Fernando Machado

Blog

Categoria Carnaval

Aurora dos Carnavais, Boêmios & Troféus

Carmen Towar, Mozart Ferreira e Wena Souza (Foto: Fernando Machado)

Ontem, a partir do meio dia, na sede do Bloco Boêmios da Boa Vista, cujo presidente é Hugo Leonardo Lira, tivemos uma festa promovida pelo Aurora dos Carnavais leia-se Wena de Souza, para a entrega dos Troféus de Participação do evento realizado em fevereiro, na Rua da Aurora. E claro quem reinou foi o frevo canção. A animação ficou por conta do Coral Evocações regido pelo maestro Barbosa. Depois de terem servido a feijoada, aconteceu a entrega dos 60 troféus.

O presidente Hugo Leonardo Lira (Foto: Fernando Machado)

Gracinha Lira, Mozart Ferreira e Paula Caique (Foto: Fernando Machado)

Entre os agraciados destacamos o Maestro Duda, os compositores Heleno Ramalho, Humberto Vieira de Melo e Mozart Ferreira, (autor do seu hino Boêmios da Boa Vista) e alguns blocos líricos. O Bloco Boêmio da Boa Vista foi idealizado por Hugo Leonardo Lira que ao lado de Fernando Braz e André Salustiano. O bloco fundado em 15 de janeiro de 2007 e homenageia a mãe de Hugo, Maria da Salete Lira.

O cantor Mozart Ferreira e o Maestro Duda (Foto: Fernando Machado)

Os compositores Humberto Vieira de Melo e Heleno Ramalho (Foto: Fernando Machado)

Confetes e Serpentinas

Malu Barretto e Pedro Igor Alcântara (Foto: Divulgação)

Terça-feira, Malu Barretto e Pedro Igor Alcântara organizaram o IV Baile da Arara num casarão em Santa Teresa, no Rio de Janeiro. O tema do baile foi Chica Chica Boom e homenageou Carmen Miranda. Tivemos a apresentaçãoAlcione, Seu Jorge, Marcelo D2 e Pretinho da Serrinha.

  

Deborah Secco e Reynaldo Gianecchini no Baile da Arara (Foto: Divulgação)

Os petistas estão eufóricos com a vitória da Estação Primeira da Mangueira no desfile das Escolas de Samba do Rio de Janeiro, que fez critica social em seu enredo. Esqueceram que o presidente da Escola, Chiquinho da Mangueira, está preso por ter desviado verba pública. É muita hipocrisia.

Também no Baile da Arara, Juliana Calderari e Pablo Morais (Foto: Divulgação)

 

Pernambucarnaval segundo Gustavo Krause

Território: “Recife cidade lendária” e “Olinda cidade eterna”. Governo: frevocracia absoluta, exercida pela Rainha do Maracatu com poderes mágicos de fada-madrinha e de Santa. O Rei Momo é o bobo da corte. Constituição: “Art.1°- Fica instituído o reino da alegria e decretada a folia, em todo o território do Pernambucarnaval, sob os acordes do Frevo e do Maracatu. Art. 2°- Esta constituição estará em vigor do sábado de Zé Pereira até a Quarta-Feira de Cinzas, revogados a tristeza, o mau humor, o pessimismo e o azar”.

Gustavo Krause retratado para a galeria dos governadores de Pernambuco (Foto: Divulgação

Neste reino, o tempo é o presente e não haverá saudades. Todos estarão vivos, “de braços para o alto/frevando sem parar”, assim na terra como no céu. As mulheres serão “morenas da cor de canela”, “diabos louros com cara de gente”, “mulatas da alma cor de anil”. E todas terão “pele macia, carne de caju, saliva doce…” Os homens serão bons e pacíficos. Sairão fantasiados de anjos, dizendo a uma só voz: “Olinda, quero cantar a ti esta canção”.

Gustavo Krause um dos grandes oradores da terra do Frevo e do Maracatu (Foto: Gleyson Ramos)

(O amor será livre, leve e louco). Todos comerão o Pão que Deus amassou. Beberão “bate-bate com doce”. Provarão do vinho que Baco ofertou. E a sobremesa será filhoses. À noite, serão iluminadas as casas e as ruas (em vez de lâmpadas) por pedaços de lua. “Na madrugada do terceiro dia”, choverá um minuto de cinzas para lembrar que somos pó e que ao “Bacalhau na vara” retornaremos. Depois, todos dormirão em paz. Durante 361 dias, sonharão com “serpentinas partidas”, até que “o Galo canta e anuncia a madrugada de um novo dia”. Este artigo foi escrito pelo ex-prefeito do Recife e ex-governador de Pernambuco Gustavo Krause.

Blocos Líricos 2019

As pastoras de Um Bloco em Poesia na Rua do Sol (Foto: Fernando Machado)

As pastoras do bloco Cordas e Retalhos no Recife Antigo (Foto: Fernando Machado)

Os pastores e as pastoras do Bloco Flor do Eucalipto nos arredores do Marco Zero (Foto: Fernando Machado)

O decorador Agripino Santos com as pastoras do Bloco da Saudade na Rua da Imperatriz (Foto: Fernando Machado)

 

  • 1 2 6