Fernando Machado

Blog

Tag altar

Anotações do Cotidiano

Hoje, às 19h, sobem ao altar da Igreja da Madre Deus, Gabriela, filha de Ana Claudia e João Luiz Dias Perez e Paulo, filho de Maria de Fátima e Getulio Tadeu Chaves de Andrade. A cerimônia será presidida pelo padre Rinaldo Pereira. Os novos receberão os cumprimentos na Usina Dois Irmãos. Gabriela é neta desta grande figura humana que é Rosa Mineiro Dias.

O Grupo Espírita Francisco de Assis promove no dia 19 de novembro o seminário Pazear ano 11, com direito a palestras, apresentações musicais e teatro. O encontro será no auditório da Faculdade Metropolitana, com renda para o Lar de Clara. O tema, Caminhando com Jesus na Galileia, será apresentado pelos palestrantes Adilson Ferreira (SP) e Severino Celestino (PB). Informações: (81) 9.9913.0914.

Fatos Diversos

Neste sábado, às 19h, sobem ao altar da Igreja da Madre Deus, Gabriela, filha de Ana Claudia e João Luiz Dias Perez e Paulo, filho de Maria de Fátima e Getulio Tadeu Chaves de Andrade. Os novos receberão os cumprimentos na Usina Dois Irmãos. Gabriela é neta desta figura notável que é Rosa Mineiro Dias.

Quinta-feira, às 17h, no Memorial da Medicina de Pernambuco, no Derby, acontece a posse do Acadêmico Leonardo Dantas, na Academia de Artes e de Letras de Pernambuco. Ele vai ocupar a cadeira 16, e será saudado pelo acadêmico Tarcisio Barreto Campello. No comando do evento está o presidente Moisés da Paixão.

O sim de Simone e Walter

O casamento da advogada Simone Duque de Miranda com o medico Walter França, realizado nos jardins da residência localizado no Condomínio Imperial Grand Village, em Gravatá, foi muito lindo. O noivo, Walter França, muito elegante by Brooksfield não quis seguir até o altar pela nave central, preferiu esperar os padrinhos e a noiva, diante do altar, simples, mas impecável. Na mesa, um aparador que pertenceu a Janete Costa repousava duas ânforas em porcelana com arranjos de lisiantos brancos.

Diniz Eugênio e sua mãe Simone Duque de Miranda (Foto: Fernando Machado)

Simone Duque de Miranda e o filho Diniz Eugenio (Foto: Fernando Machado)

Um trio de músicos da Orquestra Star e Daniella Verolli executaram a canção Amigos para Sempre composta por Andrew Lloyd Webber e letra, de Don Black surgiram os padrinhos de um arco de ásteres. Foram quatro casais de cada lado. Pelo noivo tivemos Rodrigo França by Crawford que é filho de Walter e sua namorada Lívia Saihg by Cavendish, Elizário Balbe e Sandra França, Paulo Moraes e Claudia Brasileiro, Guilherme e Carolina Falcão.

Niara Branco, Simone Duque de Miranda e Walter França (Foto: Fernando Machado)

Walter França entre o filho Rodrigo e a futura nora Lívia Saihg (Foto: Fernando Machado)

E por parte da noiva Márcio e Isabela Miranda, Michelle Miranda e Oswaldo Scalzo, Gisa e Claudio Américo de Miranda, Luiz Ataide e Graça Melo. Até chegarem ao altar eles desfilaram entre jardineiras tem ásteres. Alice Ruiz escreveu que “entre uma estrela e um vagalume o sol se põe”. E diria que entre um beija flor que sobrevoou o local da cerimônia, e o por do sol Walter e Simone se tornaram marido e mulher. Quando Simone e Walter escolheram para casar às 17h, devem ter se lembrado de Gandhi que afirmou: “Quando admiro a maravilha de um pôr-do-sol ou a beleza da lua, minha alma se expande em reverência ao Criador”.

A senhora Geralda Farias by Musa (Foto: Fernando Machado)

O executivo Leo Coutinho e a cerimonialista Josie Campello (Foto: Fernando Machado)

Simone estava deslumbrante. Lembrava uma sílfide no vestido de cetim de seda pura. As mangas em filó bordadas com perolas em diversos tamanhos, by Eliete Conte. Ela e o filho Diniz Eugenio, seguiram pela nave central ouvindo a Lenda do Pianista do Mar, composto por Ennio Morricone. O casamento foi presidido pelo filho da noiva, o juiz Diniz Claudio. Que falou em ritmo de poeta. Passeou pelos esportes. Comparou o casamento utilizando o tênis e o frescobol. Sem dúvida, no casamento diria que foi uma homilia notável. Antes, tivemos uma saudação espírita religião de Simone, conduzida pela dentista Niara Branco.

Claudio Américo de Miranda e Gisa by Eliete Conte(Foto: Fernando Machado)

Vania Torres de Miranda entre os filhos José Renato e José Américo (Foto: Fernando Machado)

Na seqüência a filha Maria Eduarda Diniz, em grande noite de modelo assinado por Eliete Conte, trouxe as alianças. Foi sem dúvida um casamento muito emocionante. Walter e Simone iam se beijando, mas o juiz advertiu, ainda não casei e todos caíram na gargalhada. Depois de tudo formalizado, disse: “Pronto agora podem se beijar”. Depois Simone leu uma bela saudação, escrita por ela para Walter e ele, que é tímido teve que também falar. Meio sem jeito confessou “prefiro falar com minha alma”. Os convidados aplaudiram muito.

Os irmãos Diniz Claudio e Maria Eduarda Diniz (Foto: Fernando Machado)

O decorador Robson Sales (Foto: Fernando Machado)

Simone e Walter deixaram o altar ao som de New York, New York, composta por John Kander e Fred Ebb, trilha sonora do filme do longa metragem de Martin Scorsesse. A decoração da cerimonia civil e da recepção foi grifada pelo decorador Robson Chagas. De parabéns também Josie Campello pelo correto cerimonial. Depois os convidados seguiram os noivos para o interior da bonita casa estilo chalé suíço, onde eles receberam os convidados para a excelente festa. Amanhã escreverei sobre a recepção.

Andréa e César casam na Madre Deus

Um casamento na Igreja da Madre Deus com seu estilo Maneirista datada 1720 é uma festa para nossos olhos. Seu altar-mor é deslumbrante todo recheado de talhas barrocas do século XVIII. A Madre Deus é a mais antiga igreja do Recife. Quando a Igreja do Corpo Santo, a primeira instalada no Recife Antigo, foi demolida, todo seu acervo de imagens foi transferido para ela. O seu lavabo de mármore de estremoz é considerado um dos mais bonitos do Brasil. No seu retábulo o destaque fica para a imagem de Nossa Senhora Mãe de Deus também século XVIII.

Frei França abençoando César e Andréa (Foto: Fernando Machado)

Cesar e Andréa ouvem atentamente a leitura da Bíblia (Foto: Fernando Machado)

A igreja é tão majestosa que nem precisava de decoração. Todavia o decorador Anderson Barbosa conseguiu dá um toque de mais beleza ao templo com uma decoração irrepreensível. A nave central virou uma jardineira de gypsophilas. Dois enormes arranjos de lírios e rosas brancos abriam espaço para o cortejo dos pais, dos padrinhos e dos noivos até alcançar o altar. No altar quatro arranjos de lírios e lisiantus deram aquele toque especial ao local.

Amanda Vasconcelos e Luiz Alexandre Lages (Foto: Fernando Machado)

Catarina Furtado e Daniela Figueiras (Foto: Fernando Machado)

Pois bem foi nesse cenário recheado de história que casaram, sexta-feira, à noite, Andrea filha de Maria Aparecida Sarmento Maia e Vulpian Novais Maia Filho, e César, filho de Rita de Cássia Freire de Melo Vasconcelos e Belmiro Cavalcanti do Egito Vasconcelos. A cerimônia foi presidida pelo Frei Luiz de França Fernandes, que usou um pluvial dourado, lindo, adquirido na sua ultima viagem a Roma, na Itália.

Frei França e seu pluvial dourado (Foto: Fernando Machado)

Sandra Moraes e os filhos George e Maria Beatriz (Foto: Fernando Machado)

O ministério musical foi com uma parte da Orquestra Maximus. E esteve impecável. Os 24 padrinhos, 12 de cada lado, entraram no templo, ao som de Over the Rainbow (tema do filme O Mágico de Oz da notável Judy Garland e do programa Você Faz o Show na TV Jornal do Commercio) e Once Upon a Star. O noivo, Cesar by D&G muito elegante, surgiu na nave central da igreja, ao lado de sua mãe, Rita de Cássia em grande noite by Arte Sacra Couture, tendo como fundo musical Your Song de Elton John.

Ligia Vasconcelos e Arthur Lages (Foto: Fernando Machado)

A mãe da noiva, Maria Aparecida Sarmento Maia (Foto: Fernando Machado)

Depois entraram Maria Aparecida, muito elegante, by Lucas Anderi e Belmiro by Harry’s, ao som de Ressentment de Beyoncé. Então os sinos começaram a repicar e as portas da Madre Deus se abriram e surge à noiva, Andrea, muito impecável num modelo de Lucas Anderi, acompanhada pelo pai, Vulpian, by Ricardo Almeida, ao som da Marcha nupcial de Félix Mendelsohn. A primeira leitura foi aclamada pelo irmão, Vulpian Neto by Ricardo Almeida.

Maria Wanick Sarinho (Foto: Fernando Machado)

Rita e Belmiro Vasconcelos com filho César (Foto: Fernando Machado)

A homília do Frei França teve aquele toque de fé, esperança e caridade. Depois tivemos um duelo de vozes, entre Frei França e o coral da Maximus, cantando Marcas do Eterno do Padre Fábio de Melo. Não houve vencedor. Foi lindo, demais. Andrea e Cesar, à frente do cortejo, saíram da Madre Deus, ao som de Aquilo que dá no Coração, de Lenine. Outro casamento que marcou época no Recife. Amanhã, o blog escreverá como foi a maravilhosa recepção na Blu’Nelle.

  • 1 2 9