmio Recife te Quer.

Ricardo Guerra, secretário de Turismo de Gravatá, deu a maior força para o Encontro Nacional da Abrajet naquele município.

O jornalista Rogério Almeida foi eleito, conforme esta coluna previu, presidente da Abrajet da Paraiba.

Noite de autógrafos

Marcando os 10 anos da morte do poeta pernambucano, João Cabral de Melo Neto, a pesquisadora e professora da Universidade Estadual de Pernambuco, Selma Vasconcelos, lança, hoje, às 19h, no Museu do Estado, o livro “João Cabral de Melo Neto-Retrato falado do poeta”. Na ocasião, haverá também a exibição do filme “Recife/Sevilha – João Cabral de Melo Neto” do cineasta Bebeto Abrantes – Giros Produções – com sua última entrevista gravada. O prefácio é do poeta Marcus Accioly.

O escritor pernambucano Gustavo Arruda lançou nacionalmente pela ZIT Editora (RJ), o livro “Deu com a Pleura! matutices da cidade grande”. São 29 crônicas de humor popular, contendo mais de 600 expressões regionais (traduzidas em glossários individuais para cada texto). O objetivo é divulgar a cultura local para todo o Brasil, além de registrar nosso jeito peculiar de falar, para preservar esse dialeto regional, que traduz a riqueza cultural brasileira.