Fernando Machado

Blog

I Baile Municipal do Recife

Hoje a coluna amanheceu com gostinho de saudade. Há 53 anos, acontecia no Clube Internacional, o I Baile Municipal do Recife. A ideia do baile partiu do jornalista Alexandrino Rocha com o objetivo de disputar com o Baile do Galo, que era realizado no Clube Português de Salvador, as páginas das revistas O Cruzeiro e Manchete. O então prefeito do Recife, Miguel Arraes, ficou meio receoso com a ideia, mas aceitou o desafio desde que fosse para divulgar o frevo. A prévia resultou num sucesso colossal com a participação do nosso high society, a rigor.

m-rainha-elizabeth-ana-maria-ramiro-costa-manchete

A Rainha Elizabeth I, Ana Maria Ramiro Costa Caldas (Foto: Manchete)

O anfitrião do Baile foi o vice-prefeito Arthur Lima Cavalcanti, que na ocasião lançou em parceria com Maximiliano Campos, o frevo Serpentina Partida. O motivo da ausência de Miguel Arraes ao evento foi a doença da primeira-dama Célia Arraes, née Souza Leão (1924/1961). Uma presença linda foi a da Rainha do Carnaval, Zayra Pimentel de baiana. A decoração foi assinada pelo notável artista plástico Lula Cardoso Ayres e para as danças tocou a inesquecível orquestra de Nelson Ferreira.

m-salão-fundaj

Parte da decoração do Internacional (Foto: Fundaj)

Tivemos um concurso de fantasias e a A mais rica foi a Rainha Elizabeth I desfilada por Ana Maria Ramiro Costa Caldas confeccionada pelo seu irmão Marcelo Costa Caldas. O segundo lugar ficou com Mirna Botelho vestida de Princesa de Bagdá. Em originalidade ficou o grupo Canibais Guerreiros. Vieram para o Baile Municipal, no I Vôo do Frevo, do Rio de Janeiro, com o apoio da Vasp: Rubem Braga, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos, José Condé, Vinicius de Moraes, Nora Nei, Marlene, Jorge Goulart, Luiz Delfino, Lea Garcia, Zélia Hoffman, Lourdes de Oliveira e Tônia Carreiro.

1
1 Discussion on “I Baile Municipal do Recife”
  • Meu clube da mocidades,depois do corso, era o caminho certo , clube Internacional,dos inesquecíveis bailes e das boates dos sábados no salão nobre,quantas histórias! quantas saudade!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.