Fernando Machado

Blog

Tag diretora

Sala Lybia Queiroz Maranhão

Margot Monteiro e Sydia Maranhão (Foto: Eunice Couto)

Margot Monteiro, Gilberto Freyre Neto e Marta Freire (Foto: Eunice Couto)

O Museu do Estado, cuja diretora é a artista plástica Margot Monteiro, inaugurou mais um ambiente na Casa. Estamos nos referindo à Sala Lybia Queiroz Maranhão. Nela está uma sala de estar composto de 13 peças, do século 19. Um conjunto com marquesão e quatro cadeiras com braços, uma escrivaninha com cadeira, dois tapetes sendo um francês de parede e três lustres (dois de cristais e um em bronze).

Maria Digna Pessoa de Queiroz, Sydia Maranhão, Thereza Lapa Carneiro de Albuquerque e Vera Correa de Araujo (Foto: Eunice Couto)

Para enriquecer mais o local, o arquiteto Carlos Augusto Lira fez a montagem, completou com uma sala de jantar do acervo do museu, assim como cinco quadros do pintor pernambucano Teles Junior (1851/1914). O Museu do Estado de Pernambuco foi criado em 8 de fevereiro de 1929, pelo Governador Estácio de Albuquerque Coimbra. Seu primeiro diretor foi o jornalista Aníbal Fernandes.

Betânia Peixoto e Hilda Queiroz (Foto: Eunice Couto)

Na cerimônia de inauguração do espaço tivemos duas falas: a da diretoria Margot Monteiro e a do Secretário de Cultura, Gilberto Freyre Neto. Ambos enalteceram o valor da doação feita pela família de dona Libinha Maranhão (1917/2015), via Sydia Maranhão. Depois foi servido um coquetel cortesia do Clã Maranhão. Muita gente da família da homenageada, e amigas principalmente aquelas frequentavam os almoços que Libinha oferecia na sua casa às quartas-feiras, fizeram questão de participar do encontro.

Maria do Carmo Calado, Gilberto Freyre Neto e Rinaldo Carvalho (Foto: Eunice Couto)

Informação cultural: O palacete é do século XIX, pertenceu a Augusto Frederico de Oliveira, filho do Barão de Beberibe, tornou-se sede própria do Museu do Estado de Pernambuco a partir de 1940. No começo do século XX, o prédio foi modificado com o acréscimo do segundo pavimento e, em dezembro de 1951, foi incorporado ao patrimônio do Museu um novo pavilhão, denominado de Anexo I, ampliando o espaço cultural para novas atividades.

Geralda Farias (Foto: Eunice Couto)

Os historiadores Reinaldo Carneiro Leão e José Luiz da Mota Menezes (Foto: Rinaldo Carvalho)

Fatos Diversos

Andrea Rodrigues, diretora da Olah Social, está à frente do projeto da festa de lançamento da nova embalagem do uísque Passport no Recife. O encontro acontece hoje, no Roof Top do Tacaruna. Quem recebe os convidados é a embaixadora da marca no Brasil, Nathália Lourenço.

A embaixadora Nathália Lourenço (Foto: Divulgação)

O tabelião Filipe Andrade Lima, do Cartório Andrade Lima, representou o Colégio Notarial do Brasil nas reuniões institucionais da Comissão de Assuntos Americanos e da União Internacional do Notariado, que aconteceu em Buenos Aires, na Argentina.

Fatos Diversos

Terminou ontem um evento pioneiro na região. Estamos nos referindo ao HFN – Hotel & Food Nordeste, leia-se Tatiana Menezes (diretora da Insight Feiras & Negócios) que chegou a todo vapor para impulsionar principalmente negócios voltados para o turismo e a gastronomia. Foram mais de 120 expositores e uma vasta programação que pretende contribuir para o desenvolvimento da cadeia produtiva do setor.

Bichos de Cá pelo grupo Nhambuzim (Foto: Divulgação)

A Caixa Cultural Recife apresenta, de domingo até sábado, o espetáculo Bichos de Cá, do grupo Nhambuzim. O musical infantil conta sobre as espécies da fauna brasileira a partir de manifestações da cultura popular, misturando folclore e questões de meio ambiente. Além das cinco apresentações, o grupo ministra na Caixa Cultural Recife, sábado, às 15h, duas oficinas de musicalização para crianças de 5 a 8 anos com a linguagem do espetáculo Bichos de Cá.

Anotações do Cotidiano

Quarta-feira, cantor Petrúcio Amorim, que está completando 30 anos de atuação, foi homenageado na Assembleia Legislativa. A reunião solene foi proposta pelo do deputado Antônio Moraes. O Poeta do Forró como é conhecido nasceu em Caruaru, no dia 25 de janeiro de 1963 e se mudou para o Recife, e, em 1984, a carreira deslanchou com o disco Doce Pecado.

Petrúcio Amorim  e ao seu lado Antonio Moares (Foto: Sabrina Nóbrega)

O HOPE lança, hoje, às 18h, a segunda edição da revista Ponto de Vista. A publicação traz matérias exclusivas sobre Neuroftalmologia, déficit de audição, catarata infantil, ronco e apneia do sono, entre outros temas. De acordo com a diretora do HOPE, Cyntia Santiago, o seu objetivo é disponibilizar aos leitores, informações relacionadas à promoção da saúde.