Fernando Machado

Blog

Categoria literatura

Ângela, Guilherme & Livro

No dia 20 de setembro, na Livraria Cultura, do RioMar, a professora de dança Ângela Botelho lançou um livro em homenagem ao seu filho Guilherme (1987/2013) que morreu vitima de um acidente da Asa Delta. Com o titulo de A Ordinária História de Juca e uma Juventude Qualquer foi editado pela Livrinho de Papel Finíssimo.

Ângela na noite de autógrafos e o homenageado Guilherme  (Fotos: Face)

Na obra Ângela traça um perfil de um jovem rebelde, como quase todos da sua geração. Na sua página do Face, Angela confessa “que realizou um desejo dele (Guilherme Botelho Fernandes) que era publicar a história de Juca. Sua vida foi um “rastro de luz” que nos ilumina até hoje”. Parabéns, Angela!

Pausa Poética

“Seja forte quando estiver fraco. Seja corajoso quando estiver com medo. Seja humilde quando for vitorioso”. Coronel PMPE Walter Benjamim

 

 

Mariana: Eu, Mãe e Pai

Mariana Kupfer e Daniela Manole (Foto: Mariana Malheiros)

A apresentadora e escritora Mariana Kupfer lançou quarta-feira, seu livro Eu, Mãe e Pai – A Maternidade Independente Como Escolha em brunch para convidadas no Iguatemi São Paulo e uma sessão de autógrafos na Livraria da Vila, no shopping JK Iguatemi. A obra conta a emocionante trajetória da autora.

Marcos Mion e Suzana Gullo (Foto: Ali Karakas)

O livro também  inspira quem deseja ter filhos nos mais diversos modelos familiares, trazendo aos leitores um guia prático e embasado por médicos sobre os procedimentos de inseminação, exames e custos. Entre as presenças anotamos Ticiane Pinheiro, Adriane Galisteu, Gabriela Duarte, Karina Bacchi, Caio Ribeiro, Marcos Mion.

Karina Bacchi e Amaury Nunes (Foto: Mariana Malheiros)

Robson Sampaio & Ayrton Senna

Pincei do livro O Recife e Outros Poemas, do jornalista e imortal da Academia Recifense de Letras, Robson Sampaio, por conta dos 25 anos da morte do piloto de Fórmula 1, Ayrton Senna, essa poesia: “Frágil Homem de Aço! / Deus é o tempo, é a hora / Você, Senhor Velocidade! / Na última curva da Vida / Os deuses dormiam. / A morte, não! / A máquina insensível / Virou ferros contorcidos / E os anjos te encantaram… / Frágil Homem de Aço!”

 

Robson Sampaio e Ayrton Senna (Fotos: Fernando Machado/Divulgação)

– Deus é o tempo, é a hora / Você, Senhor Velocidade! / Semi-Deus das pistas / Semi-Deus alado / Ave ferida, ave arrebatada / Ídolo e sonho dos mortais…/ Frágil Homem de Aço! / Deus é o tempo, é a hora / Você, Senhor Velocidade! / A curva é o limite. / Deus dá, Deus tira. / E no circuito dos Céus / Na ultrapassagem de nuvens e estrelas / Você, Senhor Velocidade, / Fará todas as “Poles” e estará / No “Podium” da Eternidade…”.

  • 1 2 4