Fernando Machado

Blog

Dona Leoni: A PHD em Bolos de Noivas

Hoje esta coluna amanheceu com gosto bolo de noiva, mas não é um bolo de noiva qualquer. É aquele bolo de origem inglesa, mas que uma piauiense, descendente de palestinos, reinventou pernambucanamente, para brilhar nas festas. Deveria ser também patrimônio imaterial de Pernambuco, mas não é. A turma nova não sabe de quem estou falando, mas vou apresentá-la. É a virtuose Leonie Hazin Asfora, como era mais famosa, Leoni Asfora.

b-leoni-asfora3

Dona Leoni Asfora (Foto: Acervo Eliane Asfora)

Dona Leoni nasceu na Parnaíba, no Piauí, no dia 21 de fevereiro de 1921, mas aos dois anos seus pais vieram para Pernambuco e nunca mais ela se afastou da terra do frevo e do maracatu. Casou-se aos 19 anos com Alexandre Asfora, também filho de palestinos e desta união tiveram quatro filhos: Vânia, falecida ano passado, Jane, Marco Antonio e Eliane.

b-bolo-marion-araujo

Esse foi o primeiro bolo ela confeccionou, para um cliente. A felizarda foi Marion Araujo (Foto: Acervo Eliane Asfora)

Leoni e Alexandre comemoraram todas as datas marcantes de bodas 25, 30, 40 e 45 anos de casados, infelizmente faltando dois nos para as Bodas de Ouro, ele faleceu. E isso aconteceu em 1988. Dona Leoni seguiu como viúva por quatro anos, e faleceu no dia 01 de janeiro de 1993, de embolia por conta de uma queda. Ela brilhou como um diamante nos casamentos e festas do Recife e do Brasil.

b-jane-eliane-leoni-asforaa

Jane, Eliane e dona Leoni Asfora (Foto: Acervo de Eliane Asfora)

Desde a década de 50 que seus bolos começaram a ficar conhecidos fora do âmbito familiar. Porque para os filhos, e sobrinhos ela já abrilhantava todas as festas. Esse grande nome da gastronomia, no item bolo, enviava suas obras para casamentos de várias partes do Brasil. Assinou bolos para eventos de gente muito importante do mundo político e social, mas sempre conservou a simplicidade e singeleza.

b-leoni-asfora-bolos

Outra peça de arte de dona Leoni Asfora (Foto: Acervo de Eliane Asfora)

Leoni sempre teve presente nas suas veias a arte. No entanto foi na de confeitar que se aprimorou. Como era muito talentosa na culinária, juntaram as duas atividades que resultou no bolo de noiva mais tradicional em nosso Estado. Desde jovens as filhas Eliane e Jane começaram a ajudá-la. E nem sentiram que já estavam prontas para continuar a atividade da mãe. Após o falecimento de Dona Leoni, foi fácil prosseguir na maravilhosa tarefa de bolo de noiva.

b-leoni-asfora-rindo

A virtuose Dona Leoni Asfora (Foto: Acervo de Eliane Asfora)

Já que a palavra hub está na moda no Nordeste, afirmo que ela foi o hub das boleiras. Dona Leoni Asfora entrou para a história da nossa gastronomia, sem decreto ou lei, e sim pela notoriedade. Chegou ao Olimpo da gastronomia e nem se imaginava uma deusa. Esta uma homenagem estava faltando para essa consagrada mulher, PHD no setor, sem nunca chegar a uma Universidade.

b-bolo3

Mais um bolo de uma geração dourada (Foto: Acervo Eliane Asfora)

Informação gastronômica: Hoje completa 13 anos que dona Leoni Asfora faleceu. Todavia, quem não conheceu seus bolos, poderão degustar via suas filhas Jane e Eliane Asfora. Informações no f leonibolos, @leoniasforabolos, pelos telefones 3222.4654 e 3221.4363.

8

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.