Fernando Machado

Blog

Tag animação

Anotações do Cotidiano

Sexta-feira, Andréa Leal, fotógrafa especializada em newborn, crianças, família e lifestyle, inaugurou seu estúdio de fotografia, em Casa Forte, em ritmo de sucesso. Cerca de 80 convidados participaram do encontro cujo bufê foi grifado pela La Cuisine. A animação ficou por conta do DJ Luis Felipe Jordão. Muitos fotógrafos bateram o ponto no novo espaço.

Gabriela Veloso, Andréa Leal e Danielli Kohni em Casa Forte (Foto: Paloma Amorim)

O Banco do Nordeste elegeu 212 projetos para patrocínio via seleção pública de propostas de cunho institucional e mercadológico. O resultado está disponível no www.bancodonordeste.gov.br. Todos os estados onde o BNB atua receberão recursos, de até R$ 100 mil por projeto, para patrocínio a iniciativas realizadas até 31 de dezembro de 2017. Em Pernambuco, serão patrocinados 23 projetos.

Fatos Diversos

A estilista Iracema Scharf, há 20 anos residindo na Alemanha, lança, hoje, no Catamaran Eventos, sua grife de moda beachwear e sportwear, que leva seu próprio nome. Estará presente a atriz Júlia Dalavia.  A coleção foi batizada de African Experience.

Iracema Scharf lançando moda (Foto: Gianne Carvalho)

O Shopping Guararapes vai colocar na rua, pela primeira vez, ou melhor, no edifício garagem, o Bloquinho Guararapes. Isso vai acontecer no dia 11 de fevereiro. A animação ficará por conta das bandas Mini Rock, Bandalelê, AnimaKids e Tio Bruninho.

Parabéns, Marina Paiva!

Nanie, Clóvis José, Marina, Maria Thereza e Paula (Foto: Fernando Machado)

Ao som “Marina, morena / Marina, você se pintou / Marina, você faça tudo / Mas faça um favor / Não pinte esse rosto que eu gosto / Que eu gosto e que é só meu / Marina, você já é bonita / Com o que deus lhe deu / Me aborreci, me zanguei / Já não posso falar / E quando eu me zango, Marina / Não sei perdoar / Eu já desculpei muita coisa / Você não arranjava outra igual / Desculpe, Marina, morena / Mas eu tô de mal”, a diva Marina Paiva convocou seus convidados para seguirem até a mesa, pois o jantar já estava servido.

Carol Sá Leitão, Reiville Serra e Cibely Estrela (Foto: Fernando Machado)

Fernando Lobo e Clarissa Luna (Foto: Fernando Machado)

Antes um coral de 60 vozes cantou os tradicionais parabéns para você e ela cortou o bolo dourado by Pavlova. E como era o dia de Nossa Senhora da Conceição a vocalista Lena Benevides acompanhada do acordeonista Derico Alves cantou “Cubra-me com seu manto de amor / Guarda-me na paz desse olhar / Cura-me as feridas e a dor me faz suportar / Que as pedras do meu caminho / Meus pés suportem pisar / Mesmo ferido de espinhos me ajude a passar / Se ficaram mágoas em mim / Mãe tira do meu coração”.

Fernando Paiva e Rosário (Foto: Fernando Machado)

Marcos Rolim e Rose Porpino (Foto: Fernando Machado)

Claro que Marina Paiva ficou visivelmente emocionada. E este momento inesquecível aconteceu quarta-feira, no seu belíssimo apartamento da Avenida Boa Viagem, quando Marina comemorou seu aniversário com um jantar. O apartamento fica debruçado para o mar de Boa Viagem e tem com uma vista sensacional. Foi um encontro muito elegante e com direito a curtir várias obras de artes do espaço. Marina, em grande noite de branco, recebia ao lado dos filhos Clovis José, Nanie, Maria Theresa e Paula.

Maria José Mendonça (Foto: Fernando Machado)

Rita e Carlos Alberto Gueiros Junior (Foto: Fernando Machado)

A mesa onde foi servido jantar estava deslumbrante, com várias floreiras de hortênsias, rosas, orquídeas e lisianthus, num dégradé de azul. O projeto foi de Dedeka e Gabriela Galvão. Sobre ela caia do teto um lustre de cristal Saint Louis. Também se podia admirar uma cascata de camarões ao molho de champanhe, degradé de pecorino, haddock defumado e caviar negro, mousse de figos frescos, torta de alho poró envolta de aspargos em branches, torre de gravlax de salmão defumado, finalizado com shitake e brotos frescos. Uma loucura de sabor.

Marina Paiva Neta (Foto: Fernando Machado)

Ana Maria Paiva e Marina Paiva (Foto: Fernando Machado)

A animação ficou por conta da vocalista Lena Benevides com o seu teclado acompanhada do acordeonista Derico Alves. No repertório Wesley Safadão, Anitta, etc. E a turma cantava como se fosse a ultima vez de suas vidas. Mais animação impossível. O bufê do chef Kiko Selva, do restaurante It, era de se comer de joelhos para Nossa Senhora da Conceição. No cardápio camarão ao molho leve de macaxeira com perfume de leite de coco fresco, arroz branco com noir de amêndoas; roast beef ao demiglace perfumado de tomilho, finalizado com shitakes frescos.

Miguel Henriques (Foto: Fernando Machado)

O chef Kiko Selva (Foto: Fernando Machado)

Ainda musseline de mandioquinha, arroz de pato com chouriço português e crocante de batata doce. Para sobremesa torta de chocolate belga nega maluca do chef, torta banofee à base de doce de leite argentino, fava de baunilha fresca, banana, ganache de chocolate belga e chantilly fresco; cheescake de goiabada cascão, torre de sorvete com praline de biscoito, nozes e calda de caramelo francês. Tudo isso regado a espumante Chandon e vinho Flor de Castro. E assim se passou a noite, com os olhos se enchendo de bom gosto, os ouvidos atentos ao bom papo e a boca se fartando de gosto bom. Essa Marina você é demais!

Maria Angelina Miranda e Vanilde Nóbrega (Foto: Fernando Machado)

Recordar é Viver: Carnaval de 1936

carnaval1936-maracatu-leao-coroado-dm25fev1936

O Maracatu Leão Coroado (Fotos: Diário da Manhã)

carnaval1936-batutas-de-santo-amarodm25fev1936a

O Batutas de Santo Amaro

corso-presidente-pedro-alves-dm25fev1936a

Eles eram felizes, no corso, e nem sabiam e o presidente do Quatro Diabos, Pedro Alves

Há 75 anos, os foliões estavam tristes por conta da Quarta-feira ingrata. Carnaval de 1936 foi um dos mais animados dos últimos anos. A cada ano, escreviam os jornais, o corso pelas ruas da Imperatriz e Nova, além da Avenida Guararapes e da Pracinha do Diário melhorava mais. Naquela época o corso se destacava pela originalidades dos foliões utilizando seus carros com muita maestria.

carnaval1936-bloco-batutas-da-serra-dm25fev1936

O Bloco Batutas da Serra

clube-dragões-de-momo-carnaval1936-dm25fev1936

Clube Dragões de Momo

E tudo na maior harmonia, sem brigas e direito a lança perfumes, confetes e serpentinas. O governador Carlos de Lima Cavalcanti fez questão de brincar no corso, usando seu carro particular e com ele estava o subcomandante da Brigada Militar, tenente coronel Affonso de Albuquerque, e claro com seus familiares. Foi um carnaval ordeiro e sem incidentes.

clube-alemao-carnavaldm25fev1936

O Clube Alemão

clube-de-tenis-de-boaviagem-carnaval1936-dm25fev1936a

Clube de Tênis de Boa Viagem

Nos clubes sociais outra explosão de alegria com essa musica de Capiba: “Manda embora essa tristeza, manda por favor / Pode ser que essa tristeza mate o nosso amor. / Tu andas tão triste, somente a chorar / Mas por isso eu não vou me privar de dançar / Tu sabes que eu passo o passo na rua / Mas é pensando na imagem tua. / A dançar e cantar com o meu violão / Mas não é verdade / Te digo afinal / Só faço isso pelo carnaval.”

clube-internacional-carnaval1936-dm25fev1936

Clube Internacional do Recife

clube-portugues-carnaval1936-dm25fev1936

Clube Português do Recife

Ou então este sucesso de Nelson Ferreira: “Borboleta não é ave, / Borboleta ave é, / Borboleta só é ave / Na cabeça da muié… / Borboleta, borboleta / De voar nunca se cansa, / Menina de perna fina / De socó tem semelhança… / Borboleta não é ave… / Borboleta quando fores / Lá pras bandas do Norte / Da coruja minha sogra / Leva o gênio de má sorte…” Todavia nenhum clube começava sua frevança sem tocar Vassourinhas de Mathias da Rocha e Joana Batista.

quatro-diabos-carnaval-em-veneza-corso1936-dm25fev1936

Carro de alegorias Carnaval em Veneza do Clube Quadro Diabos

quatro-diabos-borboletas-corso1936-dm25fev1936

Carro de alegorias Paraíso das Borboletas do Clube Quatro Diabos

E não podemos esquecer o desfile do Clube Quatro Diabos, leia-se o presidente coronel Pedro Alves, acho que era o Galo da Madrugada da época. As alegorias eram caprichadas e com muito requinte e beleza. Os jovens e os adultos caiam no passo como se fosse o último carnaval de suas vidas. Atualmente é funk, quadradinho e axé. Carnavais como este jamais o recifense viverá novamente.

rua-corso1936-dm25fev1936a

Olha a beleza destes dois carros no corso pela ruas do Recife

rua-corso1936-dm25fev1936b

Estes dois carros com os foliões cantando muito muito

tuna-portuguesa-carnaval1936-dm25fev1936

O Clube Tuna Portuguesa elegância no carnaval