Fernando Machado

Blog

Ana Ferro, Rainha dos Tanoeiros do Recife

O romance entre o governador de Pernambuco durante o Brasil holandês e uma cortesã no cais do porto do Recife é pano de fundo para narrar os amores impossíveis da boemia do século XVII. Inspirada no poema de Vital Correia Araújo e em pesquisas do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico de Pernambuco, a carioca Miriam Halfim criou um texto histórico com lampejos de ficção apresentando personagens reais em situações possíveis de terem acontecido.

Pedro Dias e João Neto na peça Ana Ferro (Foto: Divulgação)

A encenação de Ana Ferro, Rainha dos Tanoeiros do Recife, do pernambucano Emanuel David D’ Lúcard busca criar uma ponte entre os séculos XVII e XXI, elencando perspectivas sobre gênero, religião e racismo. A peça será encenada nos próximos dias 21 e 22 de setembro, às 20h, no Teatro Marco Camarotti/SESC de Santo Amaro. No elenco estão Cláudia Alves, Euclides Farias, Geraldo Cosmo, João Arthur, Marcos Pergentino, Patrícia Assunção, Pedro Dias e Telma Ratta.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.