Fernando Machado

Blog

Categoria Corpo Consular

Esquinas do Mundo

A 8 ½ Festa do Cinema Italiano vai acontecer no Recife, pela primeira vez, com o apoio do Consulado da Itália, leia-se o cônsul Gabor de Zagon. O evento vai acontecer de 31 de agosto a 6 de setembro, no Cinema São Luiz, apresentando o melhor do cinema italiano contemporâneo. O Festival começou em Lisboa em 2008 com sucesso em vários países de língua portuguesa. Depois de dez anos de sucesso em dezenas de cidades lusófonas em três continentes, de passar por Porto Alegre em 2014 e 2015, e chegar a mais cinco cidades em 2016.

Pif e Michele Astori no filme Em Guerra por Amor em cartaz no Festas do Cinema Italiano (Foto: Divulgação)

Ontem o comandante da 7ª Região Militar, general Luiz Jaborandy em solenidade no QG daquela Unidade, cedeu por empréstimo, à Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, leia-se o secretário Antônio Cavalcanti, 375 fuzis 7,62 mm, sendo 345 entregues a Polícia Militar de Pernambuco e 30 fuzis a Polícia Civil. É o Exército Brasileiro apoiando as forças auxiliares em material, e contribuindo desta forma, para o combate ao crime organizado em Pernambuco.

Coronel André Pessoa Cavalcanti, Secretário Antônio Cavalcanti e o general Luiz Jaborandy (Foto: Sd Wallison)

A Missão dos Estados Unidos no Brasil, por meio do Serviço de Inspeção de Saúde Animal e Vegetal, ministrará treinamento de nível avançado sobre gripe aviária, doença de Newcastle e biossegurança para dez países da América Latina, de hoje até sexta, em Brasília. A ação é uma parceria com o Ministério da Agricultura do Brasil e com a Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Brasília. O treinamento será ministrado pelo instrutor da Universidade de Medicina Veterinária do Mississippi, Alejandro Banda.

Viva a Suíça!

Rudolf Fehr entre os filhos Rudolf e Guido (Foto: Fernando Machado)

Manoela Soares e sua mãe, Cristina Soares (Foto: Fernando Machado)

O Cônsul Honorário da Suíça, Rudolf Fehr Junior e a consulesa Manoela Soares movimentaram, ontem, um almoço na sua belíssima residência de Olinda, para comemorar os 800 anos do seu país. Foi um encontro dos mais simpáticos onde a maioria dos convidados era suíços ou seus descentes. Tivemos a fala do cônsul, Rudolf Fehr e de Maria Helena Eisele, que leu uma mensagem da presidente suíça, Dóris Leuthard.

Carlos Reis à côté Carolina Andrade (Foto: Fernando Machado)

Carla Andrade Reis e o irmão Rudolf Fehr (Foto: Fernando Machado)

Também tivemos a execução do hino brasileiro e o da suíça. O almoço foi de a gente comer rezando para São Bento. O cardápio tipicamente suíço foi preparado pelo Rudolf Fehr. Uma mesa com vários tipos de queijos suíços quando citaríamos Emmental e Gruyère, fez muito sucesso. A decoração foi simples apenas balões com as cores da suíça. Aliás tinha muita gente de camisa da bandeira do país.

Elisabete, Claudia, Guilherme e Matheus Peter (Foto: Fernando Machado)

Florian Baesa e a vice-cônsul da França Natacha Boguchi (Foto: Fernando Machado)

Ainda tínhamos Salchichas fritas (Bratwurst), Schublig, Cervelat, chucrute (Savenvaut), salada de batata suíça, salada de folhas verdes com molho suíço, batata rösti (outro prato que estava uma delícia, bunderfleisch, fleischkäese, geléia de morango, tudo isso regado a vinho tinto e uísque. Rudolf Fehr é um chef de cuisine de arrasar quarteirão.

Leônia e Venâncio Evangelista, Marconni e Adélia Souza (Foto: Fernando Machado)

Agora vamos escrever sobre o palacete, que também é o Consulado da Suíça em Pernambuco. Ele tem três pavimentos e foi lá morou e morreu João Fernandes Vieira, que teve destacada participação na luta contra os holandeses. Entre 1800 e 1900 morou Arthur Lungren. É esitlo colonial e a fachada foi preservada com azulejos portugueses e muito lindo. Apesar de terem tido várias modificações o piso e o teto são originais.

Rudolf Fehr e Victor Costa (Foto: Fernando Machado)

Sérgio Carneiro Leão e o cônsul honorário do Uruguai Rodrigo Carneiro Leão (Foto: Fernando Machado)

Paloma, Brian, Maracatu & Frevo

Luciana, Paloma e Brian em tempo de despedidas (Foto: Fernando Machado)

Paloma, Brian e Maria Luciana Nunes estão com uma cota muito alta junto a São Pedro. Depois de um dia chuvoso, lá para 15h, a chuva parou e a festa de despedida para a cônsul de Política e Economia do Consulado Geral dos Estados Unidos, Paloma Gonzalez e o marido Brian Cohn, realizada na Rua da Guia, diante da ExclusivaBR, foi sensacional. Hoje, Paloma e Brian viajam para Washington D.C., onde ela assume novas funções.

Brian, Paloma, Patricia Menge, Vanessa Dobbin e Joana Cavalcanti (Foto: Fernando Machado)

O encontro teve gosto de Carnaval, pois a homenageada adora frevo e maracatu. Primeiro tivemos a apresentação do Maracatu Yalú, composta por cerca de 40 batuqueiros e sob a batuta do Mestre Walter. O maracatu é excelente e começou tocando Morena Tropicana, de Alceu Valença. Depois o Mestre Walter cedeu o comando para Brian Cohn, e na sequencia para Paloma Gonzalez, reger os batuqueiros. Adorei as evoluções do Yalú e dos rufar dos tambores.

Jaime Beserman e Patricia (Foto: Fernando Machado)

O cônsul geral da Argentina, Jaime Beserman, segurou o estandarte do Bloco Curta Pernambuco, da ExclusivaBr, e foi um  sucesso. E como acontece no Carnaval, o Yalú seguiu pela Rua Barão Rodrigues Mendes, Rua dos Judeus (que lindo aqueles casarios acho que do século 19), depois pela Rua Domingos Martins, Avenida Rio Branco e novamente a Rua da Guia. Os amigos de Paloma e Brian alguns turistas, seguiram atrás. E todos seguidores do Bloco Curta Pernambuco seguiram a risca, a letra Bom demais.

John Barrett, Paloma e Andrew Sellhorn (Foto: Fernando Machado)

“Eu tenho mais que tá nessa / Fazendo mesura na ponta do pé / Quando o frevo começa / Ninguém me segura / Vem ver como é / O frevo madruga / Lá em São José / Depois em Olinda / Na Praça do Jacaré / Bom demais, bom demais / Bom demais, bom demais / Menina vem depressa / Que esse frevo é bom demais / Bom demais, bom demais / Bom demais, bom demais / Menina vamos nessa / Que esse frevo é bom demais”.

Katrina Emery, Paloma, Andrew e Patricia Sellhorn com Matt Davis (Foto: Fernando Machado)

Paloma dançou muito com o ritmo do maracatu e Brian fez um esforço danado, mas foi aprovado. Na seqüência entra a Orquestra do Babá e ai o bichou pegou. Todos caíram no frevo rasgado. Parodiando o Bloco da Vitória de Nelson Ferreira, a turma poderia ter cantando O Bloco da Despedida está na rua / Desde que a chuva parou / Venha minha gente, para o nosso cordão / Que a hora da despedida chegou.

Rafael e Anna King, Bruno Marinho, Paloma e Danniel Marinho (Foto: Fernando Machado)

Quando Babá tocou Madeira que Cupim Não Rói de Capiba, a turma entrou em frisson. E um coral de, mas 50 vozes cantavam: “E se aqui estamos, cantando esta canção / Viemos defender a nossa tradição / E dizer bem alto que a injustiça dói / Nós somos madeira que cupim não rói”. Tudo terminou coma ciranda, onde o cônsul geral dos Estados Unidos, John Barrett, que já conquistou não somente seu staff do Consulado, como todos com quem conversei.

Patrícia Correia e Roberto Oliveira (Foto: Fernando Machado)

O dinamismo e a simpatia de Paloma Gonzalez conquistou muitos recifenses. Ainda por cima fez um excelente trabalho na representação diplomática norte-americana no Nordeste. Tenho certeza que ela vai cantarolar hoje quando subir na aeronave rumo ao Tio Sam. “Quem tem saudade / não está sozinha, / Tem o carinho da recordação. / Por isso quando estou mais isolada / estou bem acompanhada / com você no coração. / Você existe como anjo de bondade e me acompanha neste frevo da saudade”.

Mauro Barros, Andréa Perilo e Allan Machado (Foto: Fernando Machado)

Visse bichinha quero revê-la na terra do frevo e do maracatu cantando, essa musica que Luiz Bandeira compôs: “Voltei, Recife / Foi a saudade / Que me trouxe pelo braço / Quero ver novamente “Vassoura” / Na rua abafando / Tomar umas e outras / E cair no passo / Quero sentir / A embriaguez do frevo / Que entra na cabeça / Depois toma o corpo / E acaba no pé”.

Angelo Abreu e Lima à côté Patricia Menge (Foto: Fernando Machado)

Recife ganha uma Câmara Brasil Argentina

O embaixador Carlos Magariños e o cônsul Jaime Beserman (Foto: Fernando Machado)

Aconteceu, ontem, pela manhã, no JCPM Trade Center, o lançamento da Câmara Brasil Argentina de Comercio, Indústria, Turismo, Cultura e Serviços, que será presidida por David Fernandes. O embaixador da Republica da Argentina no Brasil, Carlos Magariños, veio de Brasília especialmente para o evento. De parabéns, o cônsul geral argentino Jaime Beserman, pois lutou muito pela criação da entidade. Embora sediada no Recife, a abrangência da Câmara não terá limites geográficos.

Solana Beserman e consulesa Patricia Beserman (Foto: Fernando Machado)

Andrea e David Fernandes (Foto: Fernando Machado)

O cerimonial foi de Eduardo Vaz que convidou para a mesa principal o embaixador, o cônsul geral da Argentina, a chefe do Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores para o NE, a ministra Kátia Gilabert, os secretários Giovani Oliveira e Lúcia Melo além de Marcos Batista de Suape. Falaram na ocasião David Fernandes, Marcos Batista, Jaime Beserman e Carlos Margariños.

O cônsul geral dos EUA John Barrett e o cônsul honorário de Malta Thales Castro (Foto: Fernando Machado)

A ministra Kátia Gilaberte e a vice cônsul da Argentina Alejandra Bomben (Foto: Fernando Machado)

Fomentar negócios e estreitar os laços entre o Brasil e a Argentina, foram alguns dos propósitos colocados na manhã de ontem, durante o I Encontro da Câmara Brasil Argentina. Indicação dos melhores fornecedores, orientação de questões fiscais e tributárias, sugestão dos melhores preços e produtos e pagamento reduzido de impostos, além de financiamentos para importação e exportação, estarão acessíveis a qualquer empresa que deseje fomentar negócios e estreitar relações entre os dois países.

Silvio Leimig e Carlos Ramirez (Foto: Fernando Machado)

O secretario Giovani Oliveira com Maria Eduarda Pimenta e Marcos Raposo (Foto: Fernando Machado)

Pequenos e médios empresários podem se associar para ter acesso aos mercados do Brasil e da Argentina. No foyer foi servido na ocasião um coffee break, dos mais elogiados, assinado pelo Solar do Douro, leia-se o chef Wellington Olimpio. No cardápio bolo de laranja, tartalete de queijo, wrap de frango com cenoura e creme chease, mini croque monsieur, folhados de banana, pão de queijo e salada de frutas. Na coordenação estava Luanda Guerra.

Eduardo Jorge Pragana e Paulo Coimbra (Foto: Fernando Machado)