Fernando Machado

Blog

Caixero é Santa Cruz de Corpo e Alma

O desportista e tricolor de corpo e alma, João Caixero de Vasconcelos, deu um presente aos que gostam de futebol, principalmente aos torcedores do Santa Cruz. Estamos nos referindo na maravilhosa coleção Eu Sou Santa Cruz de Corpo e Alma. São três volumes bem produzidos. Caixero reuniu profissionais de primeira linha para transformar a idéia surgida na década de 80 nessa notável obra. Ele não se esqueceu de outro idealizador da enciclopédia, Aristófanes de Andrade.

sc-joao-caxeiro

João Caixero na noite de autógrafos do seu livro na sede do Santa Cruz (Foto: Fernando Machado)

Os textos jornalísticos foram de Claudemir Gomes, José Neves Cabral e Lenivaldo Aragão. E outros dos já falecidos Givanildo Alves, Helio Pinto e Julio José Bezerra. A diagramação foi de Deusdedith Antônio da Silva, as ilustrações do chargista Humberto Araújo e o prefácio é de Leonardo Dantas Silva. No primeiro volume temos a história do Santinha, desde sua ata de fundação até o campeonato de 2015. No recheio fotos e mais fotos do seu 12º segundo jogador, e o mais importante: a torcida.

sc-livro-santa-cruz2

Santa Cruz de Corpo e Alma numa edição histórica (Foto: Fernando Machado)

O segundo volume está dedicado aos depoimentos, incluindo um nosso. E finalmente no terceiro e último, temos pequenas biografias dos ídolos do Santa Cruz. Quando destacamos a estrela negra do Arruda, Sebastião da Virada. E não podemos esquecer a Embaixada Suicida. Devido a uma crise financeira, em 1943, a diretoria resolveu fazer uma excursão ao Norte do Brasil. Nessa aventura o time voltou com dois desfalques que morreram de febre tifo: o goleiro King e o atacante Papeira. Um livro entra para a história do Mais Querido.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.