Pausa Poética

“As coisas mudam no devagar depressa dos tempos”. Guimarães Rosa