Fernando Machado

Blog

Categoria Recordar é Viver

Recordar é Viver

Miss Floresta Country Club, Eliane Thompson, já como Miss Guanabara, no Maracanãzinho, semana depois era Miss Brasil de 1970 (Foto: O Cruzeiro)

Uma foto oficial dos foliões no baile da terça-feira de Carnaval no Clube Internacional do Recife de 1933 (Foto: Diário da Manhã)

Carlos Estevão criou esse O Amigo da Onça para a revista O Cruzeiro de 21 de agosto de 1969

Recordar é Viver

A diva Helena Gomes, née Pessoa de Queiroz, tentando se esconder entre as folhagens (Foto: Face)

O Corso na Rua João Pessoa, atualmente Rua Nova, no Carnaval de 1933 (Foto: Diário da Manhã)

As misses Maria do Carmo Velez (Catente), Elma Moraes (Goiana), Luzinete Sobral (Caruaru) e Rosilda Duarte (Pamares) na Praia de Boa Viagem (Foto: O Cruzeiro)

Recordar é Viver

No Clube Internacional do Recife, nos anos 60, Otacilio Venancio entre Sonia Parente, madrinha do Internacional e Sonia Fernandes, madrinha do Sport (Foto: Acervo de Girley Brazileiro)

Uma cantora que fazia sucesso nos anos setenta no Recife:  Dea Soares (Foto: Acervo do blog)

O jogador Tiano que fez o gol da vitória do Santa Cruz sobre o Botafogo do Rio de Janeiro no dia 30 de janeiro de 1919 (Foto: Divulgação)

A atriz e apresentadora Heloísa Helena outro monstro sagrado da televisão brasileira (Foto: Divulgação)

Recordar é Viver

O compositor Capiba, cronista social Alex, executivo da noite Zinho e o ator Paulo Gracindo durante coquetel no Relicário, em Olinda (Foto: Divulgação)

Grande Otelo e diva ângela Maria numa cena do filme Rio, Zona Norte em 1957 (Foto: Manchete)

Graciliano Ramos, Antonio Amorim e Noel Nutels durante encontro no Rio de janeiro em 1939 (Reprodução do Diário da Manhã)

Em jantar oferecido em Maceió, pelo presidente da Academia Alagoana de Letras, Guedes Miranda, estão em pé professor Higyno Bello, J. A. de Oliveira Lima, Jorge de Lima e Jayme D’Altavilloa e sentados Jarbas Peixoto, Guedes Miranda, e Auryno Maciel (Reprodução Diário da Manhã)