Fernando Machado

Blog

Emilinha e Marlene – As Rainhas do Rádio

O Teatro Maison de France, no Rio de Janeiro, virou a Meca dos fãs das cantoras Emilinha Borba e Marlene, graças ao musical Emilinha e Marlene – As Rainhas do Rádio, com texto de Thereza Falcão e Julio Fischer e direção geral de Antonio de Bonis. São três horas de espetáculo mas a gente nem sente passar o tempo.

t-emlinha-marlene
O final é apoteotico com o publico aplaudindo de pé (Foto: Fernando Machado)

Não é uma montagem biográfica e sim a trajetória dessas divas que abalaram o Brasil, a partir de 1949, quando uma estreante Marlene desbancou a franca favorita do concurso Rainha do Rádio. Claro que a Antártica bancou a zebra, afinal era o lançamento do seu guaraná. Toda a doação era para ajudar a construção do Hospital dos Radialistas. Dava para concorrer?

t-emilinha-marlene
O elenco do musical (Foto: Divulgação)

E por conta disso surgiu a rivalidade entre as artistas e seus fãs-clubes. O elenco está maravilhoso com Solange Badin (Marlene), Vanessa Gerbelli (Emilinha), Stella Maria Rodrigues, Angela Rebello, Rosa Douat, Cristiano Gualda, Luiz Nicolau, Ettore Zuim, Mona Vilardo e Cilene Guedes. Sem dúvida um resgate do glamour da época de ouro do rádio brasileiro e da Rádio Nacional.

t-emilinha-marlene3
Emilinha Borba e Marlene (Foto: Divulgação)

O espetáculo passeia pela a história de duas irmãs que, depois da morte da mãe delas, vão à casa e encontram fotos do passado. Uma era fã de Emilinha (1923-2005) e a outra, de Marlene (87 anos). E a platéia vai revisitando os 50 canções de sucesso interpretas ao vivo. Um destaque para a orquestra com Affonso Neto (bateria), Clay Protásio (baixo), Jonas Corrêa (trombone), Eduardo Santana (trumpete) e Gabriel Gabriel (saxofone).

t-emilinha-marlene-div
Parte do elenco da peça (Foto: Divulgação)

Um dos momentos de emoção são os encontros de Angela Maria, Cauby Peixoto, Cesar de Alencar, Manoel Barcelos, Luiz Delfino, Dulcina de Morais, Eneida, Miele, Heron Domingues (Reporter Esso), Paulo Gracindo, Gonzaguinha, Bibi Ferreira e Edith Piaf. Até o Maison de France remete aqueles tempos. As cadeiras da esquerda são dos fãs de Emilinha e as da direita dos fãs de Marlene.

t-fernanda-bastos-luiza-nunes-vivian-esteves
Fernanda Bastos, Luiza Nunes e Vivian Esteves (Foto: Fernando Machado)

E o importante, a peça é um sucesso não somente de interpretação do elenco como de público. Nem precisa lembrar, que ela é formada quase por idosos. Entre os jovens destacamos a atriz Fernanda Bastos, a psicóloga Luiza Nunes e estudante de Letras Vivian Esteves. Um musical imperdível.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.