Fernando Machado

Blog

Tag acerto

Flashes

Depois do placar ontem do Brasil 3 e Lula 0, o dólar caiu e a bolsa subiu. Imagina o que não vai acontecer quando ele for preso, mesmo que domiciliar.

O artista plástico Demazinho Gomes postou ontem no seu face que Lula é candidato a Rainha do Milho. E acrescento de sua terra Caetés.

Hoje, às 22h, na AABB, acontece o II Acerto de Marcha do Bloco da Saudade, com o seu coral, Orquestra do Maestro Lessa e Ed Carlos.

Isabel Bezerra presidente do Bloco da Saudade (Foto: Fernando Machado)

O governador Paulo Câmara esteve, ontem, em Brasilia, com os ministros Torquato Jardim e Raul Jungmann.

O vereador Alberes Lopes vai colaborar com o desfile da escola de samba União de Jacarepaguá, do Rio de Janeiro, que homenageia Caruaru.

Clínica Ortho, em Casa Forte, do médico Fernandes Arteiro, lançou novo layout do espaço, com mais conforto, e raio-X digital.

 

Flashes

Obrigado professor Roberto Pereira pelos elogios ao blog por conta da cobertura de Carnavais Antigos, Siri na Lata e Baile Municipal.

O Clube das Pás promove o Baile do Zé Pereira, sábado, a partir das 21h, com show da sua orquestra de frevo, intitulada Continental.

Amanhã, às 20h, na Praça Maciel Pinheiro, temos Acerto de Marcha do Bloco da Saudade, com a participação dos Guerreiros do Passo.

O imortal Paulo Gustavo de Oliveira nos agradece as notas da sua palestras, que aconteceu ontem na Academia Pernambucana de Letras.

O Recife Praia Hotel promove café da manhã especial de Carnaval no domingo, somente para os hóspedes e convidados.

Chegando hoje ao Recife, o deputado italiano Ricardo Merlo. Será ciceroneado pelo cônsul Gabor de Zagon.

Flávio Gadelha ministra a partir de hoje, um Curso de Pintura no Centro de Pesquisa da Evolução da Consciência, na Rua Real da Torre, 1046.

Fatos Diversos

Sábado, às 17h, no Museu do Estado, o gaitista norte-americano Birdlegg fecha a programação do mês pelo projeto Ouvindo e Fazendo Música. No programa blues. Entrada R$ 6 e R$ 3. Clientes Santander e sócios da Sociedade dos Amigos do Museu são isentos do valor.

Acontece hoje, às 19h, no Pátio de São Pedro, mais um Acerto de Marcha para o Carnaval 2017. Estarão nesta noite dedicada ao saudosismo dos antigos carnavais os blocos Eu Quero Maisinho, Flores, Batutas de São José, Ilusões, Seresteiros de Salgadinhos e Eu Quero Mais.

O esplendor do Bloco da Saudade

E sexta-feira aconteceu nos salões da AABB, o penultimo o Acerto de Marcha do ano promovido pelo Bloco da Saudade leia-se a presidente Izabel Bezerra. E como sempre é um sucesso de publico e de animação. Lá quem reina é o frevo, seja ele de rua ou canção. É uma festa clássica para quem tem sensibilidade e bom gosto musical. Os falsos modernos acham os blocos líricos são caretas. São as vítimas do marketing imposto pelas mídias.

Amílcar Barbosa e Izabel Bezerra (Foto: Fernando Machado)

Claudia e Felipe Cabral de Melo e a flabelista (Foto: Fernando Machado)

Quando lá cheguei o Coral do Bloco da Saudade composto por 12 cantoras e a Orquestra de Pau e Cordas regida pelo Maestro Bozó (Eweron de Souza), cantavam Boneca composto por Aldemar Paiva e José Menezes. O coral de duas mil vozes respondia “Digam quem quiser, tu és boneca / Brinquedo do meu coração / Falem quem quiser, és a boneca / De olhos cor de sonho / Vestida de ilusão / És a boneca bonita / De trança comprida / Olhando pro chão / És a boneca dourada / Da loja encantada / Do meu coração”.

Célia e Luiz Lapenda (Foto: Fernando Machado)

Ely Madureira e Humberto Vieira de Melo (Foto: Fernando Machado)

E depois o publico vai à loucura com “Saudade, é isso que a gente sente / Saudade, é falta que faz a gente / Alguém que partiu / Alguém que morreu / Alguém que o coração não esqueceu / Podem tocar os clarins / As notas do prazer e da exaltação / Podem passar arlequins / Pierrots e colombinas no salão / Podem dançar e cantar / Não levam não, / A saudade do meu coração”, é exatamente nesse frevo de bloco de Aldemar Paiva que resume esse baile.

Gabriela Cavalcanti, Yago Braga e Bárbara Rodrigues (Foto: Fernando Machado)

Gildo Paes Barreto e Rosane Caracciolo (Foto: Fernando Machado)

Como era o aniversário do grande Getúlio Cavalcanti ele subiu ao palco depois ouvir os tradicionais parabéns para vocês cantou vários hits, como “Quem conheceu Sebastião / De paletó na mão / E aquele seu chapéu / Por certo está comigo crendo / Que ele está fazendo carnaval no Céu / Maracatu de Dona Santa / Nunca mais encanta / Ele já se foi / Cadê o seu frevar dolente / Ai!.. Adeus, adeus Emília” / Eu vou prá Brasília, / Ele assim falou “Meu carnaval vai ser bacana” / Com a Mariana ele comentou / Por fim chegou a Manuela / Ele disse é ela / Minha inspiração / E assim cercado de carinho / Disse adeus sozinho / O bom Sebastião”.

Os Guerreiros do Passo (Foto: Fernando Machado)

A Orquestra do Maestro Lessa e os Guerreiros do Passo (Foto: Fernando Machado)

Agora chegou a vez do frevo de rua e para tal entrou a Orquestra do Maestro Lessa e começou seu carnaval tocando O hino da Marinha em ritmo de Frevo. Foi lindo demais. E para dar mais beleza a intervenção aparece o grupo Guerreiros do Passo, que arrasaram quarteirão mostrando como surgiu o frevo, via capoeira, ao som de Esquenta Muié, de Nelson Ferreira; Três da Tarde de Lídio Macacão, tudo isso com direito a jogar talco nos passistas. Era o frevo sendo resgatado que o atual governo pernambucano tenta acabar. A apresentação do grupo terminou com os frevos Mexe com Tudo de Levino Ferreira e Cabelo de Fogo de Nunes.

As gêmeas Jane e June Matoso (Foto: Fernando Machado)

Leonardo Dantas e Terezinha Nunes (Foto: Fernando Machado)

E quando a orquestra começa a tocar Capiba o clube estoura de alegria. “Madeira do Rosarinho / Vem a cidade sua fama mostrar / E traz com seu pessoal / Seu estandarte tão original / Não vem pra fazer barulho / Vem só dizer… e com satisfação / Queiram ou não queiram os juízes / O nosso bloco é de fato campeão / E se aqui estamos, cantando esta canção / Viemos defender a nossa tradição / E dizer bem alto que a injustiça dói / Nós somos madeira de lei que cupim não rói”.

Renata Torres e Ricardo Correia (Foto: Fernando Machado)

Marcos e ConceiçãoBonaldi (Foto: Fernando Machado)

E um acerto de marcha sem “Pavão Dourado, Camelo de Ouro e Bebé / Os Queridos Batutas da Boa Vista / E os Turunas de São José / Príncipe dos Príncipes brilhou / Lira da Noite também vibrou / E o Bloco da Saudade, assim recorda tudo que passou.” E todos tinham razão para tal. E assim a noite foi passando com o toque do verdadeiro Carnaval do Recife desfilando pelos nossos olhos. Até a Lua Cheia se despedindo para dá vez a Quarto Minguante testemunhou que o Recife, apesar de tudo, ainda tem o melhor carnaval do Brasil.

Rose e Getúlio Cavalcanti (Foto: Fernando Machado)

Paulo Sarubbi e Regina Pinto Ferreira (Foto: Fernando Machado)

E quando de lá sai, tocava Voltei Recife, de Luiz Bandeira: Voltei, Recife / Foi a saudade que me trouxe pelo braço / Quero ver novamente “Vassoura” na rua abafando / Tomar umas e outras e cair no passo / Cadê “Toureiros”? / Cadê “Bola de Ouro”? / As “pás”, os “lenhadores” O “Bloco Batutas de São José”? / Quero sentir a embriaguês do frevo / Que entra na cabeça depois toma o corpo e acaba no pé”. E como compôs Capiba: Bela é tudo que é belo. / O perfume de uma rosa, / O sorriso da criança, / O que fica na lembrança. / Bela é ver o passarinho, / Indo em busca do seu ninho / Todo mundo se amando / Com amor e com carinho / Uns chorando e outros sorrindo de amor”.

  • 1 2 7