Pausa poética

“Qual é o pó, qual é pó / É entrar na folia / E arranjar um xodó / Ai essa não / Não sou de casamento / E nem dou meu coração / Cachaça só tomou na cuia / Meu fraco é namorar / Aquelas tuias”. Sebastião Lopes,